whatsapp


dezembro 2014
D S T Q Q S S
« nov    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  


american park
genesis comunicacao
faculdade madre thais

:: ‘transporte escolar’

QUANDO EDNEI MENDONÇA COMANDAVA A DIREC 6, EMPRESA LIGADA A JAILSON NASCIMENTO RECEBEU R$ 605 MIL

Newton Lima

Newton Lima, Ednei Mendonça, Professora Carmelita e Jailson Nascimento.

As duas fotos acima apenas ilustram esse texto e não apontam culpados.

Na primeira, de março de 2011, o “dono do PT de Ilhéus”, Ednei Mendonça, aparece no seu empossamento frente à secretaria de governo da nefasta gestão do ex-prefeito Newton Lima. Na segunda, de novembro de 2010, a Professora Carmelita Ângela aparece ao lado do então vereador Jailson Nascimento, durante uma audiência pública na Barra de Itaípe.

A Polícia Federal, por meio da Operação Pelargós, investiga Newton e Jailson por formação de quadrilha e fraudes em licitações do transporte escolar de Ilhéus, entre 2009 e 2012 (mais detalhes aqui).

Até o exato momento, não temos informações sobre a participação de nenhum membro da direção do PT ilheense. Entretanto, o partido da estrela teve ligações políticas com Jailson Nascimento.

Ednei Mendonça dirigiu a Direc 6, de Ilhéus, entre 2007 e 2011. Nesse período, a GB Transportes (uma das empresas citadas na Operação Pelargós como participante de fraudes) prestou serviços à secretaria estadual de educação. A empresa transportou estudantes de algumas comunidades indígenas para duas escolas estaduais de Olivença, com anuência da direção da Direc 6.

Conforme dados do site Transparência Bahia, em 2009 e 2010, a GB Transportes recebeu R$ 605.121,72 do governo estadual, equivalentes a serviços prestados à Direc 6. Nesses anos, Ednei Mendonça dirigia a repartição educacional. Não conseguimos os valores recebidos em 2007 e 2008.

Segundo um ex-funcionário da Direc, que prefere não se identificar, em 2010, muitos índios Tupinambá protestaram contra o estado precário dos ônibus da GB Transportes, tidos como velhos. Daí em diante, a empresa deixou de prestar o serviço.

Vale a pena lembrar. Em janeiro de 2009, a então vereadora Carmelita, esposa de Ednei Mendonça, votou em Jailson Nascimento para a presidência da Câmara de Vereadores de Ilhéus. O PT tinha mais dois vereadores (Paulo Carqueija e Alisson Mendonça) que também votaram no vencedor. Segundo duas fontes do partido, dos três, Carmelita foi a primeira a definir o voto.

Confira os dados do site Transparência Bahia. Clique nas imagens para ampliar.

print direc

print direc 1

O outro lado.

Segundo Ednei Mendonça, o PT de Ilhéus não tem ligações políticas com Jailson Nascimento. Ele confirmou que a empresa GB Transportes venceu um processo licitatório na secretaria estadual de educação, quando ele dirigia a Direc 6. Na opinião de Ednei, a prestação do serviço, ocorrida após uma licitação, em nada contribuiu para um suposto alinhamento político. Ele também negou que a Professora Carmelita foi a primeira a definir o voto a Jailson. “Em 2009, os três vereadores do PT votaram nele. “Ele venceu a eleição com unanimidade, com 13 votos”.

PROMOTORA DIVULGA AÇÃO CIVIL QUE DEU ORIGEM À OPERAÇÃO “PELARGÓS”

Karina Cherubini: autora da ACP.

Karina Cherubini: autora da ACP.

No facebook, a Promotora Karina Cherubini, do Ministério Público da Bahia, disponibilizou o inteiro teor da ação civil pública ingressada em setembro de 2011, contra o suposto esquema do transporte escolar de Ilhéus.

A ação do MP, que tem Cherubini como autora, originou a operação “Perlagós” desencadeada hoje pela Polícia Federal (veja aqui).

No texto, é possível ver o nome da empresa GB Transportes e as iniciais (JAN) do atual secretário municipal de relações institucionais, Jailson Alves Nascimento, ambos investigados na operação.

Para ler, clique nesse link.

EMPRESA INVESTIGADA DOOU SETE MIL PARA JAILSON E DEZ MIL PARA NEWTON

SONY DSC

O precário sistema eleitoral brasileiro (e suas brechas) permite duas formas de financiamento de campanhas: por dentro e por fora (caixa 2).

Oficialmente, segundo dados do TSE, na campanha eleitoral de 2008, a empresa GB da Silva Transportes (razão social da ST Transportes) doou R$ 10 mil para o então candidato a prefeito Newton Lima (PSB), e R$ 7 mil para o então candidato a vereador Jailson Nascimento (PMN).

A empresa e os dois políticos são investigados pela operação “Pelargós”, da Polícia Federal, que apura a suposta existência de uma quadrilha responsável por fraudes em licitações do transporte escolar de Ilhéus (veja aqui).

POLÍCIA FEDERAL BATE NA CASA DE NEWTON LIMA

Imagem do Blog Agravo mostra uma viatura da Polícia Federal à casa do ex-prefeito Newton Lima.

Imagem do Blog Agravo mostra uma viatura da Polícia Federal em frente à casa do ex-prefeito de Ilhéus, Newton Lima. A busca faz parte da operação Pelargós, que investiga a atuação de uma suposta quadrilha em processos licitatórios do transporte escolar.

OPERAÇÃO PELARGÓS INVESTIGA ST TRANSPORTES E JAILSON NASCIMENTO

Jailson: um dos investigados.

Jailson: um dos investigados.

A Polícia Federal investiga possíveis desvios de recursos públicos do Programa Nacional de Apoio ao Transporte Escolar nos anos 2009/2010, em Ilhéus. A operação tem o nome grego “Pelargós” (cegonha em português) e foi desencadeada hoje pela manhã.

Segundo a PF, a fraude utiliza empresas “laranjas” com o objetivo de participar de processos licitatórios irregulares, de modo que quem efetivamente prestaria o serviço seria a empresa pertencente ao “grupo criminoso” (GB Transportes). Em contrapartida, pelo menos duas campanhas políticas foram beneficiadas com verbas da “quadrilha”.

A investigação apurou a participação de um um ex-vereador (Jailson Nascimento) e do ex-prefeito de Ilhéus (Newton Lima) no período de 2009 a 2012, tendo estes políticos recebido doações de campanha de uma das empresas envolvidas.

Segundo a PF, alguns irmãos do ex-vereador já constaram na folha de pagamentos de uma das empresas.

Os ônibus utilizados pela empresa de transporte não atendiam à legislação de trânsito, por não possuírem sequer pedido de alvará. Além disso, não cumpriam os itens de segurança e os motoristas credenciados não tinham o curso específico para o transporte escolar. Dessa forma, durante todo o período as crianças transportadas estavam expostas ao perigo de acidentes com eventual risco de morte.

Os investigados estão sendo acusados dos crimes previstos no art. 1º, III do Decreto-lei nº 201/67, arts. 89 e 90 da Lei nº 8.666/93 em concurso com o art. 288 do Código Penal Brasileiro (formação de quadrilha). As penas somadas podem chegar a 20 anos de prisão.

“SECRETÁRIA NÃO INTERFERIU NA CONTRATAÇÃO DE ÔNIBUS ESCOLARES”, AFIRMA GOVERNO

Nota enviada pela SECOM/Ilhéus.

O secretário de Administração de Ilhéus, Ricardo Machado esclarece, a respeito da nota publicada neste blog, intitulada “Secretária de Educação barra ônibus velhos”, que não houve nenhuma interferência da professora Marlúcia Rocha, secretária de Educação do Município, no processo de contratação emergencial de uma empresa de ônibus para a operação do transporte escolar. O secretário assegura que o critério seguido no processo de dispensa de licitação que resultou na contratação da empresa Terra Nova foi, como é natural naquele procedimento administrativo, o menor preço.

Ricardo Machado ainda observa que a realização do processo é uma atribuição da Secretaria de Administração e que já está em andamento o procedimento licitatório para a contratação em definitivo de uma empresa que irá prestar o serviço de transporte escolar.

SECRETÁRIA DE EDUCAÇÃO BARRA ÔNIBUS VELHOS

Malu disse "não" às latas velhas.

Malu disse “não” às latas velhas.

Fontes palacianas da mais alta confiabilidade contaram a este blog que a secretária de educação de Ilhéus, Marlucia Rocha, não aceitou a contratação emergencial dos ônibus da ST Transportes.

A empresa, ligada por laços de amizade ao secretário de relações institucionais Jailson Nascimento, tradicionalmente faz o transporte escolar na zona rural do município.

Marlucia não gostou do estado de conservação dos veículos. Ela disse ao prefeito Jabes Ribeiro que se a empresa fosse contratada, num dia ele assinaria o contrato, no outro teria que assinar sua exoneração. 

Outra empresa, a Terra Nova, foi contratada por um preço bem abaixo e com ônibus em bom estado. O erário economizou 80 mil reais por mês.

Segundo as fontes, Jailson Nascimento não estaria satisfeito com o governo.

NEGLIGÊNCIA

Pais de estudantes da zona rural de Ilhéus que usam o serviço de transporte escolar contratado pela prefeitura reclamam da falta de preparo dos motoristas.

Segundo leitores, a empresa contratada não tem critérios para escolher os motoristas. Condutores sem experiência, ou até mesmo sem habilitação para dirigir veículos grandes colocam a vida de crianças e jovens em risco.

Os pais pedem fiscalização mais rígida para coibir esse tipo de negligência.

ZONA RURAL SEM TRANSPORTE ESCOLAR

Estudantes da área rural de Ilhéus não puderam ir à aula, nessa quinta-feira (06), por falta de transporte escolar.

Mensagens chegadas a este blog afirmam: os ônibus contratados pela prefeitura não estão trafegando por falta de pagamento.

PROCURADORIA DAS LATAS VELHAS

Os proprietários das latas velhas do transporte escolar criaram uma teia  fortíssima na procuradoria jurídica da prefeitura de Ilhéus.

Fontes palacianas garantem: o jurídico demorou três meses para emitir um parecer sobre o processo de licitação, que objetivava contratar veículos mais novos.

Enquanto isso, por debaixo do pano, membros da procuradoria teriam negociado com vereadores, a aprovação de um projeto extremamente “bondoso”, que reajustou os salários dos nobres defensores do município, em no mínimo 100%.

Quando o reajuste foi aprovado, graças ao forte “lobby” do vereador das latas velhas, o parecer relacionado à licitação foi emitido, possibilitando que o município contratasse, se quisesse, as mesmas quase sucatas de outrora.

O mesmo “jurídico” também teria desconsiderado o resultado de uma auditoria que apontou inúmeras irregularidades nos contratos anteriores.

Conclusão: Newton Lima, antes de mover ações contra profissionais de imprensa, deveria primeiro investigar seus próprios defensores.

“SARNEY”, O ASTUTO

Ninguém pode com "Sarney".

A prefeitura de Ilhéus contratou duas empresas para transportar os estudantes da zona rural.

A Viação Campo Verde possui 10 ônibus. A outra, conhecida como La Toya, não tem nenhum.

Resultado: a La Toya alugou 10 latas velhas da ST Transportes, ligadíssima ao vereador Jailson “Sarney” Nascimento.

A capacidade de “Sarney” de se adequar à ordem vigente impressiona.

Mais um motivo para não levar a sério as decisões do prefeito Newton Lima.

MUDANÇA NO TRANSPORTE ESCOLAR

Empresa amiga de Jailson perdeu contrato de R$ 190 mil.

A empresa ST Transportes, ligadíssima ao vereador Jailson Nascimento, está fora do transporte escolar de Ilhéus.

Na última quinta-feira (28), Jailson, na companhia dos vereadores Bel e Dinho Gás, convidou o prefeito Newton Lima para uma reunião na câmara. O objetivo era pressioná-lo para renovar o contrato dos ônibus.

Newton bateu o pé, e não cedeu diante das lamúrias da bancada das “latas velhas”. O prefeito alegou vários problemas contratuais e explicou que os veículos estão em péssimo estado de conservação.

atitude do gestor foi encarada com surpresa no meio político, já que o secretário de finanças, Jorge Bahia, vem atuando pela continuidade dos ônibus antigos.

No dia posterior, sexta (29), Jailson em sinal de vingança, criticou duramente o prefeito na conferência municipal de saúde.

No lugar da ST Transportes, a prefeitura contratou a Viação Campo Verde. Como não poderia deixar de ser, mais uma vez a licitação não foi realizada. Fontes garantem que a nova contratada não dispõe da licença necessária para atuar no setor.

“É LADRÃO QUE NÃO ACABA MAIS”

Recentemente, a prefeitura de Ilhéus adquiriu ônibus novos para o transporte escolar das crianças e adolescentes que moram na zona rural. Os veículos, financiados pelo FUNDEB, estão na garagem do “Carandiru” e esperam o emplacamento para iniciar o trabalho.

O problema é que um pneu reserva (estepe), de um dos ônibus, sumiu sem qualquer tipo de explicação.

O secretário de serviços públicos, Carlos Freitas, responsável pela garagem, pediu que o colega da pasta de transportes, segurança e trânsito, Marcelo Barreto, investigue o paradeiro da roda.

Fatos surreais acontecem no Carandiru. Em junho de 2010 denunciamos o sumiço de um motor de barco, modelo B18. Dias depois o equipamento apareceu. Será que ainda está por lá?

MARIA JAPE E JAPÚ SEM TRANSPORTE ESCOLAR

A prefeitura de Ilhéus anda atrapalhando a vida dos estudantes que se deslocam da zona rural até o centro da cidade.

O ônibus que fazia o transporte escolar dos distritos de Maria Jape e Japu até o centro foi retirado. Agora, além de pagar a passagem, os alunos chegam atrasados nas aulas.

Após a retirada do veículo, os pais dos alunos procuraram a prefeitura em busca de soluções, cogitou-se disponibilizar vale transporte para o deslocamento dos adolescentes, mas a reivindicação ainda não foi atendida.

MARAÚ: ANO LETIVO REDUZIDO PARA BENEFICIAR ALIADOS

Pito, do PT, acusado de reduzir o ano letivo para beneficiar aliados políticos.

Em Maraú, apenas duas escolas municipais iniciaram o período de aulas em fevereiro.

Os alunos que estudam na creche Tia Renilda e na Escola Altanira Maura Ribeiro, situadas na sede do município, serão os únicos que cumprirão o calendário estabelecido pelo Ministério da Educação.

Nas demais escolas, cerca de 70, as aulas iniciarão durante essa semana, com um detalhe, acabarão em novembro (incluindo o período de recuperação).

A secretaria municipal de educação, dirigida pelo Padre Wellington Rocha, alega que não tem condições de custear o transporte dos estudantes nos meses de fevereiro e parte de dezembro, pois o território de Maraú é extenso (aproximadamente 750 km²), e grande parte das unidades de ensino fica na zona rural.

Fontes deste blog garantem que o prefeito Antonio Silva Santos (Pito) prefere manter um contrato de aluguéis de veículos muito caro (100 mil reais por mês), para privilegiar aliados políticos.

“Se as verbas do transporte escolar (enviadas pelo MEC) fossem administradas com mais cuidado e lisura, não haveria necessidade de reduzir o ano letivo dos alunos”, explicou uma fonte.

LICITAÇÃO DO TRANSPORTE ESCOLAR: “SARNEY” BOTOU NEWTON E BAHIA NO COLO

No dia 21 de setembro, o prefeito de Ilhéus, Newton Lima, convocou a imprensa para anunciar uma medida contrária ao presidente da câmara de vereadores: a licitação do transporte escolar.

O vereador Jailson “Sarney” Nascimento explora o setor com ônibus velhos, caindo aos pedaços, que por muitas vezes deixam os alunos “no meio do caminho” das estradas vicinais, devido a problemas mecânicos.

Na ocasião, Newton afirmou que não era uma represália, já que desde junho a prefeitura vinha trabalhando para lançar o edital.

Perguntado por este blogueiro se seria possível voltar atrás e não abrir a licitação, o prefeito respondeu com ênfase: “Não. O processo licitatório é bem anterior aos acontecimentos”, referindo-se à nova postura de “Sarney”, que se auto-declarou líder da oposição.

Pasmem os senhores!

Newton Lima fez pouco da imprensa. Apesar de ter afirmado que não hesitaria, ele hesitou. Lá se vão mais de 60 dias, e o assunto foi esquecido. Ninguém fala sobre o edital.

“Sarney” tem a maioria na câmara, além do mais, em sua gaveta, um envelope “vermelho” guarda o parecer do TCM, que rejeitou as contas do prefeito relacionadas a 2008.

Fontes do legislativo afirmam que “Sarney” teria mandado recados ameaçadores ao secretário de finanças Jorge Bahia. Vale lembrar que o escândalo das “Casas Bahia” estourou graças a informantes ligados ao PMN, partido de “Sarney”.

Jorge Bahia foi denunciado por ter vendido computadores ao município, através de uma empresa cujos proprietários são sua emprega doméstica e um técnico de informática, seu ex-funcionário.

Pelo histórico, faz sentido que a licitação do transporte escolar seja um assunto “caído no esquecimento”.

Ouça a entrevista do prefeito Newton Lima, gravada no dia 21 de setembro, dando garantias de que a licitação sairia do “plano incerto das idéias”.


LICITAÇÃO DO TRANSPORTE ESCOLAR: JORGE BAHIA PRENDE EDITAL

Jorge Bahia, secretário de finanças de Ilhéus, está segurando o edital do transporte escolar. Afirmação feita por uma fonte palaciana a este blog.

A atitude do secretário significa um realinhamento com o vereador Jailson “Sarney” Nascimento, grande interessado que a licitação não seja viabilizada. Sarney é amigo de duas empresas que há anos operam no setor, através de sucatões ambulantes.

Bahia sofre investigação do ministério público federal, por ter utilizado uma empresa pertencente à sua empregada doméstica e a um ex-funcionário, para vender equipamentos de informática ao programa Bolsa Família, gerenciado pela secretaria municipal de ação social.

A documentação que deu origem à denúncia, veio à tona através de pessoas ligadas ao partido de “Sarney” (PMN). Sendo assim, a reaproximação dos dois, é um fato muito estranho, até mesmo surpreendente.



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia