WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
Quarta-Feira, 13 de Dezembro de 2017
cenoe faculdade madre thais

BAHIA ESTÁ IMPEDIDA DE RECEBER EMPRÉSTIMOS DA UNIÃO

BR-415.

Do O Busílis

Quem apostou que a duplicação da rodovia Ilhéus-Itabuna era mais uma promessa em período pré-eleitoral, como aconteceu outras vezes, pode ganhar.

A Secretaria do Tesouro Nacional (STN), órgão do Ministério da Fazenda, acaba de informar que a Bahia está entre os 12 estados impedidos de receber garantias da União para contrair novos empréstimos.

Existem quatro tipos de classificações: A, B, C e D. Somente as duas primeiras garantem operações de crédito com o aval da União.

A Bahia tem nota C desde 2014, ou seja, está impedida de fazer empréstimos em decorrência de níveis baixos de investimentos, conforme avaliação da STN.

Portanto, a tão sonhada duplicação da BR 415 é novamente um pesadelo. O filme se repete e os protagonistas são os mesmos: os senhores políticos.

MEIRELLES MOSTRA ‘DESCONHENCIMENTO’ SOBRE CONTRATO, AFIRMA SECRETÁRIO

Conflito no Ministério da Fazenda.

Nessa segunda-feira (20), o secretário da Fazenda da Bahia, Manoel Vitório, negou que haja pendências para que o Banco do Brasil libere o empréstimo de R$ 600 milhões cujo contrato já foi assinado.

O secretário falou sobre o tema após o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, afirmar à imprensa que existem detalhes da documentação a serem acertados. “O ministro, ao fazer tal afirmação, demonstra desconhecimento do fato de que ainda em agosto, após a assinatura do contrato, o banco aprovou as comprovações técnicas e documentais relativas às obras constantes no pedido de desembolso feito pelo Estado da Bahia”, enfatizou.

O Governo da Bahia entrou na Justiça para que o Banco do Brasil cumpra o acordo. De acordo com Manoel Vitório, todo o processo para efetividade legal da operação já foi cumprido.