Aids já matou 45 pessoas na Bahia em 2013


http://www.dreamstime.com/-image1385084 Dados da Secretaria Estadual de Saúde mostram que 45 portadores do vírus da Aids morreram neste ano na Bahia. Salvador lidera em número de mortes, com 26 casos de pessoas que não resistiram à doença.

Bem depois aparecem Porto Seguro e Candeias, com 3 mortes cada. Os demais óbitos foram em Ilhéus, Teixeira de Freitas, Amargosa, Barreiras, Eunápolis, Juazeiro, Remanso, Santo Antônio de Jesus e Vitória da Conquista.

No estado foram notificados 630 novos casos de Aids neste ano. Salvador registrou 374 ocorrências. No interior, os municípios com mais notificações são Eunápolis, Feira de Santana, Porto Seguro, Juazeiro e Vitória da Conquista.

Juntas, essas localidades registraram 160 casos. No sul da Bahia houve notificações em Camacan, Gongogi, Ilhéus e Itororó. ( A Região)

TCM rejeitou as contas da Prefeitura de Ubatã e da câmara de vereadores de Almadina


O TCM solicitou a formulação de representação ao Ministério Público contra o prefeito de Ubatã, Adailton Ramos Magalhães, no exercício de 2008, e determinou ressarcimento aos cofres municipais da quantia de R$1.541.342,96, com recursos pessoais, sendo R$ 1.526.087,11 pela saída de recursos de contas bancárias sem a indicação dos correspondentes processos de pagamentos; R$ 8.963,00, devido às apresentações de processos de pagamentos desacompanhados dos respectivos recibos; R$ 4.694,00 decorrentes de despesas realizadas com publicidades desacompanhadas de elementos que viabilizem a constatação da efetiva divulgação da mensagem; e R$ 1.598,85 devido ao pagamento de encargos bancários pela emissão de 147 cheques sem provimentos de fundos.

Já em Almadina, o TCM  votou pela rejeição das contas da Câmara de Almadina, pertinentes ao exercício de 2008, de responsabilidade do ex-presidente Paulo Roberto Andrade Alves.

O relator do parecer, Conselheiro José Alfredo Rocha Dias, discorreu sobre uma série de irregularidades, com a devida prestação não ocorrendo no prazo fixado por Lei, daí porque foram objeto de tomada de contas.

(mais…)

Pura curiosidade


curiosidadeA empresa Horus veio em janeiro para Ilhéus prestar um duvidoso serviço de varrição durante 30 dias e levou dos cofres públicos a bagatela de R$ 381 mil.

Vale salientar que a prefeitura possui em seu quadro funcionários responsáveis pela varrição de ruas.

Na ultima terça-feira , o secretário municipal da Fazenda, Marco Antônio,  confirmou no plenário da câmara que fez o pagamento integral à empresa no inicio de fevereiro.

A rapidez no pedido de pagamento da empresa à secretaria da fazenda é totalmente adverso à prestação de serviço de outra empresa.

Um exemplo claro é o da Solar Ambiental, responsável pela coleta do lixo, da ponte Lomanto Júnior, até o norte da cidade de Ilhéus, que sofre constantemente com atrasos de até dois meses.

O Valor em trinta dias recebidos pelas HORUS é maior que os valores  recebidos mensalmente pelas empresas  responsáveis pela coleta do lixo no município, a EWA Engenharia (R$ 274.432,00) e a Solar Ambiental (R$ 283.708,00).

Para termos ideia, a empresa Horus  tem o mesmo CNPJ de uma  empresa chamada Ceema Construções e Meio Ambiente Ltda. Ela aparece numa denúncia do vereador de Salvador Celso Cotrim (PSB) em 2008, sobre a manipulação de dados referentes a partir dos 17 integrantes do conselho gestor da ONG Cruz Vermelha Brasileira, filial Bahia.

A entidade esteve responsável na época pela contratação de mão de obra para o Programa Saúde da Família (PSF) em Salvador, através de um contrato anual com a prefeitura no valor de R$ 96.141.083,64. (Clique aqui para ler a matéria)

A empresa CEEMA também  já foi envolvida em irregularidades no município de São Francisco do Conde.

Só curiosidade !

ILHÉUS, CIDADE TURÍSTICA?


Por Raymundo Sá Barreto  

Ilhéus, conhecida em todo canto. Ilhéus-Bahia, lugar único, privilegiado por natureza. Aqui o Brasil também começou e a historia se fez, algumas tristes, porem é importante sabê-las, e tê-las como lições úteis no presente. Aprender com os que aqui suaram, plantaram, lutaram e amaram. O conhecimento histórico inserido na sociedade tem o poder de transformá-la pra melhor. A 11º semana de museus que aconteceu neste mês de maio em todo o Brasil frisa bem isso, cujo tema é: Museus (memória + criatividade) = mudança social. Tantos foram os homens que aqui viveram e vivem, que merecem respeito e reconhecimento, pela dedicação que tiveram no querer de uma sociedade melhor e mais digna. Esses homens formam uma base sólida na edificação de uma sociedade mais fraterna e saudável.

O que vou dizer aqui, não é nenhuma novidade: Ilhéus é uma entre tantas cidades, de grande potencial turístico no mundo. Será? Analisemos então as formas possíveis de se trabalhar o turismo em uma cidade: turismo cultural, turismo esportivo, turismo rural, turismo de negócios e eventos, festivais, ecoturismo, aventuras (zona urbana e rural), além do “sol e praia”, que atualmente é a modalidade mais usada.

Continuemos o raciocínio. Qual dessas modalidades descartaremos, já que a nossa cidade não oferece condições para pratica? Falo de condições físicas, não estruturais. Pois bem, acredito que a hora é essa, Ilhéus não precisa apenas de uma ponte de concreto, Ilhéus precisa de solução, e o turismo se apresenta como uma luva. Eis a mola que precisamos para impulsionar a economia de Ilhéus e até mesmo da região. Nasci aqui há trinta e três anos, tive a oportunidade nesses anos de conhecer bem a minha cidade. Quantas vezes em minha infância eu comi guaiamum em Sambaituba? Perdi as contas, e, de lá pra Lagoa Encantada era um piscar de olhos, onde a natureza sempre esplêndida lá está. Quantos quilômetros já caminhei nas areias da praia do norte, onde no meio está a barra nova, simplesmente exuberante, e os mergulhos nas represas de Olivença e da Mata da Esperança, rio Almada, rio Itacanoeira, rio Santana, Sapetinga, Baia do Pontal . Sem falar nas trilhas das fazendas com suas árvores e ribeirões, e os povoados, que são mais de vinte ao redor da cidade, todos com suas biodiversidades e natureza singular.

(mais…)

BA já teve 82 ataques a bancos e caixas este ano, aponta sindicato


Do G1 – Bahia

Até esta quarta-feira (29), foram registrados 82 ataques a agências bancárias e caixas eletrônicos em Salvador e cidades do interior da Bahia. O levantamento é feito pelo Sindicato dos Bancários do Estado. Somente nesta quarta, três casos foram registrados – na capital baiana e em Camaçari, na região metropolitana.

No bairro do Garcia, uma agência do Banco do Brasil foi assaltada. Vítimas foram mantidas reféns e dinheiro foi roubado do cofre. Ninguém ficou ferido. No bairro do Cabula, também em Salvador, um caixa eletrônico foi destruído por explosão. O mesmo ocorreu com um equipamento bancário que fica em Abrantes, na cidade de Camaçari.

Em nota, a Polícia Militar informou que intensificou o policiamento nas proximidades de agências bancárias no intuito de coibir assaltos a banco na capital baiana.