julho 2014
D S T Q Q S S
« jun    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  


:: ‘secretaria de saúde de Ilhéus’

MADRE THAÍS E SECRETARIA DE SAÚDE DE ILHÉUS FIRMAM PARCERIA

Reunião entre o secretário de Saúde e as representantes da FMT. Foto: Jonildo Glória.

Reunião entre o secretário de Saúde e as representantes da FMT. Foto: Jonildo Glória.

A Faculdade Madre Thaís firmou parceria com a Secretaria de Saúde de Ilhéus. O convênio vai beneficiar o município e a formação dos estudantes de Biomedicina, Enfermagem e Fisioterapia da FMT. O ato  de consolidação reuniu o secretário municipal de Saúde, José Antônio Ockè, a diretora Acadêmica da faculdade, Tatiana Barcelos, e as professoras Sarah Tannus e Karla Gresik, coordenadoras dos cursos de Enfermagem e Fisioterapia, respectivamente.

Tatiana Barcelos lembrou que o curso de graduação em Fisioterapia da Faculdade Madre Thaís é comprometido com uma formação generalista, humanista, crítica e reflexiva, capacitando seus egressos a atuar em todos os níveis de atenção à saúde. A professora Karla Gresik avaliou que “a FMT tem destacada responsabilidade na condução da formação profissional voltada para a resolução dos problemas e necessidades sociais, e não apenas para o atendimento às regras estabelecidas pelo mercado privatista.” 

VIGILÂNCIA SANITÁRIA INTERDITA FARMÁCIA EM ILHÉUS

Membro da Vigilância Sanitária durante a interdição da farmácia. Foto: Gidelzo Silva.

Membro da Vigilância Sanitária durante a interdição da farmácia. Foto: Gidelzo Silva.

Conforme a Prefeitura de Ilhéus, a Coordenação de Vigilância Sanitária da Secretaria de Saúde intensificou a fiscalização dos estabelecimentos da cidade. Na sexta-feira, 18, no Centro, o órgão interditou uma farmácia que apresentou inúmeras irregularidades durante as vistorias de notificação e retorno. 

A prefeitura não divulgou o nome da drogaria, que funcionava sem licença sanitária e responsável técnico. De acordo com o governo municipal, o estabelecimento também já havia sido notificado por possuir “grande quantidade de medicamentos irregulares”. 

Segundo Antônio Ocké, secretário de Saúde,  espera-se que os demais estabelecimentos que apresentem algum tipo de pendência com a Vigilância Sanitária possam se adequar com brevidade a fim de evitar penalidades previstas em lei. 

GOVERNO JABES PUBLICA DADOS CONTRADITÓRIOS SOBRE ALUGUEL

Amplie a imagem capturada do Diário Oficial.

Amplie a imagem capturada no Diário Oficial.

No último dia 2, a Prefeitura de Ilhéus publicou dados contraditórios em seu Diário Oficial. Segundo a publicação, o município alugou um imóvel para usar como depósito da Secretaria de Saúde, no Alto do Coqueiro. A contradição aparece nos números do contrato.

O contrato prevê vigência de três meses (3 de fevereiro de 2014 a 31 de maio de 2014), mas, se contradiz ao sustentar que seu custo total (R$ 6.246,00) corresponde “a um ano de aluguel, sendo que o valor mensal é de R$ 2.082,00”. 

Contradições destacadas em vermelho.

Contradições destacadas.

A rigor, se R$ 6.246,00 correspondem a um ano de aluguel,  R$ 2.082,00 não podem equivaler ao valor mensal dessa conta. O cálculo só fecha se a primeira quantia corresponder ao pagamento de 3 meses de aluguel. 

Nesta quinta-feira (24), o Blog do Gusmão capturou a imagem online do Diário Oficial, depois de ser alertado por um leitor atento.

CONSELHO DE SAÚDE DECIDE NÃO SE POSICIONAR SOBRE SELEÇÃO DA SESAU

A maioria dos conselheiros concordou que, como o governo municipal não consultou o Conselho e o Ministério Público do Trabalho já pediu a anulação do processo seletivo, não há sobre o que deliberar nessa circunstância. 

Reunião extraordinária do Conselho Municipal de Saúde. Foto: Thiago Dias/Blog do Gusmão.

Reunião extraordinária do Conselho Municipal de Saúde. Foto: Thiago Dias/Blog do Gusmão.

Reportagem: Thiago Dias

Ontem (segunda-feira 24), acompanhamos a reunião extraordinária do Conselho Municipal de Saúde. Em pauta, a ação ajuizada pelo Ministério Público do Trabalho, que pediu a anulação do processo seletivo da Secretaria de Saúde de Ilhéus. Segundo o procurador Ilan Fonseca de Souza, além de descumprir o Termo de Ajustamento de Conduta que obrigava o município a contratar servidores apenas através de concurso público, o governo agiu para favorecer aliados.

O secretário de saúde, Antonio Ocké, participou da reunião. Segundo ele, o prefeito Jabes Ribeiro solicitou o processo seletivo, pois o município precisava contratar profissionais de saúde com urgência. Como interessava ganhar tempo, para reabrir os postos de saúde, o governo decidiu realizar a seleção simplificada ao invés de concurso.

A posição do Conselho

O presidente do CMS, Fred Oliveira, e o conselheiro Mario Augusto sugeriram posições semelhantes. Fred defendeu a manutenção do processo seletivo, caso fique provada a necessidade de contratação emergencial de funcionários. Mario também apoiou o certame, desde que o governo se comprometa a realizar concurso público dentro do menor prazo possível.

O conselheiro Makrisi Angeli propôs que o Conselho Municipal de Saúde não deveria se posicionar sobre a seleção, porque o governo não consultou a entidade antes de realizá-la e já existe uma ação em vigor na justiça. Segundo ele, não há sobre o que deliberar nessa circunstância. A prefeitura agiu à revelia do CMS.

Em votação apertada (7 a 6), a maioria acompanhou a proposição do conselheiro Makrisi. 

“Boca de urna”

Ao ouvir o voto do conselheiro Zenaldo, que apoiou Makrisi, Antonio Ocké não escondeu o susto e tentou corrigir a escolha: “é Mário”. Zenaldo reafirmou: “é Makrisi”.  Jorge Luiz, outro membro do conselho, não se conteve e perguntou ao secretário: “é boca de urna, é?”. Todos sorriram.

LEITOR CRITICA SISTEMA DE SAÚDE DE ILHÉUS

Na manhã desta sexta 7, em contato com este blog, um leitor criticou o sistema de saúde de Ilhéus. Ele afirma que, desde o início de 2014, tenta realizar exames médicos para descobrir se tem câncer, mas, não consegue.

Diante do problema e angustiado com a situação, ele questiona: “Para que fazer campanha contra o câncer, se o sistema de saúde não funciona?”.

Comentário do Blog.

O questionamento do leitor é pertinente. A Prefeitura de Ilhéus, em outubro e novembro de 2013, propagou a importância dos exames preventivos para o combate ao câncer. No entanto, se o cidadão que é “conscientizado” pela propaganda não tem acesso aos procedimentos específicos de diagnóstico, a campanha de conscientização perde seu sentido, ou, no mínimo, não se concretiza na prestação do serviço público.

ILHÉUS: ESTAGIÁRIOS DA SECRETARIA DE SAÚDE NÃO RECEBEM DESDE DEZEMBRO

Governo Jabes deixa estagiários com os "bolsos vazios".

Governo Jabes deixa estagiários com os “bolsos vazios”.

Segundo mensagem enviada nesta quarta-feira (19) para o Blog do Gusmão, a Secretaria de Saúde de Ilhéus não paga as remunerações dos seus estagiários desde dezembro.

Conforme a denúncia, quando os estagiários questionam o setor de Recursos Humanos da secretaria são informados que a culpa pela falta de pagamento é do Centro de Integração Empresa-Escola (CIEE). Esta instituição, por sua vez, informa que o problema tem origem na Secretaria de Saúde de Ilhéus. 

Cabe lembrar que, por meio de convênios com os governos federal e estadual, em 2013, a Prefeitura de Ilhéus recebeu mais de R$ 37 milhões para investimentos em saúde pública. 

PF RECOLHE DOCUMENTOS NA SECRETARIA DE SAÚDE DE ILHÉUS

Imagem ilustrativa.

Imagem ilustrativa.

Segundo o Blog Agravo, nesta semana, a Polícia Federal recolheu diversos documentos na sede da Secretaria de Saúde de Ilhéus.

O motivo da investigação não foi divulgado, no entanto, uma fonte do Agravo suspeita que as visitas da Polícia Federal tenham relação com uma denúncia contra dois ex-secretários do Governo Newton Lima, que teria sido apresentada em 2012 por um empresário.

Durante as visitas, os agentes da PF também examinaram dois veículos da secretaria de Saúde de Ilhéus. 

UM COMPLÔ PARA DERRUBAR ANTONIO OCKÉ

Ocké e Gleiciane: fogo amigo dentro da secretaria.

Ocké e Gleiciane: fogo amigo dentro da secretaria.

Fontes deste blog garantem a existência de um complô na secretaria de saúde de Ilhéus para derrubar o secretário Antonio Ocké.

Gleiciane Birschner, filha do ex-prefeito de Una, Dejair Birschner, estaria “muito disposta” a assumir o cargo.

Atual diretora técnica da pasta, Gleiciane não estaria contente com a sua posição de coadjuvante. Convicta do seu objetivo, ela estaria adotando medidas sem consultar Antonio Ocké.

A reinauguração adiada do posto de saúde do Banco da Vitória foi o sinal da existência do complô. Ocké saiu arranhado, enquanto membros da diretoria demonstraram contentamento. Tudo teria sido devidamente armado. Se a obra não foi concluída, a culpa é da secretaria de desenvolvimento urbano (SEDUR), responsável pelo acompanhamento do serviço.

A queda planejada tem o aval do “poderoso irmão”, chateado com o atual secretário já que alguns compromissos não foram honrados.

Gleiciane Birschner tem poucos simpatizantes entre os profissionais de saúde. Quando foi secretária de saúde em Una, durante os três mandatos do pai, desenvolveu o péssimo hábito de demitir servidores contratados por telefone.

Agia sem piedade. Certa vez. por meio do telefone, comunicou o afastamento para a filha menor da vítima: “Diga a sua mamãe que ela está demitida”.

Segundo o blog Agravo, em maio de 2013, Gleiciane Birschner teve uma briga acalorada com a ex-secretária de saúde. Ledívia rasgou um documento na presença de Gleiciane, acusando-a de falsificar sua assinatura. A discussão foi séria, com direito a acusações e adjetivos impublicáveis.

Tudo leva a crer que a herdeira dos “Birschners” assumirá a secretaria de saúde de Ilhéus. Fontes da vizinha cidade de Una estão dispostas a estabelecer um perfil político pormenorizado (e com provas) da futura secretária.

Vamos aguardar o desenrolar dos acontecimentos.

SECRETARIA DE SAÚDE DE ILHÉUS NEGOCIA DÍVIDA DE TELEFONIA DA GESTÃO PASSADA

"Contas a pagar".

“Contas a pagar”.

Na quarta-feira (12), publicamos que os telefones da Secretaria de Saúde de Ilhéus estavam “cortados” por falta de pagamento. Ontem, a Prefeitura de Ilhéus apresentou esclarecimentos sobre a publicação. Leia abaixo. 

“A Secretaria de Saúde (Sesau) da Prefeitura de Ilhéus esclarece que já está negociando a dívida com a operadora Oi deixada pela gestão passada, que motivou a suspensão do serviço de telefonia fixa da Sesau. Conforme informação da diretoria administrativa da Secretaria, as contas da dívida são referentes aos anos de 2011 e 2012, cujo valor está em torno de R$ 165 mil. 

O secretário José Antonio Ocké já solicitou o parcelamento da dívida no sentido de viabilizar a regularização do serviço telefônico. Vale ressaltar que todas as contas do exercício de 2013 estão devidamente quitadas junto à empresa, que somente agora reivindicou o pagamento da dívida contraída na administração anterior.”  

Comentário do blog. 

A informação oficial não bate. Fontes da secretaria de saúde nos garantem que os telefones fixos funcionaram até novembro, depois foram cortados por falta de pagamento. No governo passado (Newton Lima/PT/Jorge Bahia) a prefeitura utilizava linhas fixas da operadora Claro. A gestão de Jabes Ribeiro, iniciada em janeiro de 2013, optou em mudar para a OI.

JORGE LUIZ DENUNCIA SELEÇÃO DA SAÚDE AO MINISTÉRIO PÚBLICO

Emílio Gusmão, Jorge Luiz e Thiago Dias.

Emílio Gusmão, Jorge Luiz e Thiago Dias.

Em janeiro, Jorge Luiz (ex-candidato a prefeito de Ilhéus pelo PSOl em 2012), Távila Guimarães e Elza Santos protocolaram denúncia no Ministério Público Estadual em Ilhéus e no Ministério Público Federal do Trabalho em Itabuna, com o objetivo de cancelar a seleção simplificada promovida pela Secretaria de Saúde de Ilhéus e fazer com que o município realize concurso público para esta área.

Ontem (segunda, 4), reunido com a equipe deste Blog, Jorge Luiz esclareceu que, em 2012, a Prefeitura de Ilhéus assinou um Termo de Ajustamento de Conduta – TAC, se comprometendo a realizar o concurso público para a Secretaria de Saúde.

Ao assumir o governo em 2013 o prefeito Jabes Ribeiro (PP) exonerou centenas de servidores não concursados. Isso assinalou que o município planejava a realização do concurso, contudo, no final do ano a Prefeitura divulgou o processo seletivo simplificado.

Segundo Jorge Luiz, a contratação temporária de funcionários se opõe ao fortalecimento do quadro de servidores do Sistema Único de Saúde e ao aperfeiçoamento dos profissionais por meio dos planos de carreira. Além do mais, a seleção simplificada dá margens a possíveis ingerências que, por sua vez, ameaçariam a lisura do processo e poderiam colocar em risco a gestão plena do município sobre os recursos desta área. 

Confira as imagens dos protocolos da denúncia aqui e aqui

VEREADOR JABISTA “MEXE OS PAUZINHOS” NA SELEÇÃO DA SECRETARIA DE SAÚDE

O vereador jabista Roque do Sesp (PROS) não esconde a sua grande influência na seleção pública da secretaria de saúde de Ilhéus.

No seu facebook, Roque não recusa pedidos de apadrinhamento.

O caso é gritante e demonstra falta de escrúpulos com o critério da isonomia, indispensável à gestão pública.

Para não expor a pessoa que fez o pedido ao vereador, preferimos esconder a identificação. Veja.

Seleção da saúde

ILHÉUS: SECRETARIA DE SAÚDE DIVULGA RESULTADO DE SELEÇÃO

Segunda etapa começará no dia 03 de fevereiro.

Segunda etapa começará no dia 03 de fevereiro.

A Secretaria de Saúde de Ilhéus publicou o resultado da primeira fase da sua seleção simplificada na terça-feira (28). A relação de candidatos selecionados está disponível no Diário Oficial – acesse aqui

As entrevistas da segunda fase da seleção serão realizadas na Loja Maçônica Regeneração Sul Baiana (Praça Rui Barbosa, perto da Igreja São Jorge), entre os dias 03 e 07 de fevereiro, das 13:30 às 17h. Nesta etapa, o candidato deve apresentar documento com foto e o comprovante de inscrição. 

ILHÉUS: SECRETARIA DA SAÚDE ABRE SELEÇÃO COM 277 VAGAS E CADASTRO RESERVA

As inscrições vão começar no dia 02 de janeiro.

As inscrições vão começar no dia 02 de janeiro.

Nesta sexta-feira (27), a Prefeitura de Ilhéus divulgou processo seletivo para preencher 277 vagas e formar cadastro reserva com 190 profissionais.

A maior parte das vagas é destinada aos profissionais da saúde: médicos, enfermeiros e agentes com formação técnica, como o cargo de Técnico Auxiliar de Regulação Médica. Os salários variam entre R$ 800,00 e R$ 6.000,00. 

O quadro de cargos e os requisitos para cada profissão estão disponíveis no edital do processo seletivo – confira aqui.

A inscrição poderá ser realizada (pelo candidato ou por meio de procuração pública) nos dias 02, 03 e 06 de janeiro, na Secretaria Municipal de Saúde, situada na Rua Vereador Marcus Paixa, nº 291, Cidade Nova.

O processo seletivo será realizado por meio de análise curricular (primeira etapa) e entrevista. Os critérios de pontuação serão definidos pela Comissão de Avaliação de Currículos e/ou histórico escolar.

A seleção terá validade de 1 ano depois da publicação do resultado. 

ILHÉUS RECEBERÁ O PROJETO OLHAR BRASIL

projeto_olhar_brasil_242A partir de setembro, estudantes das escolas municipais de Ilhéus serão contemplados com as ações do Projeto Olhar Brasil, promovido pelo Ministério da Saúde. A campanha será desenvolvida conjuntamente pelas secretarias municipais de Saúde (Sesau) e de Educação (Seduc). O objetivo é contribuir para a redução da evasão escolar e dificuldades de aprendizagem causadas pelas doenças que afetam a visão.

O Projeto Olhar Brasil vai envolver os estudantes matriculados na Educação Básica, na zona urbana, atendendo os alunos de Ensino Fundamental e os alfabetizandos do Programa Brasil Alfabetizado. Também estão incluídos os alunos do Todos pela Alfabetização (Topa) e do Educação de Jovens e Adultos (EJA).

O Olhar Brasil proporcionará assistência oftalmológica, fornecendo óculos nos casos de erro de refração e encaminhando, para serviços especializados, os casos de outras doenças da visão.

A capacitação dos educadores para o Projeto Olhar Brasil terá início no próximo dia 2 de setembro, sob a coordenação da diretora da 6ª Diretoria Regional de Saúde, enfermeira Sonilda Melo. O curso compreende atividades teóricas e práticas (aplicação da técnica de  medida da acuidade visual) e sua carga será de 16 horas.

Comentário do Blog:

A Prefeitura de Ilhéus, em seu comunicado, não menciona se a crise dos serviços municipais (que inclui a paralisação da sua rede de ensino) atrapalhará a execução do programa na cidade. 

VERGONHA! POSTOS DE SAÚDE CONTINUAM SEM MATERIAIS PARA CURATIVOS

Posto Avançado de Saúde da Zona sul (bairro Hernani Sá).

Posto Avançado de Saúde da Zona sul (bairro Hernani Sá).

A médica Ledívia Espinheira, atual secretária de saúde de Ilhéus, precisa começar a trabalhar de maneira eficaz.

A gestão dela à frente da secretaria completou seis meses, mesmo assim, os postos de atendimento continuam sem materiais para curativos.

Falta o básico do básico, até mesmo produtos de limpeza, papel higiênico e água para beber (bebedouros quebrados).

Trata-se de uma vergonha total e absoluta, pois o Ministério da Saúde faz religiosamente os repasses, a secretaria não está quitando dívidas antigas, e além do mais, a folha de pagamento está enxuta, uma vez que o prefeito Jabes Ribeiro demitiu centenas de pessoas.

Qual o destino dado aos recursos da saúde que chegaram ao erário ilheense a partir de janeiro?

O Palácio boicota sua gestão, secretária?

Ou a senhora resolve os problemas, ou pede para sair, já que lhe falta coragem para dizer o que realmente acontece.

Esse texto carrega a indignação de um usuário do SUS que procurou o posto de saúde do bairro Hernani Sá, ontem pela manhã, para renovar um curativo.

JABES BARROU CONTRATAÇÃO DE MÉDICOS

No azeite e com fogo brando.

Quase no ponto.

Mais um pouco de azeite na fritura.

A secretária de saúde de Ilhéus, Ledívia Espinheira, encaminhou ao prefeito Jabes Ribeiro uma autorização para firmar contratos com 60 médicos. O objetivo é reabrir as unidades de atendimento desativadas por falta de profissionais.

O prefeito não assinou a autorização e não deu justificativas plausíveis.

Enquanto isso, cresce dentro do Paranaguá o eco do burburinho: “Ledívia não resolve nada e está sempre ausente”.

A secretária não consegue falar com o prefeito há 16 dias. Ontem, durante a reunião com os secretários, os dois não se encontraram, pois Ledívia está em viagem.

ENTREVISTA COM LEDÍVIA ESPINHEIRA: A TÉCNICA QUE TEM DIFICULDADES COM A POLÍTICA

Ledívia Espinheira: enfrentamento dos vícios da política "de cabeça em pé".

Ledívia Espinheira: enfrentamento dos vícios da política com a “cabeça erguida”. Foto: Emílio Gusmão.

Na última sexta-feira, 24, este blog entrevistou pela primeira vez a secretária de saúde de Ilhéus, Ledívia Espinheira.

Ledívia é reconhecida pela competência técnica (indicada por Jorge Solla) e por não ter jogo de cintura com a política. Essa deficiência tem criado dificuldades para o prefeito Jabes Ribeiro.

Principais destaques da entrevista:

o Blog do Gusmão cobrou um prazo para que os postos de saúde fechados voltem a funcionar;

a relação complicada com os vereadores e a falta de jogo de cintura com a política;

lixo hospitalar acumulado nos postos de saúde;

a previsão de um “setembro negro” para a saúde pública de Ilhéus, quando alguns hospitais poderão fechar as portas para os usuários do SUS, já que a prefeitura anunciou a suspensão dos pagamentos;

Ledívia Espinheira está otimista apesar da crise que perdura e ressalta a importância da visão técnica.

Ouça a entrevista.

“JOHN RIBEIRO ME PERSEGUE”, ACUSA JEREMIAS DO JEGUE

John Ribeiro: acusado de promover perseguição.

John Ribeiro: acusado de promover perseguição.

O microempresário “Jeremias do Jegue”, conhecido por trabalhar no ramo de faixas em Ilhéus, afirma que o prefeito Jabes Ribeiro e o irmão John estão lhe perseguindo.

A acusação foi divulgada no programa “Verdade Bem Dita”, apresentado por Demmys Dorea, de segunda a sexta, a partir do meio-dia, na Conquista FM.

Nas últimas eleições, Jeremias trabalhou na campanha do PT. Segundo ele, este é o motivo das represálias.

Abalado psicologicamente, ele admitiu que já pensou em suicídio, pois desde a posse de Jabes, uma portaria do secretário de meio ambiente e urbanismo, Antonio Vieira, o impede de afixar faixas em locais públicos. Jeremias afirma que acumula dívidas e que pode perder um carro financiado.

Segundo ele, no lançamento do gasoduto, a Bahia Gás colocou faixas. A secretaria municipal de saúde continua afixando para anunciar as campanhas de vacinação. 

“John Ribeiro disse que enquanto eles estiverem no governo, eu e meu filho não vamos colocar nenhuma faixa na cidade”, acusou o microempresário.

Este blog ligou para John Ribeiro (celular de final 4373). As ligações caíram na caixa de mensagens.

Ouça o pedido de socorro de Jeremias do Jegue.

RENAIS CRÔNICOS: SECRETÁRIA LIBERA PAGAMENTO DE JANEIRO

A secretária de saúde de Ilhéus, Ledívia Espinheira, autorizou o embolso dos procedimentos realizados pelo CAR (Centro de Assistência Renal) em janeiro.

Nota enviada pela secretaria de comunicação informa que a secretária “antecipou” o repasse para o CAR, uma vez que os procedimentos de janeiro, fevereiro e março ainda não foram reconhecidos pelo Ministério da Saúde, devido a erros no preenchimento das faturas.

Segundo a explicação, o faturamento dos serviços prestados pelo CAR é encaminhado como Autorização de Procedimento de Alta Complexidade (APAC), junto com as faturas de procedimentos oncológicos realizados pelo Hospital São José. A relação dos atendimentos realizados nos três primeiros meses desse ano foi encaminhada para o DATASUS, mas retornou em virtude de erros nas autorizações de oncologia, que não foram identificadas como iniciadas no mês de dezembro.

O Ministério da Saúde recomendou a supressão das autorizações com erros e pediu que os dados (corretos) fossem reencaminhados.

Ledívia Espinheira está em Brasília com a missão de conseguir autorizações para mais atendimentos nas áreas de nefrologia (que também atende aos renais crônicos) e oncologia.

RENAIS CRÔNICOS DE ILHÉUS CORREM RISCO DE VIDA

Renais crônicos em estado de alerta. Atendimento em Ilhéus pode parar a qualquer momento.

Renais crônicos em estado de alerta. Atendimento em Ilhéus pode parar a qualquer momento.

Não se trata de uma manchete sensacionalista. O perigo é real.

O médico nefrologista Almir do Nascimento, diretor do Centro de Assistência Renal (CAR), de Ilhéus, está comunicando aos seus clientes o possível encerramento das atividades.

A clínica tem 50 funcionários e trabalha no vermelho à base de empréstimos bancários.

Atende um número de pacientes acima do teto estabelecido pelo SUS, mas não recebe pelos extras.

No governo passado, a secretaria de saúde atrasava constantemente os pagamentos. Não havia justificativa, pois os recursos – de média e alta complexidade – saíam do Ministério da Saúde e entravam com regularidade na conta do Fundo Municipal.

Segundo o diretor Almir do Nascimento, com o início do novo governo de Jabes Ribeiro, grande parte dos funcionários da central de regulação foi exonerada. Os substitutos ainda não foram treinados para preencherem os formulários e faturas que devem ser encaminhados ao Ministério da Saúde. Diante da falta de competência, os atendimentos realizados pelo CAR, a partir de janeiro, não foram reconhecidos pelo governo federal. Isso significa que a clínica não receberá os pagamentos.

Mônica Alves, presidente da Associação dos Renais Crônicos e Transplantados de Ilhéus (ARCROETIL), tentou audiência com a secretária de saúde na última terça-feira, 30, para tratar sobre o assunto. Segundo Mônica Alves, Ledívia Espinheira não quis recebê-la e não deu explicações.

Almir do Nascimento garante que o acúmulo de prejuízos é grande. Caso a secretaria de saúde de Ilhéus não pague o que deve, o caminho será fechar as portas.

Cento e setenta pacientes de Ilhéus (e municípios vizinhos) podem ficar sem tratamento.

O renal crônico é um sofredor. Esse paciente (em todos os sentidos da palavra) possui rins que não funcionam. A debilidade exige que ele fique 4 horas numa máquina, sentado, vendo seu sangue fluindo por mangueiras para ser filtrado (hemodiálise). 

Sem esse procedimento pode morrer rapidamente.



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia