Itacaré : Primeiro hotel 6 estrelas do País, Warapuru Resort está abandonado


img_1_44_4980

Decreto que desapropriou o terreno cita legislação relativa à reforma agrária; construtora faliu ( Clique aqui para ver mais foto )

Incrustado no alto de um morro em Itacaré, entre coqueirais e espécies nativas da Mata Atlântica, o luxuoso Warapuru Resort foi tomado por uma fauna peculiar. Pela grandiosa recepção, voam passarinhos. Entre as paredes revestidas de mármore, do chão ao teto, com vista para a Praia da Engenhoca, vivem pequenos roedores, escondidos em um emaranhado de fios e materiais de construção. De frente para o mar, o maquinário enferrujado parece a postos – como se os operários tivessem saído apressados, mas com clara intenção de retornar.

Os 40 bangalôs, escondidos entre a mata nativa para garantir máxima privacidade aos hóspedes, estão lotados de teias de aranha e folhas mortas apodrecendo nos espelhos d’água. Perdidas no meio da floresta, essas grandes construções de ardósia, madeira e vidro, em diferentes estágios de finalização, são hoje cenário de beleza e desolação.

Planejado para ser o primeiro 6 estrelas do País, o Warapuru Resort está abandonado há cinco anos. Estima-se que mais de R$ 180 milhões foram gastos nas instalações: recepção, beach club, 40 bangalôs, além de 17 casas particulares e uma cinematográfica estrada sobre a copa das árvores. Todo esse patrimônio se deteriora, inacabado, enquanto aguarda o desfecho de uma intrincada trama envolvendo falta de dinheiro, problemas judiciais, falência da incorporadora e desentendimento entre credores.

O português João Vaz Guedes, cuja família fundou a construtora Somague, responsável por obras de infraestrutura em Portugal, idealizou o Warapuru. Descrito como visionário e megalomaníaco, Vaz Guedes encomendou o projeto ao escritório londrino de arquitetura e design Anouska Hempel – responsável por hotéis boutique em Londres e Amsterdã.

“Quando me pediu para assumir esse projeto, João me levou até o local e disse: Fique aí por um momento, Anouska, e me diga o que fazer”, contou Anouska Hempel. De sua inspiração, nasceu uma “cidadela” de mármore no meio da floresta, “influenciada pelas culturas maia e egípcia”.

“É um trabalho de grandeza minimalista em um lugar, muito, muito poderoso”, entusiasma-se.

(mais…)

Prefeita de São Francisco do Conde atende recomendação do MP e exonera irmã de secretaria


mp baA prefeita de São Francisco do Conde, Rilza Valentim de Almeida Pena, atendeu a recomendação do Ministério Público estadual para que exonerasse a irmã dela, Ralison Valentim de Jesus, do cargo de secretária especial de Acompanhamento de Gestão do município. A cópia do ofício de exoneração foi encaminhada hoje, 4, à promotora de Justiça Karinny Guedes. Na recomendação, a promotora afirma que a contratação de Ralison configura prática de nepotismo, e argumenta ser injustificável a permanência de um parente da prefeita no cargo, já que há em uma cidade localizada na região metropolitana de Salvador “evidente disponibilidade de pessoas não parentes habilitadas tecnicamente ao exercício”.

Rilza Pena foi notificada da recomendação no último dia 24 e tinha até hoje para comunicar ao MP da exoneração. A promotora de Justiça explica que configura prática de nepotismo, no âmbito municipal, o exercício de cargos de organização política por cônjuges, companheiros ou parentes em linha reta, colateral ou por afinidade, até o terceiro grau, de prefeito; vice-prefeito; secretários municipais, dirigentes de autarquias, fundações, empresas públicas e outros entes da administração pública indireta; e de membros da Câmara de Vereadores.

Carne Friboi podre no G Barbosa de Ilhéus


Em contato com a nossa redação, um leitor afirmou que no último domingo (03), se dirigiu ao G Barbosa, com o objetivo de comprar algumas peças de carne para um churrasco.

