agosto 2014
D S T Q Q S S
« jul    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  


:: ‘Planserv’

SANTA CASA DE ILHÉUS VOLTA A ATENDER PELO PLANSERV

logo_planservOntem (16), a coordenadora geral do Planserv na Bahia, Sônia Carvalho, anunciou que, a partir do dia 1º de outubro, a Santa Casa de Misericórdia de Ilhéus  vai voltar a atender o plano de saúde dos servidores públicos estaduais.

A Santa Casa é a entidade  mantenedora do Hospital São José e da Maternidade Santa Helena. Com a associação firmada com o Planserv, todos serviços prestados e os procedimentos realizados pela Santa Casa de Misericórdia estarão à disposição dos servidores estaduais.

PLANSERV ABANDONA SEGURADOS

O que não falta em Ilhéus é segurado do Planserv indo para outras cidades à procura de atendimento médico.

O plano, mantido com dinheiro dos servidores públicos estaduais, cancelou os contratos com os principais hospitais e clínicas da cidade.

Quem precisa de atendimento vai ter que procurar outra cidade, ou entrar na fila do SUS, que não está pequena.

PLANSERV DEIXA SEGURADOS A VER NAVIOS

Funcionários públicos que usam o Planserv não podem mais ser atendidos nos hospitais Bartolomeu Chaves, São José e na clínica Coci, em Ilhéus. O motivo é simples, o plano suspendeu o convênio com esses estabelecimentos

Segundo informações, a suspensão se deve a dívidas que os hospitais têm com a receita federal, impedindo a renovação dos contratos.

Quem precisar de atendimentos mais complexos, vai ter que procurar outras cidades.  

USUÁRIOS DO PLANSERV PODEM PERDER SEGURIDADE

Um total de 2.947 servidores da Secretaria de Educação do Estado (SEC) podem ter o benefício do Planserv suspenso se não recadastrarem. O prazo para realizar o procedimento é de 30 dias a partir da publicação no Diário Oficial do Estado, o que ainda não ocorreu.

A relação com o nome dos beneficiários está disponível no site do Planserv (clique aqui). Para evitar a suspensão do plano, é necessário preencher o Formulário Eletrônico de Recadastramento (FER), que também está disponível na página, e procurar um posto do Planserv nos SACs ou enviar os documentos pelos Correios. 

Quem tiver o plano suspenso, se restabelecer o benefício em até 30 dias, não perde a carência.

Informações do A Tarde.

CARTÃO DO PLANSERV PELO SITE

A partir deste sábado (1° de outubro), os beneficiários do Planserv podem obter o cartão de identificação provisório pelo site  www.planserv.ba.gov.br.

Segundo a coordenadora do Planserv, Sônia Carvalho, a utilização da internet como mais uma opção para a impressão do cartão de identificação visa proporcionar agilidade e mais comodidade ao beneficiário.

Depois de impresso, o documento pode ser plastificado. Quando solicitado nos SACs, será impresso em um tipo de papel que garante maior durabilidade.

Quem optar por imprimir o cartão pelo site deve clicar na opção Beneficiários, na página principal, e, em seguida, em Cartão de Identificação. É preciso informar o número do benefício e a senha.

ÂNGELA NO BARALHO DOS DEPUTADOS TRAIDORES

Este é o panfleto que circula entre os servidores públicos estaduais, com o “baralho dos traidores”.

Nele aparecem os deputados do parlamento baiano que votaram a favor das mudanças no Planserv.

A “irmã” Ângela Sousa aparece no bolo, como dama de espadas (traíra miúda?). O “galego” é o coringa.

Ângela, "a traidora", como dama de espadas. Clique para ampliar.

:: LEIA MAIS »

ASSEMBLEIA APROVA MUDANÇAS NO PLANSERV

Os deputados estaduais baianos aprovaram, às 23h55min de ontem (quarta-feira, 31), o Projeto de Lei 19.394/2011, que institui mudanças no plano de saúde dos servidores estaduais – Planserv.

