Prefeitura de Ilhéus lança programa itinerante “Coração na sua porta”


A Prefeitura de Ilhéus, em parceria com a Clínica 2 de Julho lançará no dia 19 de outubro o programa “Coração na sua porta”, iniciativa que visa oferecer, gratuitamente, atendimentos cardiológicos e exames de eletro e ecocardiograma. O atendimento itinerante é uma proposta complementar à assistência prestada pela rede municipal de saúde.

“O atendimento de Cardiologia já ocorre diariamente na Policlínica, na Unidade Básica de Saúde Sarah Kubitschek e nas unidades conveniadas, com realização de exames. Muitas pessoas não têm condições e nem oportunidade de se dirigirem aos locais de atendimento, então, queremos buscá-las em suas residências”, explica o médico.

Nazário disse que a primeira localidade contemplada será o Condomínio Sol e Mar, na zona sul de Ilhéus. Serão distribuídas aproximadamente 100 senhas para consultas médicas, com exceção das consultas de triagem (aferição de pressão arterial e medição de glicemia) e exames de eletro e ecocardiograma, levando em consideração a necessidade do usuário.

“É uma atitude louvável e agradeço ao prefeito Mário Alexandre. No foco de evitar complicações e internamentos causados por problemas de pressão e de coração, a equipe realiza o tratamento precoce ou dá continuidade, evitando que o paciente seja internado ou vá à óbito, devido a essas complicações”, frisa.

Nazário alerta que as doenças do coração são a maior causa de óbito tanto no município quanto no país. Por meio da atividade complementar é possível detectar precocemente uma série de doenças. Conforme o cardiologista, ainda no mês de outubro será realizado um evento focado na prevenção do Acidente Vascular Cerebral (AVC), popularmente conhecido como derrame.

No entendimento do cardiologista, essas doenças são foco do prefeito Mário Alexandre que possui uma vivência especial com a saúde e vem implementando cada vez mais ações. A Prefeitura de Ilhéus também conta com o apoio da Faculdade Madre Thaís e da Drogaria Velanes.

Saúde: Ilhéus vai ganhar uma UPA com investimento de R$ 4,5 milhões


Nova UPA será construída em Ilhéus. Imagem ilustrativa.

Com o investimento de R$ 4,5 milhões, sendo R$ 3,1 milhões financiados pelo Ministério da Saúde e R$ 1,4 milhão pelo tesouro estadual, a Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) construirá uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) tipo II, no município de Ilhéus. A licitação ocorrerá em até 60 dias e a confirmação do recurso ministerial foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) desta sexta-feira (11).

Segundo informações da prefeitura de Ilhéus, o local da construção da UPA está sendo estudado. As opções de terrenos são; a antiga Petrobras, Bairro Jardim Savoia, ou na Av. Esperança.

Na última semana, o prefeito Mário Alexandre esteve em Salvador reforçando o pedido para a construção da UPA, junto ao governador.

De acordo com o secretário da Saúde da Bahia, Fábio Vilas-Boas, o governador Rui Costa sempre colocou a saúde como prioridade da sua gestão e nesse sentido, tem contribuído com a ampliação e fortalecimento da rede de saúde de Ilhéus. “Esta é uma janela de oportunidade única para reverter a deficiência crônica do seu sistema de saúde do município”, ressalta Vilas-Boas

Nos últimos dois anos, o Governo do Estado construiu o Hospital Regional Costa do Cacau (HRCC), cedeu equipamentos e mais de 200 servidores para fortalecer a rede municipal de saúde, além de iniciar a reforma e ampliação do Hospital Geral Luiz Viana Filho, que o transformará em uma unidade materno-infantil referência para alta complexidade.

Estrutura

A UPA 24h tipo 2 tem capacidade para atender 250 pacientes por dia e a equipe é formada por mais de 100 profissionais, sendo, no mínimo, seis médicos por dia. A estrutura conta com raio-X, eletrocardiografia, pediatria, laboratório de exames e leitos de observação. Além disso, a unidade presta o primeiro atendimento aos casos de natureza cirúrgica e de trauma, estabilizando os pacientes e realizando a investigação diagnóstica inicial, de modo a definir, em todos os casos, a necessidade ou não de encaminhamento aos serviços hospitalares de maior complexidade. Nas localidades que contam com uma UPA, 97% dos casos são solucionados na própria unidade.

Óleo atinge praias de Salvador e mais sete cidades da Bahia


Salvador e mais sete cidades da Bahia tiveram o litoral atingido pelo óleo.

O óleo de origem desconhecida, que já atingiu mais de 150 pontos do litoral nordestino, chegou hoje (11), a Salvador (BA), poluindo as praias do Flamengo e Jardim dos Namorados, no bairro da Pituba.

Blocos de petróleo bruto misturado à areia e a outros materiais foram encontrados por banhistas e confirmados por equipes do Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema), que já vinha acompanhando o avanço da macha de óleo.

A prefeitura informou que 75 agentes de limpeza estarão de prontidão 24 horas a fim de identificar e tomar as providências necessárias em caso de novas ocorrências nas praias soteropolitanas. Além disso, técnicos da Defesa Civil e engenheiros ambientais também estão em alerta e podem ser acionados pelo telefone 156.

A prefeitura recomenda que as pessoas evitem ir à praia, nadar ou praticar esportes aquáticos nas regiões afetadas. Quem encontrar algum animal ferido ou afetado pelo óleo deve ligar para a Polícia Ambiental (190) ou para a Guarda Civil Municipal (3202-5312). Em caso de reação alérgica ao toque ou ingestão do óleo, a pessoa deve procurar uma unidade básica de saúde.

Segundo a relação de áreas afetadas, atualizada diariamente pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), só na Bahia sete cidades já foram atingidas pelo óleo. Além da capital baiana, foram afetadas Camaçari, Conde, Entre Rios, Esplanada, Jandaíra e Mata de São João.

A relação do Ibama não inclui o município de Lauro de Freitas, cuja prefeitura confirmou que, na última quarta-feira (9), frequentadores e trabalhadores da praia de Vilas do Atlântico comunicaram o avistamento de vestígios de óleo possivelmente carregados até a praia pela correnteza.

“Percorremos as três praias do município e alguns pontos do Rio Sapato e, até o momento, não encontramos nenhuma [outra] mancha, mas o vestígio encontrado é um sinal de que as pelotas sólidas podem chegar, mas até o momento as praias estão limpas”, informou em nota a oceanógrafa da secretaria Marina Motta.

Mancha de óleo

A presença da mancha de óleo no litoral nordestino foi notada no fim de agosto. A primeira localidade onde, segundo o relatório do Ibama, a contaminação foi comunicada, fica na Praia Bela, em Pitimbu (PB), onde os fragmentos de óleo foram avistados no dia 30 de agosto. A partir daí, a substância escura e pegajosa se espalhou pelos nove estados do Nordeste (Alagoas, Bahia, Ceará, Maranhão, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe).

Segundo o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, análises laboratoriais realizadas pela Petrobras apontam que as amostras de óleo estudadas são “compatíveis” com o tipo de petróleo produzido na Venezuela. Hipótese corroborada por pesquisadores da Universidade Federal da Bahia (UFBA) que, por iniciativa própria e em parceria com especialistas da Universidade Federal de Sergipe (UFS), analisaram nove de 27 amostras de resíduos que recolheram ao longo do litoral do Sergipe e da Bahia, encontrando uma “forte correlação” entre a substância e “um dos tipos de petróleo produzido no país vizinho”. Segundo os pesquisadores, nenhuma das variedades de petróleo produzidas no Brasil apresenta características semelhantes às encontradas nas amostras analisadas.

Marinha

A Polícia Federal (PF), a Marinha e os órgãos ambientais do Brasil tentam agora esclarecer como o material chegou às águas territoriais brasileiras e poluiu trechos do litoral nordestino. De acordo com o ministro Ricardo Salles, entre as hipóteses estão um possível vazamento acidental em alguma embarcação ainda não identificada; um derramamento criminoso do material por motivos desconhecidos ou a eventual limpeza do porão de um navio.

“A Marinha identificou todos os barcos que trafegaram pela costa brasileira e está investigando para saber qual é o possível barco [que pode ter derramado o óleo no mar]”, comentou o ministro durante reunião ordinária do Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama), realizada ontem (10), em Brasília. Ao fim do encontro, a assessoria do ministério esclareceu à Agência Brasil que o ministro jamais atribuiu a responsabilidade pelo vazamento ao Estado venezuelano ou a estatal petrolífera Petróleos de Venezuela (PDVSA).

“A hipótese aventada é que [o produto] pode ter sido derramado a partir de navios que trafegaram ao longo da costa brasileira, e não necessariamente de campos do governo ditatorial venezuelano”, informou a pasta.

A PDVSA e o ministro do Petróleo da Venezuela, Manuel Quevedo, rechaçaram qualquer ilação que tente responsabilizar o país pelo derramamento de óleo no litoral brasileiro. “Reiteramos que não recebemos nenhum relatório no qual nossos clientes e/ou subsidiárias relatam uma possível avaria ou vazamento nas proximidades da costa brasileira, cuja distância com nossas instalações de petróleo é de aproximadamente 6.650 km, via marítima”, disse a PDVSA, em nota.

Delatado por filho, homem é preso suspeito de estuprar filha de 6 anos


Endelson Oliveira estava com prisão preventiva decretada e será encaminhado ao sistema prisional.

Acusado de abusar sexualmente da filha de seis anos, Endelson Oliveira Damasceno foi preso, na manhã de ontem, quinta-feira (10), por policiais da Delegacia Territorial (DT), de Vitória da Conquista, distante 509 quilômetros de Salvador.

Endelson tinha um mandado de prisão expedido com base nas investigações, realizadas pelas equipes daquela unidade policial.

Segundo a polícia, o suposto crime foi descoberto depois que duas tias presenciaram o irmão da menina, que tem quatro anos, fazer movimentos simulando os abusos sofridos pela irmã.

Segundo a polícia, as tias das crianças relataram que estranharam a forma como o sobrinho agiu e o questionaram. O menino contou que estava imitando o que o pai fazia com a irmã. Familiares das crianças então procuraram a polícia para que o caso fosse investigado.

Ao ser ouvida pela polícia, a menina confirmou os supostos estupros e foi submetida a exame de conjunção carnal. O resultado do exame realizado no IML (Instituto Médico Legal) de Vitória da Conquista apontou que a menina não possui mais hímen.

A suspeita é que a menina era abusada sexualmente pelo pai há um ano, depois que a mãe dela morreu. As crianças passaram a morar com os avós paternos e, nos fins de semana, ficavam com o pai.

Agora, os irmãos estão em um abrigo enquanto a Justiça decide sobre quem vai ficar com a guarda deles.

Após o cumprimento da ordem judicial, o estuprador foi encaminhado ao sistema prisional.

Dia mundial chama atenção para o estigma da obesidade


Sedentarismo e obesidade.

O dia 11 de outubro é a data em que se celebra o Dia Mundial da Obesidade, e na campanha deste ano, a Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia e a Associação Brasileira para Estudo da Obesidade e Síndrome Metabólica trazem a mensagem sobre a importância do combate à discriminação por causa do peso e de tratar o assunto com respeito.”Obesidade Eu Trato com Respeito”, é o tema da campanha.

“É fundamental aumentar a conscientização sobre prevalência, gravidade e diversidade do estigma do peso. Os retratos da obesidade na mídia frequentemente reforçam estereótipos imprecisos e negativos sobre as pessoas obesas, o que pode levar ao estigma do peso. As campanhas pedem uma movimentação para acabar com o uso de linguagem e imagens estigmatizantes e retratar a obesidade de maneira justa, precisa e informativa”, dizem as entidades.

Além de reduzir a qualidade de vida, a obesidade é fator de risco e agravante de doenças como diabetes, doenças cardiovasculares, asma, gordura no fígado e até alguns tipos de câncer. O tratamento deve ser contínuo e acompanhado por profissionais capacitados para que o quadro não piore com o passar dos anos.

A data foi proclamada em 2015 pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para apoiar soluções que ajudem as pessoas a alcançar e manter um peso saudável e estimular políticas de combate a esse problema de saúde pública. Cerca de 13% da população adulta do mundo é obesa. No Brasil, mais da metade dos brasileiros, 55,7%, estão com excesso de peso e a prevalência da obesidade é de 19,8%.

Vídeo: Presidente da Câmara de Ilhéus está insatisfeito com o secretário de Infraestrutura


Presidente Cesar Porto e o secretário Átila Docio.

Na sessão da Câmara de Vereadores de Ilhéus desta quarta-feira (09), o vereador e presidente do Legislativo, César Porto teceu fortes críticas ao governo municipal, em especial ao secretário de Infraestrutura, Átila Dócio.

Segundo o presidente, Átila não atende as reivindicações dos vereadores em prol da comunidade, e muito menos atende o telefone. Porto ainda salientou que o secretário não consegue dar sequência às obra iniciada, e defendeu uma reforma no primeiro escalão do governo Marão.

O presidente ironizou o secretário: Nunca vi secretário colocar secretária para atender o telefone.

A insatisfação no legislativo ilheense com Átila, não se resume ao presidente. A maioria da base do prefeito vem criticando o secretário nos bastidores. Até dentro do governo, há quem defenda uma mudança na pasta.

Confira o discurso na íntegra:

Sesab entrega aparelhos de broncoscopia para o interior do estado


Ilhéus na lista de municípios beneficiados.

Quinze municípios baianos estão recebendo da Secretaria Estadual da Saúde , durante todo o mês de agosto , Sistemas de Vídeo-broncoscopia que permitem visualizar o interior da traquéia e dos brônquios , e retirar amostras de tecidos para biópsias e secreções para exames aperfeiçoando , assim , os procedimentos médicos já executados nos hospitais da rede pública do interior do estado .

O broncoscópio é um instrumento fundamental para auxiliar médicos quando tratam de casos de pacientes que engasgam com corpos estranhos , crianças que aspiram caroços de feijão , milho e demais objetos como peças pequenas de brinquedos.

O moderno equipamento , avaliado em R$175 mil a unidade, está sendo enviado para as regiões de Guanambi , Jequié , Ipiaú , Feira de Santana , Santo Antonio de Jesus , Juazeiro , Porto Seguro , Barreiras , Seabra , Ilhéus , Irecê , Ibotirama , Mairi e Castro Alves .

O secretário estadual da Saúde , Fábio Vilas-Boas , comentou a remessa do lote de equipamentos para os hospitais do interior do estado “o total do investimento é de cerca de R$2 milhões e 500 mil reais , possibilitando capacitar tecnologicamente a rede pública de saúde em todas as regiões da Bahia , como planejado desde o início da gestão , pelo governador Rui Costa . A meta é oferecer a excelência dos serviços públicos de saúde para todos os municípios e nós , aqui na SESAB , estamos executando permanentemente essa tarefa” .