Jogador do Cruzeiro sofre acidente de carro


O jogador Henrique do Cruzeiro, sofreu um acidente de carro em Brumadinho, região metropolitana de Belo Horizonte.

Henrique estava sozinho em seu carro particular, na estrada para Casa Branca, quando caiu em um penhasco próximo ao mirante do Jatobá.

Carro ficou destruído e ainda não foi retirado do local do acidente (Foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press).

 

O Cruzeiro informou que o jogador passa bem, e exames realizados não apontaram qualquer tipo de lesão neurológica ou ortopédica.

Mesmo assim, o volante, que tem apenas ferimentos leves, seguirá internado por até 48 horas, por precaução, no Hospital Mater Dei, de Belo Horizonte.

Bahia: Vereador é preso suspeito de dirigir embriagado e descumprir decreto


O vereador Lázaro Damascena Pires, conhecido como Inho Baiano (PCdoB), foi preso na noite de sexta-feira (26), suspeito de dirigir embriagado e descumprir o decreto municipal que estabelece a proibição de consumir bebida em bares, aglomerações, entre outras, na cidade de Itagibá, no sudoeste da Bahia.

Segundo informações da Polícia Militar, policiais militares da 55ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM) faziam rondas por volta das 20h30, no centro do município de Itagibá, quando visualizaram um motorista em estado de embriaguez, dirigindo um carro, na rua Dudu Correio.

De acordo com a PM, durante a abordagem o homem relatou possuir cargo político na Câmara de Vereadores da cidade. Os policiais encaminharam o vereador à delegacia do município para prestar depoimento.

Bahia registra 884 novos casos de Covid-19 nas últimas 24 horas


Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registrados 884 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de 1,6%), 55 óbitos (+3,3%) e 8.801 curados (+28,2%). Dos 65.244 casos confirmados desde o início da pandemia, 39.993 já são considerados curados, 23.554 encontram-se ativos e 1.697 tiveram óbito confirmado.

A partir deste sábado (27), a Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) passará a validar todas as fichas de notificação no sistema e-SUS, do Ministério da Saúde com resultados positivos, mesmo que o campo “classificação final” não tenha sido preenchido pelos municípios. Assim, reiteramos o nosso compromisso com a transparência e precisão nas informações. Deste modo, a incorporação de novos 7.938 casos no boletim epidemiológico de hoje, se deve exclusivamente a decisão da Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Divep) de não aguardar mais a validação dos municípios, que estava demorando demasiado, com casos acumulados por mais de 30 dias, constando apenas como “notificados”. Reiteramos que esses casos não ocorreram nas últimas 24 horas e que refletem mais de 30 dias de represamento nos sistemas.

As confirmações ocorreram em 386 municípios do estado, com maior proporção em Salvador (47,91%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 100.000 habitantes foram Itajuípe (1.415,26), Gandu (1.404,19), Ipiaú (1.351,56), Uruçuca (1.169,65) e Salvador (1.084,17).

O boletim epidemiológico contabiliza 65.224 casos confirmados, 154.293 casos descartados e 67.470 em investigação. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA), em conjunto com os Cievs municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até as 17 horas deste sábado.

Na Bahia, 7.944 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19. Para acessar o boletim completo, clique aqui.

Taxa de ocupação

Na Bahia, dos 2.259 leitos disponíveis do Sistema Único de Saúde (SUS) exclusivos para coronavírus, 1.425 possuem pacientes internados, o que representa uma taxa de ocupação de 64%. No que se refere aos leitos de UTI adulto e pediátrico, dos 901 leitos exclusivos para o coronavírus, 716 possuem pacientes internados, compreendendo uma taxa de ocupação de 79%.

Cabe ressaltar que o número de leitos é flutuante, representando o quantitativo exato de vagas disponíveis no dia. Intercorrências com equipamentos, rede de gases ou equipes incompletas, por exemplo, inviabilizam a disponibilidade do leito. Ressalte-se que novos leitos são abertos progressivamente mediante o aumento da demanda.

Óbitos

A Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) contabiliza 1.697 mortes pelo novo coronavírus.

