As famílias que têm renda mensal de até meio salário mínimo, tenham Número de Inscrição Social do Governo Federal (NIS) e consumo médio de energia, no último ano, superior a 65 KWh (kilowatts) têm até o final de agosto para efetuar o cadastro da Tarifa Social junto à Coelba.

Segundo a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), todos os clientes residenciais que têm este perfil devem se recadastrar para manter o subsídio tarifário, que dá descontos de até 65% na conta de energia.

Na Bahia, 377 mil clientes se encaixam no programa. Para se recadastrar, o consumidor deve comparecer a qualquer agência da Coelba com um documento de identificação com foto, CPF e o NIS.