WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
Segunda-Feira, 11 de Dezembro de 2017
cenoe faculdade madre thais

TRAILERS NÃO PERMANECERÃO MAIS FIXOS NO PONTAL

Trailers no Pontal.

Trailers no Pontal.

A partir de novembro os reboques que comercializam alimentos e bebidas na avenida Lomanto Júnior, bairro do Pontal, nas proximidades da antiga fábrica de gelo, não permanecerão permanentemente no local, como já acontece há muitos anos. Eles passarão a estacionar os veículos apenas das 17 horas à meia noite. O acordo foi estabelecido entre os donos dos empreendimentos e as secretarias municipais de Planejamento e Desenvolvimento Sustentável (Seplandes) e de Indústria e Comércio (Sedic).

De acordo com Paulo Sérgio Santos, titular da Sedic, a iniciativa visa permitir que durante o dia, a baía do Pontal volte a ser contemplada sem a barreira causada pelos equipamentos. O acordo também definiu regras como limpeza do local e a requalificação da praça existente na área, com o apoio dos próprios comerciantes. “A meta é garantir as oportunidades de negócio e a geração de emprego, mas criando condições que garantam o bem estar da coletividade”, afirmou Paulo Sérgio.

MICROEMPREENDEDORES PODEM PARCELAR DÍVIDA FISCAL

Sala do Microempreendedor. Imagem: Clodoaldo Ribeiro/Secom-Ilhéus.

Sala do Microempreendedor. Imagem: Clodoaldo Ribeiro/Secom-Ilhéus.

Resolução do governo federal autoriza o parcelamento de dívidas dos microempreendedores individuais. A Prefeitura de Ilhéus estima que a medida beneficia mais de dois mil pessoas no município.

Segundo a prefeitura, a resolução abrange todo o sistema de recolhimento do Simples Nacional. O parcelamento poderá ser feito em até 120 vezes. A iniciativa vale para as dívidas vencidas até maio de 2016.

Técnicos do município estão a serviço dos microempreendedores individuais de Ilhéus. O atendimento funciona na Sala do Empreendedor, localizada no térreo do Anexo das Secretarias, perto do Palácio Paranaguá, no Centro.

De acordo com o secretário municipal de Indústria e Comércio, Paulo Sérgio Santos, caso o microempreendedor individual não resolva o parcelamento da dívida, esta pendência pode resultar no cancelamento do CNPJ, além prejudicar o acesso aos benefícios previdenciários.