Entre os pontos da mudança está a criação de limites no número de consultas, exames e emergências de cada beneficiário. O resultado da votação registrou 39 votos favoráveis e 20 contrários à proposta.

Conforme o texto aprovado, o número de consultas foi limitado a doze por ano, o de exames a trinta, e a restrição a consultas de urgência e emergência a dez.

A proposta prevê que, no mês em que o servidor exceder a cota, começará a pagar contribuições por cada procedimento realizado (R$ 10 por exame, R$ 7 por emergência e R$ 6 por consulta). Esta cobrança, entretanto, será limitada a R$ 30 por mês por categoria.

A lei entrará em vigor após a sanção do governador Jaques Wagner (PT).

PARALISAÇÃO CONTRA MUDANÇAS NO PLANSERV

Os servidores públicos do Estado vão parar as atividades na terça-feira (30) e quarta-feira (31) da próxima semana, para acompanhar a votação das mudanças na cobertura do Planserv.

A decisão foi tomada na noite de ontem quinta-feira (25), durante assembleia que reuniu cerca de 400 servidores, no ginásio de esportes do Sindicato dos Bancários, nos Aflitos, em Salvador.

“Vamos reunir os trabalhadores para pressionar o governo contra a aprovação  dessa proposta absurda”, disse o diretor do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado da Bahia (APLB), Claudemir Nonato de Santana.

O governo pretende restringir os atendimentos por meio do Planserv, por entender que há abuso de servidores quanto ao número de procedimentos feitos por ano. 

SERVIDORES CONSEGUEM ADIAR VOTAÇÃO DAS MUDANÇAS NO PLANSERV

Manifestação dos servidores na ALBA.

Depois da manifestação realizada na manhã de ontem (quarta-feira, 24) na Assembleia Legislativa (ALBA), os funcionários públicos da Bahia conseguiram adiar a votação das mudanças no Planserv, plano de saúde dos servidores estaduais.

A nova votação foi marcada para quarta-feira (31), e, neste período, os servidores públicos deverão se reunir e apresentar suas propostas para negociação com o governo. Segundo Silvio Roberto, diretor do Sindicato dos Trabalhadores em Saúde do Estado da Bahia, essa semana será fundamental para “a discussão das mudanças que o governo quis impor aos servidores”.

O governo quer limitar os atendimento, hoje feitos de forma livre, a 6 consultas médicas, 12 consultas pediátricas, 12 consultas de acompanhamento pré-natal, cinco atendimentos de urgência e emergência e dez exames anuais.

Quem ultrapassar o limite estabelecido terá que pagar R$ 6 por consulta e 20% do valor dos exames e procedimentos realizados. 

ESTADO QUER RESTRINGIR USO DO PLANSERV

O governo da Bahia conseguiu, na última quarta-feira (17), aprovar a urgência de votação do projeto que reduz o número de procedimentos médicos disponíveis para segurados do PlanServ.

Para o coordenador-geral da APLB-Sindicato, professor Rui Oliveira, o estado quer restringir o acesso dos servidores à assistência médica paga pelo próprio funcionalismo.

A proposta do Executivo limita procedimentos médicos e aumenta a contribuição do servidor ao Planserv em até 45,93%.

Segundo Rui, o governo quer ditar para o servidor quantas vezes ele pode adoecer e precisar de urgência, de assistência médica. A categoria estuda a possibilidade de fazer uma manifestação no dia da votação do projeto, que ainda não tem data para acontecer.

FUNCIONÁRIOS DA UESC DEFLAGRAM GREVE

O Sindicato dos Funcionários da Universidade Estadual de Santa Cruz (AFUSC – UESC) decidiu em assembléia ontem (08), entrar em greve por tempo indeterminado.

Entre as reivindicações consta a revogação do decreto 12.583/11 e Portaria 001, de 22.02.2011, que fere a autonomia das universidades estaduais, recomposição salarial, melhorias do Planserv e a Regulamentação urgente dos processos de promoção e progressão da carreira de Analista e Técnico Universitário (Art. 27 da Lei 11.375/2009, com prazo já expirado).



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia