WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
Quarta-Feira, 17 de Janeiro de 2018
embasa american park
cenoe faculdade madre thais

PROGRAMA PRIMEIRO EMPREGO REALIZA MUTIRÃO DE INSCRIÇÕES NA UESC

Participantes da primeira etapa do programa. Imagem: Secom/GOVBA.

Entre as 8 e as 17 horas dessa quarta-feira (17), a Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC) vai sediar um mutirão de inscrições para a segunda etapa do Programa Primeiro Emprego, iniciativa da Secretaria da Educação do Estado da Bahia.

Conforme a secretaria, o objetivo do trabalho dessa quarta é agilizar a contratação de egressos dos centros estaduais de educação profissional.

Podem se inscrever os estudantes que concluíram a educação profissional nos anos de 2015, 2016 ou 2017 e atendem aos requisitos do programa.

No ato de inscrição, os candidatos deverão apresentar diversos documentos, como: Carteira de Trabalho, Carteira de Identidade, CPF e comprovante de residência. Segundo a secretaria, a lista completa “está disponível no local e nas unidades escolares”.

O candidato selecionado terá a Carteira de Trabalho assinada. O contrato tem duração de 24 meses no Estado. A remuneração nas instituições privadas é a partir de um salário mínimo. Já nos órgãos estaduais, o contemplado terá, além de salário mínimo, plano de saúde (PLANSERV) e vale-transporte.

VIOLONISTA ILHEENSE FAZ RECITAL ABERTO AO PÚBLICO

Matheus Luna.

Nessa sexta-feira (12), a Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC) convida o público para o recital “O violão de 7 cordas na música brasileira” do violonista Matheus Luna. O evento é gratuito e vai acontecer no auditório do Centro de Arte e Cultura da universidade, às 19h.

Matheus Luna é natural de Ilhéus, criado no bairro do Salobrinho. Iniciou seus estudos em música como aluno das aulas de violão e teoria musical no Núcleo de Artes da UESC (NAU). Estudou violão clássico, harmonia e improvisação no Conservatório Villa-Lobos, em Salvador. Também foi professor de violão no Conservatório Musical Schumann e na Casa dos Artistas de Ilhéus, onde realizou um recital de violão solo no teatro popular.

Atualmente, Matheus é concluinte do curso de Música Popular com habilitação em violão, na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). O jovem ilheense também é integrante do grupo de música instrumental “Rubato” e está próximo de finalizar seu CD “A Gênesis do Mundo”.

FUNDAÇÃO MARAMATA E INSTITUTO BALEIA JUBARTE ESTABELECEM PARCERIA

Visita a unidade do Instituto Baleia Jubarte em Caravelas.

O presidente da Fundação Maramata, Lucas Xavier, e o coordenador do museu do Mar e da Capitania, Miguel Arcanjo visitaram a unidade do Instituto Baleia Jubarte, em Caravelas. Na oportunidade, foram recebidos por Milton Marcondes e Adriana Colosio, respectivamente, coordenador de pesquisa e médica veterinária do Instituto. 

O Baleia Jubarte conta com duas sedes, uma instalada em Caravelas e outra na Praia do Forte, em Salvador, onde existe um centro de visitantes de 3500 m² e abriga um esqueleto de baleia de 13 metros de comprimento, além de outros atrativos para os visitantes. A instituição é reconhecida como referência mundial em pesquisa científica, turismo de observação de baleias e educação ambiental.

Na oportunidade, foram apresentados os projetos e atividades desenvolvidos pelo instituto aos representantes da Maramata. O objetivo da visita, segundo Lucas, faz parte da implementação do modelo adotado pela fundação de atuar em rede conectado a instituições e pessoas que operam na fronteira do conhecimento e das melhores práticas socioambientais.  “Estamos abertos e precisamos estabelecer novas e importantes parcerias como estas, pois favorecem a complementação das competências da fundação com as de outras instituições, permitindo a ampliação de nosso portfólio e a participação em novos projetos”.

Na parceria,o Instituto Baleia Jubarte vai apoiar a Fundação Maramata no fomento a atividade de “Whale watching” (turismo de observação de baleias) em Ilhéus. A iniciativa já existe em outros locais, como: Barra Grande, Itacaré e Morro de São Paulo. De acordo com Lucas, “Ilhéus tem potencial vocação para atividades como estas e precisamos aprender a tirar melhor proveito delas, favorecendo a conservação da biodiversidade, o fomento a novas atividades socioeconômicas e a educação ambiental no município”. Em contrapartida, a Maramata dará suporte aos estudos de identificação de baleias encalhadas nas praias de Ilhéus.

Peças para exposição.

O Baleia Jubarte também doou materiais biológicos a fundação para compor a requalificação de seu acervo de exposição. Os materiais foram: 1 úmero; 2 costelas de Jubarte; 1 Bula timpânica de Jubarte; Placas de barbatanas de Jubarte; e 1 esqueleto de Boto Cinza. Além desta doação, em outra oportunidade, a Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC) cedeu a fundação algumas caixas entomológicas para exposição.

Segundo Lucas, a parceria é fundamental para o desenvolvimento da iniciativa. “A fundação está numa localização estratégica devido à proximidade da nova ponte Ilhéus-Pontal o que fará o fluxo de pessoas aumentar significativamente em seu entorno e na própria fundação e por isto é importante requalificar e tornar a Maramata um espaço público com mais atrativos para os visitantes, sendo necessário para isto a captação externa de recursos humanos, financeiros e materiais como estes”. 

PESQUISADORES DA UESC IDENTIFICAM NOVA ESPÉCIE DE PERERECA

Espécie “Phyllodytes amadoi” é homenagem a Jorge Amado. Imagem: Divulgação.

Os pesquisadores da Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC), Mirco Solé e Iuri Ribeiro Dias, em conjunto com Judith Vörös, do Museu de História Natural da Hungria, encontraram uma nova espécie de perereca na região Sul da Bahia.

Os cientistas chamaram a perereca de “Phyllodytes amadoi”. A espécie vive nas bromélias (planta abundante na região e propícia para a reprodução da espécie). As suas principais características são: o seu diminuto tamanho, com apenas dois centímetros; o focinho achatado; e uma listra que vai dos olhos aos flancos.

O professor Mirco comentou sobre a inspiração para o nome do anfíbio. “Os livros de Jorge Amado nos revelam o passado da região cacaueira e ainda que os anfíbios não desempenhem um papel central nas histórias dele, uma visita ao memorial do Rio Vermelho, em Salvador, casa de Jorge Amado e Zélia Gattai, nos revela o grande carinho que o escritor tinha por estes animais, os quais colecionava na forma de obras de argila e madeira”.

Os professores encontraram o anfíbio em Una, na reserva Ararauna, em 2015, mas só publicaram a descoberta na última sexta-feira (24), na revista científica neozelandesa “Zootaxa”, a mais importante do mundo na descrição de animais ainda não identificados. O cientista Mirco Solé e a sua equipe já descreveram outras três espécies de anfíbios do Sul da Bahia.

ILHÉUS SEDIA ENCONTRO NACIONAL DOS CONSELHEIROS DE EDUCAÇÃO

Centro de Convenções Luís Eduardo Magalhães.

Entre os dias 27 e 29 de novembro, Ilhéus vai sediar o 27º Encontro Nacional da União Nacional dos Conselhos Municipais de Educação (UNCME). A iniciativa deve reunir cerca de 1.500 conselheiros no Centro de Convenções Luís Eduardo Magalhães.

O tema central dessa edição é “o Sistema Nacional de Educação (SNE), a gestão democrática da Educação e o papel dos Conselhos Municipais de Educação”. Conforme a presidente da UNCME, Gilvânia Nascimento, o encontro vai ajudar a educação do município. “A realização deste evento tem uma relevância para Ilhéus e para o estado da Bahia, pois o evento de abrangência nacional colocará em pauta temas fundamentais para a garantia do direito à educação e os desafios do presente e do futuro”, afirmou.

Além dos representantes das instituições nacionais de Educação, o evento conta com a presença da reitora da Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC), Adélia Pinheiro, e do prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre (PSD).

ESTUDANTE NARRA PERSEGUIÇÃO POLICIAL COM TIROS EM FRENTE À UESC

Imagens publicadas no Facebook. Montagem do Blog do Gusmão.

Um estudante publicou no Facebook informações sobre uma perseguição policial que aconteceu ontem à noite em frente à Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC), em Ilhéus.

Segundo ele, policiais militares esperaram a chegada de um ônibus vindo de Ilhéus. Quando o veículo chegou no ponto da universidade, conforme o estudante, os policiais entraram nele e deram voz de prisão a um suspeito, que fugiu.

Ainda conforme o estudante, durante a abordagem foi possível ouvir três disparos de arma de fogo. Abaixo da publicação, na seção de comentários, um segundo estudante perguntou: “Quem atirou?”. A resposta veio de um terceiro internauta: “Polícia!”.

Os interlocutores travaram uma discussão sobre a direção dos disparos. Um deles disse que os policiais atiraram “três” vezes contra o suspeito, mas, não o atingiram. Outro questionou se os tiros não foram de advertência, quando o agente não atira para acertar o alvo. Para o estudante que fez o questionamento, as informações pareceram desencontradas. “Veja as contradições. Quem narrou o fato disse que foram [tiros] de advertência. Mas tá valendo. Já falei da minha impressão. A narração não parece verossímil”, escreveu.

Por volta das 20 horas, o Blog do Gusmão passou pelo local. Duas viaturas da Polícia Militar estavam paradas no acostamento da rodovia, na direção da biblioteca da universidade. A campana parecia um desdobramento da perseguição frustrada pela fuga do suspeito.

Um quarto estudante também tinha informações sobre o caso. Segundo ele, “há uma grande possibilidade desse elemento [o suspeito perseguido] ter sido o mentor do assalto com arma branca (segundo relatos) no bus [ônibus] 26 da zona sul, disseram também que uma moça foi ferida e celulares foram roubados. Ao meu ver, quem assalta à mão armada tem intenção de matar (óbvio), só não pode morrer, né!?”.

A notícia e o modo como ela foi narrada no Facebook geraram um debate sociológico sobre a operação policial e a condição do suspeito. Parte dos debatedores questionou a necessidade dos disparos naquele contexto. Outros defenderam a atitude dos policiais. “3 balas desperdiçada”, lamentou um estudante, ignorando o plural.

A discussão se voltou para a realidade imediata. “Como fica quem depende desse ônibus agora com medo?”, perguntou uma jovem. “Eu mesmo tô pensando seriamente se volto pra casa hoje nesse bus!”, respondeu o estudante que lamentou o desperdício de munição.

Atualizado às 9h45mim.

Um visitante do Blog do Gusmão informa que o ônibus que faz a linha zona sul-UESC foi assaltado na noite dessa quarta-feira (22), antes do episódio narrado acima. Segundo o leitor, o assaltante entrou no veículo no Terminal Urbano e pulou a catraca para não pagar passagem. Depois, no Banco da Vitória, “puxou uma faca e roubou o celular de uma estudante, colocando pânico nos passageiros”. “Foram dois celulares [roubados]”.

PROFESSORES DA UESC APROVAM NOVA PARALISAÇÃO

Imagem de arquivo: ADUSC.

Imagem de arquivo: ADUSC.

Ontem (7), em assembleia, professores da Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC) decidiram que vão paralisar as suas atividades no próximo dia 28, uma terça-feira. Docentes das outras três universidades estaduais baianas (UESB, UNEB e UEFS) também aderiram ao movimento, cujo objetivo é “pressionar o governo Rui Costa a negociar a pauta da categoria”, conforme informação da Associação dos Docentes da UESC (ADUSC).

Segundo a ADUSC, os professores “exigem o cumprimento dos direitos trabalhistas, reajuste salarial de 30% e ampliação do orçamento para atender as necessidades finalísticas das universidades”.

Ainda de acordo com o sindicato, a categoria vai realizar uma reunião ampliada às 14 horas da próxima terça-feira (14), quando “a participação de todos os associados” será “fundamental”.

PROJETO DA UESC SELECIONA BOLSISTA. INSCRIÇÕES ACABAM HOJE

UESC. Imagem: Rede Sul Bahia.

UESC. Imagem: Rede Sul Bahia.

Na Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC), o Projeto de Extensão Coordenação de Integração Comunitária (COINC/PROEX) está com inscrições abertas para o seu processo seletivo. O certame vai preencher uma vaga imediata, além de formar cadastro reserva.

As inscrições devem ser realizadas no Protocolo Geral da UESC até as 21 horas desta sexta-feira (3). Para se candidatar, é necessário ser estudante de graduação da universidade. Confira todos os requisitos e a documentação exigida no edital.

Os candidatos passarão por entrevista nos dias 8 e 9 de novembro, das 9 às 11 horas (por ordem de chegada), na Pró-Reitoria de Extensão, que funciona no quinto andar da Torre Administrativa da UESC.

A (o) estudante selecionada (o) vai atuar nas ações de extensão da universidade, com tarefas de apoio administrativo, de divulgação e de suporte a eventos. A atuação será remunerada e exigirá disponibilidade de 20 horas por semana.

UESC PROMOVE CALOURADA ESPORTIVA

Calourada Esportiva 2017.2. Imagem: Jonildo Glória.

Calourada Esportiva 2017.2. Imagem: Jonildo Glória.

Nesse fim de semana (7 e 8 de outubro), a Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC) vai promover a Calourada Esportiva 2017.2. O evento visa a integração entre estudantes, funcionários e docentes da universidade por meio de atividades físicas e esportivas.

A proposta dessa edição é garantir que as pessoas pratiquem as modalidades de maneira informal e recreativa. Os interessados podem participar individual ou coletivamente, basta preencher o formulário de inscrição.

Para ver a programação completa, acesse aqui.

ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO CULTURAL DA UESC ABRE 40 VAGAS

UESC abre especialização em Gestão Cultural. Imagem: Robson Duarte

UESC abre especialização em Gestão Cultural. Imagem: Robson Duarte

A Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC) publicou o edital do processo seletivo para a especialização em Gestão Cultural. O programa oferece 40 vagas para a turma de 2018.

As inscrições vão ocorrer nos dias úteis entre 16 e 27 de outubro. Deverão ser realizadas no Protocolo Geral da UESC, das 8 às 16 horas, ou pelos correios, via SEDEX, no mesmo período.

A seleção vai se dar em duas etapas: análise de ficha de inscrição, homologada até o dia 14 de novembro e entrevista presencial marcada para o dia 30 do mesmo mês.

Para mais informações, acesse o edital.

UESC ABRE NOVE VAGAS PARA FORMADORES DO TOPA

TOPAA Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC) abriu processo seletivo para preencher nove vagas do cargo de professor/formador do programa Todos pela Alfabetização (TOPA).

Os requisitos para o cargo temporário são: ser professor das redes de ensino do município ou do estado; não ter vínculo com a UESC; e ter licenciatura, experiência com a formação de alfabetizadores e disponibilidade para viajar.

As inscrições começaram hoje (25) e vão até sábado (30), no protocolo geral da universidade. Para a inscrição, o atendimento funciona das 8 às 12 horas e das 13 às 16 horas. Confira os documentos necessários no edital.

CAMPANHA ARRECADA RECURSOS PARA O FILME POESIA PRETA

Estudantes Suama Akoni e Carla Candace. Imagem: Divulgação/Youtube.

Suama Akoni e Carla Candace. Imagem: Reprodução/Youtube.

Suama Akoni e Carla Candace, estudantes do curso de Comunicação Social da UESC, iniciaram uma campanha de financiamento coletivo para o documentário Poesia Negra. A produção do filme faz parte do trabalho de conclusão de curso da dupla.

O objetivo dessa campanha é convidar a todos e todas para colaborar com a democracia racial do cinema. Segundo uma pesquisa da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ), mulheres negras não dirigiram ou roteirizaram um filme sequer entre os de maior bilheteria no período de 1995 a 2016.

As estudantes lançaram uma campanha de financiamento coletivo na internet. Para mais informações, acesse a página do documentário no Facebook.

Página 1 de 91...Última »