1643º óbito – homem, 74 anos, residente em Salvador, portador de hipertensão arterial e doença cardiovascular, foi internado dia 05/06 e foi a óbito dia 18/06, em unidade da rede privada, em Salvador;
1644º óbito – homem, 67 anos, residente em Porto Seguro, portador de diabetes, foi internado dia 31/05 e foi a óbito dia 07/06, em unidade da rede pública, em Porto Seguro;
1645º óbito – mulher, 87 anos, residente em Salvador, portadora de diabetes e doença cardiovascular, foi internada dia 09/06 e foi a óbito dia 25/06, em unidade da rede filantrópica, em Salvador;
1646º óbito – homem, 79 anos, residente em Camaçari, portador de neoplasias, foi internado dia 10/06 e foi a óbito dia 12/06, em unidade da rede pública, em Salvador;
1647º óbito – homem, 48 anos, residente em Salvador, portador de diabetes, foi internado dia 19/05 e foi a óbito dia 25/06, em unidade da rede filantrópica, em Salvador;
1648º óbito – homem, 73 anos, residente em Salvador, portador de diabetes, foi internado dia 09/06 e foi a óbito dia 25/06, em unidade da rede filantrópica, em Salvador;
1649º óbito – mulher, 62 anos, residente em Salvador, portadora de hipertensão arterial e obesidade, foi internada dia 10/06 e foi a óbito dia 10/06, em unidade da rede privada, em Salvador;
1650º óbito – mulher, 72 anos, residente em Salvador, portadora de hipertensão arterial, diabetes, doença cardiovascular, obesidade e doenças endócrinas e nutricionais, foi internada dia 16/06 e foi a óbito dia 17/06, em unidade da rede pública, em Salvador;
1651º óbito – homem, 55 anos, residente em Salvador, sem informação de comorbidades, foi internado dia 16/06 e foi a óbito dia 25/06, em unidade da rede filantrópica, em Salvador;
1652º óbito – mulher, 65 anos, residente em Camamu, portadora de neoplasias, foi internada dia 25/06 e foi a óbito dia 23/05, em unidade da rede pública, em Itabuna;
1653º óbito – mulher, 61 anos, residente em Barreiras, sem informação de comorbidades, foi internada dia 18/06 e foi a óbito na mesma data (18/06), em unidade da rede pública, em Barreiras;
1654º óbito – mulher, 92 anos, residente em Nova Ibiá, sem informação de comorbidades, foi a óbito dia 23/06, em domicílio;
1655º óbito – mulher, 55 anos, residente em Eunápolis, portadora de hipertensão arterial, foi internada dia 10/06 e foi a óbito dia 15/06, em unidade da rede pública, em Salvador;
1656º óbito – mulher, 43 anos, residente em Canudos, portadora de obesidade, foi internada dia 05/06 e foi a óbito dia 23/06, em unidade da rede pública, em Juazeiro;
1657º óbito – mulher, 78 anos, residente em Cruz das Almas, portadora de diabetes e doença renal crônica, foi internada dia 05/06 e foi a óbito dia 25/06, em unidade da rede pública, em Salvador;
1658º óbito – homem, 91 anos, residente em Camaçari, portador de hipertensão arterial e diabetes, foi internado dia 09/06 e foi a óbito dia 15/06, em unidade da rede privada, em Lauro de Freitas;
1659º óbito – mulher, 32 anos, residente em Juazeiro, sem informação de comorbidades, data de admissão não informada, foi a óbito dia 25/06, em unidade da rede pública, em Petrolina (Pernambuco);
1660º óbito – mulher, 71 anos, residente em Juazeiro, portadora de hipertensão arterial e diabetes, foi internada dia 22/06 e foi a óbito na mesma data (22/06), em unidade da rede pública, em Juazeiro;
1661º óbito – homem, 57 anos, residente em Juazeiro, portador de hipertensão arterial, diabetes e doença renal crônica, foi internado dia 19/06 e foi a óbito dia 22/06, em unidade da rede pública, em Juazeiro;
1662º óbito – homem, 88 anos, residente em Guaratinga, portador de hipertensão arterial, foi internado dia 02/06 e foi a óbito dia 05/06, em unidade da rede pública, em Porto Seguro;
1663º óbito – homem, 75 anos, residente em Salvador, portador de hipertensão arterial e doença renal crônica, foi internado dia 30/04 e foi a óbito dia 27/05, em unidade da rede pública, em Salvador;
1664º óbito – homem, 72 anos, residente em Guaratinga, sem comorbidades, foi internado dia 14/06 e foi a óbito dia 24/06, em unidade da rede pública, em Salvador;
1665º óbito – homem, 29 anos, residente em Prado, portador de hipertensão arterial, foi internado dia 29/05 e foi a óbito dia 03/06, em unidade da rede pública, em Prado;
1666º óbito – mulher, 85 anos, residente em Camaçari, portadora de hipertensão arterial e diabetes, foi internada dia 11/06 e foi a óbito dia 20/06, em unidade da rede privada, em Lauro de Freitas;
1667º óbito – mulher, 76 anos, residente em São Gonçalo dos Campos, sem comorbidades, foi a óbito dia 23/06, em domicílio, em São Gonçalo dos Campos;
1668º óbito – homem, 65 anos, residente em Salvador, portador de doença cardiovascular, foi internado dia 18/06 e foi a óbito dia 24/06, em unidade da rede pública, em Salvador;
1669º óbito – homem, 83 anos, residente em Salvador, portador de hipertensão arterial e diabetes, foi internado dia 19/06 e foi a óbito na mesma data (19/06), em unidade da rede privada, em Salvador;
1670º óbito – homem, 76 anos, residente em Dias D’Ávila, portador de diabetes e doença renal crônica, data de admissão não informada, foi a óbito dia 16/06, em unidade da rede pública, em Dias D’Ávila;
1671º óbito – homem, 68 anos, residente em Ilhéus, portador de diabetes, foi a óbito dia 20/06, em domicílio, em Itabuna;
1672º óbito – homem, 79 anos, residente em Alcobaça, portador de hipertensão arterial, foi internado dia 09/06 e foi a óbito na mesma data (09/06), em unidade da rede pública, em Teixeira de Freitas;
1673º óbito – mulher, 63 anos, residente em Teixeira de Freitas, portadora de neoplasias e doenças hematológicas, foi internada dia 03/06 e foi a óbito dia 06/06, em unidade da rede pública, em Teixeira de Freitas;
1674º óbito – mulher, 38 anos, residente em Camacan, portadora de hipertensão arterial, doença cardiovascular e obesidade, data de admissão não informada, foi a óbito dia 26/06, em unidade da rede pública, em Itabuna;
1675º óbito – mulher, 76 anos, residente em Itabuna, sem informação de comorbidades, data de admissão não informada, foi a óbito dia 25/06, em unidade da rede pública, em Itabuna;
1676º óbito – homem, 76 anos, residente em Salvador, portador de hipertensão arterial, foi internado dia 22/05, foi a óbito dia 05/06, em hospital da rede pública, em Salvador;
1677º óbito – mulher, 75 anos, residente Itapitanga, portadora de doença respiratória crônica. Sem informações sobre a data de internação, foi a óbito dia 19/06, em hospital filantrópico, em Itabuna;
1678º óbito – homem, 77 anos, residente em Teixeira de Freitas, portador de hipertensão arterial e diabetes mellitus. Internado dia 17/06, foi a óbito dia 25/06, em hospital da rede pública, em Teixeira de Freitas.
1679º óbito – mulher, 83 anos, residente em Barra do Choça, portadora de hipertensão arterial, foi a óbito dia 17/06, em domicílio, em Barra do Choça;
1680º óbito – homem, 65 anos, residente em Conde, portador de hipertensão arterial, foi internado dia 13/06 e foi a óbito dia 16/06, em unidade da rede filantrópica, em Salvador;
1681º óbito – homem, 88 anos, residente em Cachoeira, portador de hipertensão arterial e diabetes, data de admissão não informada, foi a óbito dia 18/06, em unidade da rede filantrópica, em São Félix;
1682º óbito – mulher, 24 anos, residente em Simões Filho, sem comorbidades, foi internada dia 03/06 e foi a óbito dia 05/06, em unidade da rede pública, em Simões Filho;
1683º óbito – mulher, 17 anos, residente em Simões Filho, portadora de diabetes, foi internada dia 31/05 e foi a óbito dia 05/06, em unidade da rede pública, em Salvador;
1684º óbito – mulher, 63 anos, residente em Salvador, portadora de doença cardiovascular, data de admissão não informada, foi a óbito dia 23/06, em unidade da rede privada, em Salvador;
1685º óbito – mulher, 31 anos, residente em Simões Filho, sem informação de comorbidades, foi internada dia 04/06 e foi a óbito na mesma data (04/06), em unidade da rede pública, em Salvador;
1686º óbito – mulher, 54 anos, residente em Aurelino Leal, sem comorbidades, foi internada dia 17/06 e foi a óbito dia 19/06, em unidade da rede pública, em Ilhéus;
1687º óbito – mulher, 66 anos, residente em Simões Filho, portadora de hipertensão arterial, foi internada dia 21/06 e foi a óbito na mesma data (21/06), em unidade da rede pública, em Simões Filho;
1688º óbito – mulher, 62 anos, residente em Santo Antônio de Jesus, portadora de hipertensão arterial, diabetes e doença cardiovascular, foi internada dia 23/06 e foi a óbito na mesma data (23/06), em unidade da rede pública, em Santo Antônio de Jesus;
1689º óbito – mulher, 40 anos, residente em Itaberaba, sem informações acerca de comorbidades. Também sem informações sobre a data de internação, foi a óbito dia 20/06, em unidade da rede pública, em Itaberaba;
1690º óbito – mulher, 87 anos, residente em Feira de Santana, portadora de diabetes mellitus e hipertensão arterial. Internada dia 13/06, foi a óbito dia 18/06, em hospital da rede pública, em Feira de Santana;
1691º óbito – homem, 60 anos, residente em Salvador, portador de hipertensão arterial. Internado dia 15/06, foi a óbito dia 18/06, em hospital da rede pública, em Salvador;
1692º óbito – homem, 39 anos, residente em Salvador, portador de hipertensão arterial. Internado dia 28/05, foi a óbito dia 10/06, em hospital da rede pública, em Salvador;
1693º óbito – mulher, 76 anos, residente em Salvador, portadora de hipertensão arterial e diabetes mellitus. Internada dia 28/05, foi a óbito dia 12/06, em hospital da rede pública, em Salvador;
1694º óbito – homem, 39 anos, residente em Salvador, portador de hipertensão arterial e obesidade. Internado dia 10/06, foi a óbito dia 13/06, em hospital da rede pública, em Salvador;
1695º óbito – homem, 88 anos, residente em Salvador, sem comorbidades. Internado dia 15/06, foi a óbito dia 16/06, em hospital da rede pública, em Salvador;
1696º óbito – mulher, 43 anos, residente em Salvador, portadora de diabetes mellitus, doença cardiovascular e obesidade. Internada dia 25/05, foi a óbito dia 01/06, em hospital da rede pública, em Salvador;
1697º óbito – mulher, 57 anos, residente em Salvador, portadora de hipertensão arterial e doença cardiovascular. Internada dia 04/06, foi a óbito dia 16/06, em hospital da rede pública, em Salvador.

Banco BRB montará Agência na Gávea, Sede do Flamengo


 

A parceria entre o Flamengo e o Banco de Brasília (BRB) está em apreciação e votação virtual pelos membros do Conselho Deliberativo do clube até esta segunda-feira. O polpudo contrato com validade de três anos e remuneração mínima de R$ 32 milhões a cada 12 meses traz curiosidades.

Por exemplo: há a previsão de ser instalado um caixa eletrônico do banco e também um posto de atendimento no Ninho do Urubu para atletas e comissão técnica. É uma maneira de tentar facilitar o dia a dia de quem se dedica ao futebol do clube, já que o BRB será o banco titular de toda a parruda folha salarial rubro-negra, que gira em torno de R$ 25 milhões mensais.

Para os funcionários da Gávea, o contrato prevê a instalação de uma agência bancária na sede com espaço de 22 metros quadrados cedido sem ônus pelo Flamengo. Atualmente, o BRB conta com apenas uma agência bancária na cidade, no Centro do Rio de Janeiro.

Os planos da instituição financeira, de economia mista, são altos com a parceria rubro-negra: 1,5 milhão de contas digitais, emissão de três milhões de cartões pré-pagos e no primeiro ano de contrato uma movimentação de transações financeiras estimada de R$ 5 bilhões. O banco conta atualmente com 750 mil clientes e terá acesso à plataforma de dados do programa de sócio-torcedor do clube.

O novo patrocinador rubro-negro terá direito a utilizar a imagem coletiva do time de futebol profissional com três atletas uniformizados duas vezes no ano e também em duas campanhas publicitárias a cada 12 meses de contrato. No backdrop – o painel com as marcas dos patrocinadores – do CT ou o utilizado em viagens, o banco terá direito a 20% do espaço total.

Há ainda direito a 50 ingressos de setor Leste do Maracanã, 600 camisas oficiais por ano, cinco vagas no “matchday” organizado pelo clube, 60 convites a cada ano de contrato para visitação do Ninho do Urubu, quatro ingressos para mascotes por jogo, 20 ingressos para camarote por jogo durante a vigência do contrato.

Caso o Flamengo descumpra parcialmente uma destas contrapartidas, a multa sobre a parcela vigente – serão três ao longo do contrato – sofrerá multa de 2,5%. Caso descumpra totalmente, a multa vai a 5%.

A plataforma digital dedicada a ser criada e nomeada pelas partes, com divisão dos lucros de forma igual a partir de R$ 64 milhões, será gerenciada por um comitê gestor e um comitê tático e operacional, que deverão ser criados tão logo o acordo seja aprovado no Conselho Deliberativo. O contrato, neste caso, entra em vigor no dia 1º de julho, e a partida contra o Boavista, pelo Campeonato Carioca, já deve contar com a imagem do BRB no uniforme rubro-negro.

Matéria de Pedro Henrique Torre/ESPN.

Zé Neto, da dupla com Cristiano, é diagnosticado com covid-19


Sertanejo está isolado no interior de São Paulo.

 

Zé Neto, da dupla com Cristiano, foi diagnosticado com covid-19. A informação foi divulgada neste sábado (27) pela mulher do cantor, Natália Toscano.

O sertanejo decidiu fazer o teste depois de apresentar febre. Eurides Toscano, pai do cantor, também foi infectado pelo novo coronavírus, mas não teve sintomas. Cristiano fez o teste, mas deu negativo.

Nas redes sociais, Natalia disse que Zé Neto está isolado com o pai na casa da família, em São José do Rio Preto, interior de São Paulo, desde a última quarta-feira (24).

“Podem ficar tranquilos, ele está bem, está ótimo. É só por precaução que tem que fazer o isolamento mesmo. Estou cuidando muito bem dele. Vai passar”, declarou.

Natália, os filhos do casal (Angelina e José Filho) e os demais familiares também realizaram o teste, porém o resultado foi negativo.

Governo anuncia parceria para produzir vacina contra covid-19


O Brasil fechou acordo para disponibilização no futuro de doses de uma vacina que está sendo testada para o tratamento da Covid-19. O medicamento está sendo desenvolvido em uma iniciativa conjunta da Universidade de Oxford e de um laboratório no Reino Unido e já está sendo testado no país.

O acordo prevê a produção de 100 milhões de doses de vacina por meio da aquisição de insumos e transferência de tecnologia para produção no país.

Caso seja comprovada a eficácia deste tratamento, dois lotes, de 15,2 milhões de unidades cada, serão disponibilizados em dezembro de 2020 e janeiro de 2021, totalizando cerca de 30 milhões de doses, ao custo de US$ 127 milhões. Os primeiros lotes serão destinados aos grupos de risco, como idosos e pessoas com comorbidades, além de profissionais de saúde e trabalhadores da segurança pública.

O Brasil poderá ainda contar com mais 70 milhões de doses, por cerca de US$ 160 milhões.

