iptu ilheus


fevereiro 2016
D S T Q Q S S
« jan    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
2829  

:: ‘Polícia Federal’

PF E PM DESTROEM ALDEIA INDÍGENA NO PRADO

Imagem: CIMI.

Imagem: CIMI.

A informação é da Rádio Yandê. De acordo com o veículo, no último dia 19, a ação de reintegração de posse realizada por policiais federais e militares destruiu o posto de saúde, a escola e moradias da Aldeia Cahy, no distrito de Cumuruxatiba, no município de Prado, litoral sul da Bahia. A comunidade é habitada pelo Povo Pataxó. Apesar do mandado judicial e da truculência das polícias, os indígenas pretendem resistir no local.

Relatório da FUNAI publicado em julho de 2015 reconheceu a área de 28 mil hectares como a Terra Indígena Comexatibá. A Portaria 1018 foi expedida pela Presidência da República no dia 16 de junho de 2015.

Segundo a Rádio Yandê, o território ocupado tradicionalmente pelos indígenas é alvo da especulação imobiliária e de empreendimentos turísticos.

Entidades estudantis, docentes e indígenas publicaram nota de repúdio à truculência da ação policial. Leia a íntegra.

NOTA DE REPÚDIO A AÇÃO DA POLÍCIA FEDERAL NA COMUNIDADE DE COMEXATIBA KAÍ PEQUÍ PATAXÓ

Nós, aliados da luta indígena, viemos por meio dessa nota REPUDIAR E DENUNCIAR a violência da ação truculenta da Polícia Federal a mando da União com uma ação judicial de reintegração de posse da Terra Indígena Comexatiba Kaí Pequí Pataxó, área que fica localizada no distrito de Cumuruxatiba no Prado, Bahia na tarde de 19 de janeiro de 2016. Tal atividade do Estado demonstra um TOTAL DERESPEITO com as Comunidades e demandas Indígenas bem como a prática de RACISMO AMBIENTAL dentro das instituições governamentais, uma vez que no dia 27 de julho de 2015, o mesmo Governo Federal através da FUNAI reconhece e aprova o território (28 mil hectares, onde vivem cerca de 732 pessoas) como Terra Indígena no Diário Oficial da União, processo: 08620.015274/2014-48, como reproduzimos abaixo:

:: LEIA MAIS »

HOMEM É PRESO COM DINHEIRO FALSO EM ILHÉUS

Marco.

Marco.

Guarnição da 68ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIMP) prendeu ontem (12) à noite um homem com três cédulas falsas de cem reais.

As três cédulas de cem reais na parte de baixo da imagem são falsas, segundo a PM. Imagem: Polícia Militar.

As três cédulas na parte de baixo da imagem são falsas. Imagem: Polícia Militar.

De acordo com a PM, Marco Antonio Dias, 33 anos, foi acusado de tentar usar o dinheiro falso para em compras no centro de Ilhéus. Os policiais militares o apresentaram na unidade da Polícia Federal. 

PERITOS REFORÇAM ALERTA SOBRE FALHAS NA FISCALIZAÇÃO E MANUTENÇÃO DE BARRAGENS

Rompimento da barragem do fundão em Mariana deixou cenário de muita lama e destruição. Imagem: Antonio Cruz/Agência Brasil.

Rompimento da barragem do fundão em Mariana deixou cenário de muita lama e destruição. Imagem: Antonio Cruz/Agência Brasil.

Da Agência Brasil

Cerca de 20 peritos criminais federais estão participando das investigações da Polícia Federal sobre o rompimento de uma barragem de rejeitos da mineradora Samarco, no dia 5 de novembro do ano passado, no município de Mariana, em Minas Gerais. Trabalho similar foi feito em 2003 na cidade mineira de Cataguases, onde, em 29 de março daquele ano, rompeu-se uma barragem com resíduos industriais sob responsabilidade da Indústria Cataguases de Papel.

Na época, o Laudo 1.362/2003, do Instituto Nacional de Criminalística (INC), identificou como causas do acidente problemas como a falta de manutenção e de fiscalização e o excessivo prolongamento da vida útil da barragem, o que resultou em um processo erosivo da obra. Segundo o laudo, a barragem tinha sido edificada em 1990 com uma estrutura provisória, que deveria durar apenas dois anos.

De acordo com a Associação Nacional dos Peritos Criminais Federais (APCF), caso os alertas feitos pelos peritos – em especial os relativos à falta de fiscalização – tivessem sido ouvidos pelas autoridades, a tragédia ocorrida em Mariana poderia ter sido evitada, uma vez que é o poder público o responsável pela fiscalização de outras barragens.

:: LEIA MAIS »

PF APREENDE CELULAR DE EDUARDO CUNHA

Cunha.

Cunha.

Do G1

A Polícia Federal apreendeu nesta terça-feira (15) o celular do presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), em uma das ações da Operação Catilinárias.
 
De acordo com a PF, foram expedidos 53 mandados de busca e apreensão, referentes a sete processos da Lava Jato. O principal objetivo dos policiais é evitar que investigados destruam provas.
 
A polícia também cumpriu mandado de busca e apreensão nos endereços do deputado federal Aníbal Gomes (PMDB-CE) e dos ministros Celso Pansera (PMDB-RJ), de Ciência e Tecnologia, e Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), do Turismo. Mandados também foram cumpridos na sede do PMDB em Alagoas e na Câmara dos Deputados.

Os senadores Edison Lobão (PMDB-MA), ex-ministro de Minas e Energia, e Fernando Bezerra Coelho (PSB-PE) também são alvos da operação desta terça.
 
Os mandados estão sendo cumpridos no Distrito Federal (9), em São Paulo (15), Rio de Janeiro (14), Pará (6), Pernambuco (4), Alagoas (2), Ceará (2) e Rio Grande do Norte (1). Segundo informado ao blog,  foram apreendidos documentos e computadores.

QUEM É DELCÍDIO DO AMARAL, SENADOR PRESO PELA PF

Imagem: Jane Araújo/Agência Senado.

Imagem: Jane Araújo/Agência Senado.

Da CartaCapital

O senador Delcídio do Amaral (PT-MS), preso na manhã desta quarta-feira 25 pela Polícia Federal, é uma figura política controversa e conhecida por seu bom trânsito em diversos partidos. Exemplo disso é o fato de ser conhecido nos bastidores do Senado, como contou recentemente o jornal O Globo, como “o mais tucano dos petistas”.

Engenheiro elétrico, Delcídio tem uma carreira ligada ao setor de energia. Foi engenheiro-chefe da construção da hidrelétrica de Tucuruí, no Pará; trabalhou como diretor da Shell na Holanda; e comandou a Eletrosul, braço da Eletrobrás. No governo de Itamar Franco (1992-1994), foi secretário-executivo do Ministério de Minas e Energia, ministro da pasta e presidente do Conselho de Administração da Vale do Rio Doce. 

Em 1998, Delcídio assinou sua filiação ao PSDB, mas seu ingresso no partido não chegou a ser homologado. Durante o governo de Fernando Henrique Cardoso, foi diretor de Gás e Energia da Petrobras entre 2000 e 2001, quando trabalhou com Nestor Cerveró e Paulo Roberto Costa, dois dos delatores da Operação Lava Jato.

:: LEIA MAIS »

PF PRENDE ACUSADOS DE FRAUDAR PREVIDÊNCIA SOCIAL EM IBIRATAIA

Imagem ilustrativa.

Imagem ilustrativa.

Com o apoio das polícias Civil e Militar e do Ministério do Trabalho, a Polícia Federal prendeu ontem (24) em Ibirataia cinco acusados de fraudar a Previdência Social. De acordo com a PF, eles usaram documentos falsos para solicitar benefícios previdenciários. 

Conforme os investigadores, eles falsificaram certidões de nascimento “para requerer amparo social ao idoso e pensão por morte, bem como falsificação de documentos de identidade e CPF”.