Acontece que, segundo ele, ao chegar em casa e abrir a embalagem da carne, que, vale ressaltar, é da marca Friboi, o cheiro de carne podre se espalhou no ambiente.

O leitor relata que imediatamente retornou ao mercado, visando devolver a mercadoria, explicando a situação, foi mal tratado pelos funcionários, que impuseram inúmeras dificuldades para que os trâmites legais, em caso de compra de mercadoria deteriorada, fossem cumpridos.

Ele ressalta que a gerência do G Barbosa afirmou se tratar de uma situação casual. Fato que contesta, pois, segundo o leitor, no freezer haviam mais de dez embalagens com carne na mesma situação.

Número de estupros supera o de homicídios dolosos no país, diz estudo


sequestro

O número de estupros no Brasil subiu 18,17% em 2012, na comparação com o ano anterior, aponta o 7º Anuário Brasileiro de Segurança Pública, do Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP). Em todo o país, foram registrados 50,6 mil casos, o correspondente a 26,1 estupros por grupo de 100 mil habitantes. Em 2011, a taxa era de 22,1.

Os estados com as maiores taxas de estupro para cada 100 mil habitantes foram Roraima, Rondônia e Santa Catarina. As menores taxas, por sua vez, ocorreram na Paraíba, no Rio Grande do Norte e em Minas Gerais. O relatório completo será divulgado amanhã (21), em São Paulo.

Segundo dados do documento, o total de estupros (50,6 mil casos) superou o de homicídios dolosos (com intenção de matar) no país. Foram registradas 47,1 mil mortes por homicídio doloso em 2012, subindo de 22,5 mortes por grupo de 100 mil habitantes em 2011, para 24,3 no ano passado, uma alta de 7,8%.

Alagoas continua liderando o ranking de homicídios dolosos com 58,2 mortes por grupo de 100 mil habitantes, mas houve redução da taxa. Em relação a 2011, o índice recuou 21,9%, ou seja, passou de 2,3 mil mortes em 2011, para 1,8 mil mortes em 2012. No grupo de estados com as menores taxas de morte por grupo de 100 mil habitantes estão Amapá (9,9), Santa Catarina (11,3), São Paulo (11,5), Roraima (13,2), Mato Grosso do Sul (14,9), Piauí (15,2) e Rio Grande do Sul (18,4).

A população carcerária cresceu 9,39%. Em 2011, havia 471,25 mil presos no país, número que saltou para 515,5 mil em 2012. Já as vagas nos presídios cresceram menos – eram 295,43 mil em 2011 e passaram a 303,7 mil no ano passado, aumento de 2,82%.

(mais…)

Canavieiras : Prefeitura passa a administrar o terminal rodoviário


Agerba passa rodoviária à Prefeitura de Canavieiras Foto Walmir Rosário (10)

O prefeito de Canavieiras, Almir Melo, assinou sexta-feira (1°), o Contrato de Cessão de Uso do Terminal Rodoviário de Canavieiras. A transferência da administração foi efetivada com a presença do representante da Agerba, o engenheiro e advogado Luiz Henrique Casais.

De acordo com o documento firmado entre o diretor-executivo da Agerba, Eduardo Harold Mesquita e o prefeito Almir Melo, a transferência da administração do Terminal Rodoviário de Canavieiras para o Município é pelo prazo de cinco anos, prorrogáveis. Informa o prefeito, que a partir de agora vão ser elaborados critérios de trabalho dos concessionários dos serviços, a exemplo dos táxis, bem como realizado estudos para a implantação de uma linha de ônibus urbano.

O terminal rodoviário também vai passar por uma urbanização completa, com a realização de obras que facilitem o embarque, desembarque e o acesso aos táxis e carros particulares. Entre as obras a serem executadas estão a ampliação da cobertura, para evitar que as chuvas molhem os passageiros, e a ampliação do estacionamento de veículos particulares. O terminal rodoviário de Canavieiras recebe ônibus intermunicipais e interestaduais, fluxo que aumenta bastante durante o período de verão.

III Jornada de Biologia -EaD da UESC vai discutir Genética, Biotecnologia e Biodiversidade


banner01

A III Jornada de Biologia -EaD (Jornabio-EaD) será realizada na Universidade Estadual de Santa Cruz UESC, nos dias 9,10 e 11 pelo Departamento de Ciências Biológicas e pelo Colegiado de Biologia – EaD do Curso de Licenciatura em Biologia – EaD, com o tema “Genética, Biotecnologia e Biodiversidade”. As atividades programadas serão realizadas no Auditório do Centro de Arte e Cultura Governador Paulo Souto, em salas de aula e laboratórios da Universidade.

O objetivo é promover a atualização relativa à construção do conhecimento nas diversas áreas das Ciências Biológicas, focalizando os processos de pesquisa e educação, bem como a integração e troca de experiências entre discentes, docentes e outros profissionais da área. De acordo com a coordenação, o tema foi escolhido visando propiciar discussões relativas ao impacto e transformações decorrentes dos avanços científicos e tecnológicos na área biológica ocorridos nas últimas décadas e vivenciados pela sociedade contemporânea.

A III Jornabio-EaD inclui palestras, mesas-redondas, mini- cursos, apresentação de trabalhos e mostra fotográfica. O evento tem como público alvo alunos dos cursos de graduação e pós-graduação em Ciências Biológicas e áreas afins, bem como professores e outros profissionais que atuam na área biológica.

Presidente do TJ- BA pode ser afastado do cargo


Informações de Frederico Vasconcelos – Folha

Hirs-e-Telma

Estão na pauta da sessão desta terça-feira (5/11) quatro sindicâncias que envolvem supostos pagamentos de precatórios superfaturados – dívidas do poder público reconhecido pelo Judiciário–, além de contratos sem licitação e casos de nepotismo.

Os processo disciplinar são contra o presidente do Tribunal de Justiça da Bahia, Mário Alberto Simões Hirs, e a ex-presidente Telma Laura Silva Britto, suspeitos de irregularidades que teriam causado prejuízo de R$ 448 milhões ao erário.

O relator é o ministro Francisco Falcão, corregedor nacional de Justiça. Além de propor a abertura do processo, o relator pode pedir o afastamento cautelar dos magistrados até o final das investigações.

Em abril último, Falcão divulgou relatório preliminar de sindicância instaurada neste ano. O tribunal não cumprira determinações dos ex-corregedores Gilson Dipp e Eliana Calmon.

Segundo a sindicância, os cálculos dos precatórios, refeitos em poucas horas, não se baseavam em decisões judiciais. As multas e juros seguiam pareceres de peritos particulares. O setor de precatórios estava sob a responsabilidade de um desembargador aposentado, conhecido no tribunal pelo apelido de “0800″ (alusão a serviços prestados sem pagamento).

A defesa sustenta que o cálculo de precatórios não é competência da presidência do tribunal. Os desembargadores Mário Hirs e Telma Britto são defendidos pelos advogados Alberto Pavie Ribeiro e seu sócio Emiliano Aguiar.

“Esses critérios só são apreciados pelo juiz da causa. Quando manda pagar, o presidente do tribunal não pode corrigir os cálculos”, diz Aguiar.

Pavie representa a Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB) em ações no Supremo Tribunal Federal. A AMB ingressou como parte interessada nos processos envolvendo o TJ-BA no CNJ.

Sessão especial discute demarcação de terra em Ilhéus


Sessão foi requerida pelo vereador Gurita
Sessão foi requerida pelo vereador Gurita

O plenário da Câmara de Vereadores de Ilhéus aprovou sessão especial para discutir a demarcação de 47 mil hectares, que envolvem, entre outros territórios, terras de Ilhéus.

O requerimento foi feito pelo vereador Gurita, que salienta a necessidade do legislativo ilheense de participar da discussão que vem gerando grandes transtornos para a região e conflitos entre agricultores e índios.

Segundo Gurita, Ilhéus vai perder uma grande faixa de terra para a demarcação e é interessante que a discussão chegue à casa legislativa, principalmente para a participação da população.

A sessão está marcada para às 16h dessa quarta-feira (6).