Em entrevista coletiva em Brasília, o secretário executivo do Ministério da Saúde, Élcio Franco, justificou a opção por assumir o risco da pesquisa, mesmo sem a comprovação da eficácia do medicamento. “O risco é necessário devido à urgência de busca de solução efetiva para as demandas de saúde pública. Consideramos um avanço para a tecnologia nacional e uma amostra do esforço do governo de encontrar soluções para a população brasileira.”

O secretário de Vigilância em Saúde, Arnaldo de Medeiros, destacou a situação promissora deste tratamento. “A vacina já está na fase 3, em fase clínica. O Brasil é representante do conjunto de nações que estão testando a vacina. A gente tem uma oportunidade de produzirmos e avançarmos com a oferta desta parceria e encomenda tecnológica. É óbvio que toda e qualquer entrega à população será feita com respeito aos critérios farmacológicos e clínicos e da segurança à população”, declarou.

Caso não seja comprovada a eficácia, o secretário de Vigilância em Saúde informou que não haverá aplicação da vacina, mas que permanece a transferência de tecnologia prevista no acordo para continuar avaliando soluções de tratamento.

De acordo com o Ministério da Saúde, há 460 projetos de pesquisa aprovados sobre diferentes aspectos relacionados à covid-19, de tratamentos ao entendimento da doença. Há também 114 ensaios clínicos e 44.262 participantes dessas iniciativas.

Teste

Os testes da vacina ChAdOx1 nCoV-19 no Brasil foram anunciados no início do mês e deverão contar, de acordo com a Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), com 2 mil voluntários em São Paulo e com 1 mil no Rio de Janeiro, onde serão realizados pela Rede D’Or.

Vídeo:

Viva Ilhéus 2020: Live Solidária marca o aniversário de 486 anos da cidade


O Viva Ilhéus deste 2020 vai ser com um toque especial e diferente, em sintonia com o que o momento da pandemia exige: solidariedade. A iniciativa, que integra o calendário anual da cidade, marca o aniversário de 486 anos de Ilhéus completados amanhã (28), com uma Live Solidária em apoio aos artistas ilheenses e de homenagem à cidade que é berço mãe do Brasil.

De casa, os munícipes poderão acompanhar às 14h a transmissão ao vivo por streaming da live, com acesso gratuito e livre pela internet, de artistas como Top Gan, Neto LX, Xote Apimentado, Tony Canabrava, Lê Bandê, Via de Acesso, Beto Villaça e Michele Dócio. Alegria, descontração e muito alto astral proporcionarão aos ilheenses algumas horas especiais com muita música, cultura e homenagem à princesinha do sul, por meio da plataforma do Youtube da Prefeitura de Ilhéus e da rede Portal.

Com 486 anos de fundação, história e 139 anos de emancipação política, Ilhéus vive o singular ano de 2020 com muitas realizações e trabalho pela frente. O prefeito Mário Alexandre destaca a importância deste 28 de junho para o povo ilheense.

“O momento vivido é desafiador em razão do coronavírus, que atingiu e modificou o mundo todo, o que exige de nós a capacidade de sermos fortes para atravessarmos essa jornada com confiança, fé, coragem e esperança. A pandemia pede que façamos uma reflexão para pensar o que construímos, onde estamos e o que desejamos edificar”, ponderou o gestor.

Após, ao discorrer sobre o orgulho que sente de ser ilheense, continuou: “Nesse processo de reconstrução de Ilhéus, que completa 486 anos, não tenho dúvidas do orgulho que o ilheense sente de pertencer à Ilhéus, e que mesmo em meio à pandemia, não perdeu o brilho do olhar e a capacidade de ajudar o próximo. É isso que me faz acreditar em uma cidade melhor, pois é o ilheense quem faz Ilhéus ser admirada na Bahia. Continuarei lutando diuturnamente para que nossa terra ocupe o merecido lugar de destaque no Estado e no Brasil, e seja a princesinha do sul numa versão cada vez melhorada, amada e bem cuidada. Parabéns ilheenses, por fazer deste lugar, uma cidade bem melhor”, parabenizou o prefeito Mário Alexandre.

O gestor convida todo o povo a se conectar neste domingo às 14 horas na livre solidária e a ajudar com a doação de alimentos.

Clique aqui para acessar o canal do Youtube da Prefeitura de Ilhéus.