A Polícia Federal, após articulação com a Policia Civil, Policia Militar e Ministério do Trabalho e Previdência, efetuou ontem, 24, a prisão de 05 pessoas que tentavam fraudar a Previdência Social ao requerer benefícios previdenciários, por meio da utilização de documentos falsos, na Agência da Previdência Social em Ibirataia.

Os envolvidos serão indiciados pelos crimes de tentativa de estelionato, uso de documento falso e formação de quadrilha. A PF não divulgou os nomes dos acusados.

POLICIAIS APREENDEM 3 TONELADAS DE MACONHA EM CANARANA

Imagem: Polícia Militar da Bahia.

Imagem: Polícia Militar da Bahia.

Na manhã de domingo (27), uma ação conjunta da Polícia Militar, Polícia Federal, Polícia Civil e Superintendência de Inteligência da Secretaria Estadual de Segurança Pública resultou na apreensão de uma carreta que transportava cerca de 3 toneladas de maconha. Os policiais interceptaram o veículo no município de Canarana, no sertão baiano.

A droga estava no fundo falso do compartimento de carga. Carlos Alberto Vieira conduzia a carreta e foi preso em flagrante.

Os policiais também prenderam Paulo Pereira Amorim e Edmilson da Silva Lopes. Eles são acusados de fazer parte da quadrilha responsável pelo transporte da droga. Foram presos quando dirigiam um segundo veículo que, segundo a polícia, era usado para escoltar o caminhão. “Paulo de Magnólia”, como é mais conhecido, era procurado em quatro estados por ser acusado de crimes como tráfico e assalto a bancos.

De acordo com a polícia, o quarto membro da quadrilha, Thyago Basso Bueno, foi preso em Irecê. 

PF PRENDE EX-MINISTRO JOSÉ DIRCEU

Dirceu.

Dirceu.

A Polícia Federal prendeu nessa manhã em Brasília o ex-ministro José Dirceu. O juiz Sérgio Moro, responsável pelas ações penais da Operação Lava Jato, decretou a prisão preventiva.

Dirceu é suspeito de receber propinas de empreiteiras disfarçadas na forma de consultoria, por meio da sua empresa JD Assessoria (já desativada).

Condenado na Ação Penal 470 (mensalão), Dirceu já cumpria prisão domiciliar.

Com informações do Estadão.

LAVA JATO: PF NAS CASAS DE JOÃO LEÃO E MÁRIO NEGROMONTE

João Leão e Mário Negromonte.

João Leão e Mário Negromonte.

A Polícia Federal cumpre nessa manhã (14) onze mandados de busca e apreensão na Bahia, no âmbito das operações Lava Jato e Politeia. Dois caciques do PP baiano estão na mira das investigações, o vice-governador e ex-deputado João Leão e Mário Negromonte, conselheiro do Tribunal de Contas dos Municípios e ex-ministro das cidades.

Adarico Negromonte, irmão do ex-ministro, se entregou à polícia em novembro de 2014, durante a sétima fase da Operação Lava Jato. Nessa manhã, a PF revistou a residência de Mário Negromonte no prédio Maurice Ravel, no Alto do Itaigara, em Salvador, além do gabinete do conselheiro no TCM.

João Leão declarou que estava “cagando e andando” quando seu nome apareceu na delação premiada do doleiro Alberto Youssef. Ele é um dos investigados pela Operação Politeia, decorrente de inquéritos da Lava Jato e específica para os políticos com foro privilegiado. Agentes federais cumprem mandado de busca e apreensão na sua casa, no condomínio Foz do Joanes, em Buraquinho.

Com informações do Bahia Notícias.

PF VASCULHA CASA DO SECRETÁRIO FREDERICO VÉSPER

Frederico Vésper.

Frederico Vésper.

A informação é do Blog Agravo. Segundo o veículo, a Polícia Federal cumpriu hoje (13) mandado de busca e apreensão na casa do secretário de relações institucionais da Prefeitura de Ilhéus, Frederico Vésper. Os policiais recolheram documentos na residência situada na Avenida Petrobras e ouviram o depoimento do gestor público na unidade da PF em Ilhéus.

De acordo com o Agravo, a revista ocorreu no âmbito da “Operação Águia de Haia” e remete ao período em que Frederico Vésper foi chefe de gabinete da Prefeitura de Buerarema. A reportagem do site tentou ouvi-lo, mas, ele não quis falar.

A operação investiga o desvio de recursos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) por meio de fraudes em licitações. As investigações abrangem dezoito municípios baianos, mineiros e paulistas. Duas pessoas foram presas na Bahia, em Salvador e Camaçari. A PF estima que o esquema deixou um rombo de R$ 57 milhões nos cofres públicos.

O prefeito de Ilhéus, Jabes Ribeiro (PP), entregou o comando da secretaria a Frederico Vésper no último dia 3 de junho. Ele substituiu o ex-secretário e ex-vereador Jailson Nascimento.

POLÍCIA FEDERAL REVISTA CASA DA PREFEITA DE CAMAMU

Os irmãos Zequinha e Emiliana.

Os irmãos Zequinha e Emiliana.

O Polícia Federal iniciou hoje (13) a Operação Águia de Haia para cumprir 96 mandados de busca e apreensão e quatro de prisão preventiva. A operação ocorreu simultaneamente em dezoito municípios baianos, mineiros e paulistas. No sul da Bahia, os policiais revistaram a casa da prefeita de Camamu, Emiliana de “Zequinha da Mata” (PP). A PF investiga o desvio de recursos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb).

Conforme a Polícia Federal, só na Bahia o rombo chega a e R$ 57.173.900 (cinquenta e sete milhões e cento e setenta e três mil e novecentos reais). 

Em Camamu, os policiais também cumpriram mandado de busca e apreensão nas casas do ex-prefeito, irmão de Emiliana e atual secretário do município, Zequinha da Mata (PP), e dos secretários Manoel Assunção (finanças) e Andreia Rocha (educação). 

Zequinha foi impedido pela Justiça de disputar a eleição de 2012 e apoiou a candidatura da irmã. Manoel também é irmão de Emiliana. A família Assunção se dedica muito ao município de Camamu.

Com informações do site Políticos do Sul da Bahia.

MÉDICOS SIMULAVAM CIRURGIA CARDÍACA PARA DESVIAR RECURSOS DO SUS

Polícia Federal desarticulou a quadrilha de médicos que desviava dinheiro do SUS com cirurgias simuladas.

Polícia Federal desarticulou a quadrilha de médicos que desviava dinheiro do SUS com cirurgias simuladas.

Do Jornal GGN

A Polícia Federal deflagrou, na madrugada desta terça-feira (2), a Operação Desiderato, com o objetivo de combater e desarticular organização criminosa composta por médicos, profissionais da saúde e representantes da indústria farmacêutica de próteses cardíacas, que viabilizavam procedimentos cardiológicos sem a real necessidade clínica dos pacientes, muitas vezes simulando procedimentos, com o objetivo de desviar verbas do Sistema Único de Saúde.

A organização criminosa era formada por médicos, servidores do hospital e representantes de empresas de produtos médicos, e agia falsificando documentos para a realização de procedimentos cardiológicos sem nenhuma necessidade dos pacientes. As próteses não utilizadas nos procedimentos simulados eram desviadas e usadas em cirurgias efetuadas nas clínicas de propriedade dos membros do grupo.  Os médicos elaboravam dois laudos diferentes para um mesmo paciente: Um era encaminhado ao SUS, a fim de justificar o pagamento; outro ao paciente.

A empresa produtora da prótese pagava ao grupo grandes somas pela compra do equipamento, que, na maioria, sequer chegava a ser utilizado pelos pacientes. Os médicos recebiam das empresas propinas que variavam de R$ 500,00 a R$ 1000,00 reais por prótese. O grupo chegava a receber 110.000,00 por mês e os valores pagos, somente por uma das empresas investigadas, chegou a R$ 1.429.902,57 em menos de 3 anos. O grupo criminoso utilizava-se de uma empresa de fachada para lavar o dinheiro proveniente das atividades ilícitas.

:: LEIA MAIS »

LAVA-JATO: LUIZ ARGÔLO É INDICIADO POR CORRUPÇÃO

Luiz Argôlo.

Luiz Argôlo.

Da Agência Brasil

A Polícia Federal (PF) indiciou hoje (11) 30 investigados na décima primeira fase da Operação Lava -jato, deflagrada no mês passado. Eles foram indiciados pelos crimes de corrupção, lavagem de dinheiro, organização criminosa e fraude em licitações. Entre os acusados, estão três ex-parlamentares, que estão presos em Curitiba, na Superintendência da PF.

Em abril, a PF prendeu os ex-deputados federais André Vargas (sem partido-PR), Luiz Argôlo (SD-BA) e Pedro Corrêa (PP-PE), condenado na Ação Penal 470, o processo do mensalão. Nessa fase da operação, a Polícia Federal investiga suposto esquema de fraudes em contratos de publicidade do Ministério da Saúde e da Caixa Econômica Federal com a agência Borghi/Lowe. 

O ministério nega qualquer irregularidade nos contratos. A Caixa disse que abriu investigação para apurar os fatos.

ITABUNA: PF PRENDE MOTORISTA COM HABILITAÇÃO FALSA

A Polícia Federal prendeu um motorista que dirigia com uma Carteira Nacional de Habilitação falsa. O nome do infrator não foi divulgado. Policiais rodoviários o flagraram no quilômetro 503 da BR 101, em Itabuna.

O motorista confessou ter comprado o documento no Rio de Janeiro por R$ 700. Ele não se submeteu a nenhuma etapa do procedimento normal para obter a carteira.

De acordo com o Código Penal (artigo 304), quem pratica esse crime pode ser preso (reclusão de dois a seis anos) e pagar multa. 

LAVA-JATO: PF PRENDE EX-DEPUTADO BAIANO LUIZ ARGÔLO

Luiz Argôlo.

Luiz Argôlo.

A Polícia Federal prendeu hoje (10) o ex-deputado federal baiano Luiz Argôlo (ex-PP e hoje Solidariedade-BA). Ele foi um dos sete detidos durante a 11ª fase da Operação Lava Jato, que apura o esquema de corrupção na Petrobras.

A PF também deteve o ex-deputado André Vargas (DF) e seu irmão, Leon, Pedro Correia, que já cumpre prisão pelo mensalão do PT, Ivan Mernon da Silva Torres, Élia Santos da Hora, secretária de Argôlo, e Ricardo Hoffmann, que é diretor de uma agência de publicidade.

Todos serão levados para a superintendência da Polícia Federal, em Curitiba.

Com informações do Bahia Notícias.

POLÍCIA FEDERAL INTERROGA TESOUREIRO DO PT

Vaccari Neto.

Vaccari Neto.

Da Agência Brasil

O tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, foi levado na manhã de hoje (5) para prestar depoimento na sede da Polícia Federal (PF), no bairro da Lapa, na zona oeste da capital paulista. Vaccari chegou por volta das 9h30. A assessoria de imprensa da PF informou que ele será ouvido em São Paulo.

A nova fase da Operação Lava Jato, que investiga desvios de recursos na Petrobras, foi deflagrada na manhã de hoje (5). Cerca de 200 agentes da PF e servidores da Receita Federal cumprem 62 mandados judiciais em São Paulo, no Rio de Janeiro, na Bahia e em Santa Catarina.

Ao todo, há 18 mandados de condução coercitiva, um de prisão preventiva, três de prisão temporária e 40 de busca e apreensão. Segundo a PF, a nova fase foi originada a partir da colaboração de um dos investigados, documentos e contratos apreendidos em fases anteriores, além de informações prestadas por ex-funcionária de empresa alvo da operação.



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia