Aulas da Faculdade Madre Thaís começam nesta segunda (10)


As aulas referente ao semestre 2020.2, dos cursos de graduação em bacharelado e tecnológico a Faculdade Madre Thaís começam nesta segunda-feira(10), a partir das plataformas já utilizadas (SAGRES SOCIAL e MICROSOFT TEAMS), conforme calendário acadêmico disponibilizado no portal da FMT (faculdademadrethais.com.br).

Com plena certeza que dias melhores virão, a Faculdade Madre Tháis está seguindo todos os protocolos e recomendações do Poder Público, no tocante às normas de segurança, para que possa voltar a compartilhar os abraços, as risadas, as dificuldades e realizações de cada um da nossa comunidade Acadêmica.

No final do mês passado a FMT realizou o Encontro Pedagógico, online, reunindo docentes dos seus 14 cursos. O treinamento foi desenvolvido para ampliar as possibilidades educacionais, utilizando o Microsoft Teams com o apoio de tecnologias e recursos aplicados á educação que contribuem para aumentar a eficiência, a inovação e a personalização do ensino. Bem como, ampliar as possibilidades educacionais para utilizar diferentes mídias e tecnologias que apóiem o processo de ensino e aprendizagem, visando aulas mais participativas, colaborativas, criativas e atrativas.

Atuando sempre junto aos seus alunos, mesmo com o distanciamento social provocado pela pandemia do coronavírus, a direção da Faculdade Madre Thaís pede para que os discentes “fiquem atentos ao calendário acadêmico, aos prazos já estabelecidos, bem como ao planejamento para retorno das aulas presenciais, que, em breve, será disponibilizado.”

Filho segue carreira do pai e atua na mesma unidade dos Bombeiros


Foto: Alberto Maraux.

 

Ele pensou em ser engenheiro civil, arquiteto e entrar no ramo jurídico. O militarismo estava distante, muito distante da realidade do hoje soldado BM Joab Araújo. Mas as conversas com o pai, o cabo BM Jairo Mota, sobre as ocorrências atendidas no Corpo de Bombeiros Militar da Bahia (CMBA), incentivaram o rapaz a prestar o concurso público já nos últimos dias de inscrição. Sem muita esperança ele foi aprovado e em 2018 ingressou na corporação.

“Hoje estou muito orgulhoso da escolha que fiz e agradeço a ele cada incentivo e a paciência que teve comigo enquanto eu ainda estava irredutível para seguir a profissão. Quando comecei a trabalhar, a cada nova ocorrência percebia o tamanho da responsabilidade que estava em minhas mãos. Com isso foi surgindo um amor e uma identidade maior pela profissão”, explicou o soldado BM Joab Araújo, que hoje divide com o pai a mesma unidade de trabalho.

Os dois trocam experiências e o cabo BM Mota passa para o filho os conhecimentos que adquiriu ao longo de 15 anos sendo bombeiro militar. Eles dividem ainda amigos dentro da corporação e entre uma ocorrência e outra, ou durante a atividade burocrática, o soldado Joab Araújo escuta dos colegas elogios pela atuação do pai e se sente ainda mais satisfeito com o rumo que a vida vai tomando. “Eu encaro o CBMBA como um processo diário de aprendizagem e percebo que aqui tem espaço para comportar as diferenças”, enfatizou Joab.

Estar atuando juntos no CBMBA fortalece ainda mais os laços de amizade e de companheirismo entre pais e filho. Além do amor que nasceu e cresce a cada dia, Joab, que segue os passos do pai com responsabilidade e orgulho, já pensa em crescer ainda mais dentro da corporação.

Além do militarismo – Ser pai é dar exemplos, incentivar, brigar, apoiar exigir o melhor e Jairo e Joab seguem esse caminho. Os dois foram colegas no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia (Ifba), quando Jairo iniciou a graduação em Geografia e Joab ingressou no curso de técnico em Edificações. Lá eles trocaram muito mais que conhecimentos didáticos, mas novas amizades e ficaram ainda mais próximos com a rotina do dia-a-dia.

Brasil registra mais de 100 mil mortes por covid-19


O Brasil atingiu neste sábado (8) o número de 100 mil 477 mortes por covid-19, desde o início da pandemia do novo coronavírus. Nas últimas 24 horas, segundo balanço divulgado pelo Ministério da Saúde, foram registrados 905 óbitos.

Dos 3.012.412 casos de pessoas infectadas pelo novo coronavírus, 2.094.293 (69,5%), mais da metade, são de recuperados. Desde ontem (7), foram anotados 49.970 novos casos informados pelas secretarias de saúde. O balanço aponta ainda que o número de pessoas em acompanhamento é de 817.642 (21,1%).

Estados

Os estados com mais mortes pelo novo coronavírus são: São Paulo (25.016), Rio de Janeiro (14.070), Ceará (7.951), Pernambuco (6.920) e Pará (5.871). Tocantins (444), Mato Grosso do Sul (492), Roraima (547), Acre (559) e Amapá (601) são as unidades da Federação com menos óbitos.

Os números atualizados do Paraná ainda não foram encaminhados para o ministério. A Secretaria Estadual de Saúde informou “estar ajustando os dados nos sistemas oficiais, corrigindo, por exemplo, eventuais duplicidades”.

Luto oficial

Pelas redes sociais, vários políticos e autoridades se manifestaram pela marca dos 100 mil óbitos no país. O presidente do Congresso Nacional, senador Davi Alcolumbre (DEM-AP), classificou este sábado como um dos dias mais tristes da história do país. “O Brasil registra 100 mil vidas perdidas para a covid-19. O Congresso Nacional decreta luto oficial de quatro dias em solidariedade a todos os brasileiros afetados pela pandemia e às vítimas desta tragédia”, disse.

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ) também se manifestou. “Estamos convivendo diariamente com a pandemia, mas não podemos ficar anestesiados e tratar com naturalidade esses números. Cada vida é única e importa. Em nome da Câmara dos Deputados, presto mais uma vez solidariedade aos familiares e amigos das vítimas desta grande tragédia”, disse Maia pelo Twitter.

Quem também lamentou foi o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli. Ele decretou luto oficial no Judiciário por três dias. “Jamais vivemos uma tragédia dessa dimensão em nosso país. São 100 mil pessoas que tinham um nome, uma profissão, projetos e sonhos. 100 mil vidas que certamente deixaram sua marca no mundo e na vida de outras pessoas. São filhas e filhos que não mais estarão com seus pais no dia especial de amanhã. São pais que não terão o que festejar neste domingo”, disse o ministro, em nota divulgada neste sábado.

No documento, em nome do Poder Judiciário e do STF, Tóffoli manifestou ainda sentimentos de profunda tristeza e solidariedade aos familiares e amigos de cada uma das vítimas. “Nesses tempos de tantos temores e perdas, humanas e materiais, somos instados a exercer a solidariedade e o espírito fraternal; a olharmos uns aos outros como irmãos, como companheiros de jornada”, acrescentou o presidente do STF.

Secom

A Secretaria Especial de Comunicação Social da Presidência da República se manifestou sobre o número de mortes pela covid-19, por meio do Twitter. Na mensagem postada, a SecomVc diz que “Todas as vidas importam: as que vão e as que ficam. Lamentamos as mortes por Covid, assim como por outras doenças. Nossas orações e nossos esforços têm a força de um Governo que dá tudo para salvar vidas, com uma reação que serve de exemplo ao mundo todo. O Brasil vai em frente”.

Manifestação

Pela manhã, uma manifestação nas areias da Praia de Copacabana, na zona sul da cidade do Rio de Janeiro, lembrou as mortes por covid-19 no Brasil. O ato foi realizado pela organização Rio de Paz, que afixou 100 cruzes pretas de madeira no local e mil balões vermelhos.

O fundador da Rio de Paz, Antônio Carlos Costa, explicou, nas redes sociais da entidade, os motivos da manifestação. “Poder público e sociedade precisam responder a uma questão para a qual nos remetem as 100 mil mortes por coronavírus: por que somos o segundo país em número de mortos? Da resposta racional, isenta e honesta a essa pergunta dependem as mudanças pelas quais o Brasil precisa passar a fim de vivermos num país no qual a santidade da vida humana seja respeitada”, disse.

O taxista Márcio Antônio do Nascimento Silva, que teve um filho morto por covid-19, também participou da manifestação. No último ato do Rio de Paz sobre a pandemia, no dia 11 de junho, quando um homem derrubou algumas cruzes da areia, Márcio Antônio, que passava pelo local, resolveu recolocá-las no lugar.

Vice-presidente do BB, Walter Malieni morre aos 50 anos


Ele estava trabalhando quando passou mal em uma reunião.

 

O vice-presidente do Banco do Brasil, Walter Malieni, morreu ontem (7) aos 50 anos. Ele estava trabalhando quando passou mal em uma reunião em São Paulo. Foi encaminhado ao hospital, mas não resistiu.

Malieni era vice-presidente de Negócios de Atacado na instituição financeira. Ele entrou no banco com 15 anos como menor aprendiz e ocupou diversas funções no BB, como diretor executivo da BrasilPrev Seguros e Previdência.

O Banco do Brasil divulgou nota em que lamentou a morte de Malieni, lembrou da história do executivo na instituição e se solidarizou com a família dele.

“Sua partida repentina é motivo de tristeza para a família Banco do Brasil, onde Walter era reconhecido pela sua enorme competência técnica e pela maneira sempre educada e atenciosa com que se dirigia a todos”, diz o comunicado.

O presidente da Caixa, Pedro Guimarães, também manifestou pesar pela morte do vice-presidente. “Recebi com tristeza a notícia da morte do vice-presidente do Banco do Brasil, Walter Malieni. Em nome de todos os colaboradores da Caixa, expresso meus sentimentos aos seus familiares e amigos”, disse, em nota.

Governo do Estado cadastra trabalhadores da Cultura para auxílio da Lei Aldir Blanc


O Governo do Estado da Bahia, através das secretarias estaduais da Cultura (Secult) e do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre) disponibilizaram desde o dia 14 de julho, plataforma do Cadastro Estadual dos trabalhadoras e trabalhadores da cultura. Para além da criação de banco de dados, o cadastro servirá de base para o acesso do auxílio emergencial da Lei Aldir Blanc.

Quem já realizou o cadastro da trabalhadora e do trabalhador da cultura lançado em 14 de julho não precisa fazê-lo novamente.

A ferramenta também vai traçar um panorama dos profissionais do segmento nos 27 territórios de identidade baianos, fornecendo informações para elaboração de políticas públicas no campo cultural. A plataforma está disponível no site www.cultura.ba.gov.br, ou clique  AQUI.

Série A dos portões fechados e com fim só em 2021 começa neste sábado


Flamengo é atual campeão e favorito a conquistar novamente o título. Foto de Lucas Figueiredo/ CBF.

 

O jogo entre Fortaleza e Athletico-PR, às 19h (de Brasília) deste sábado (7) na Arena Castelão, abre a edição 2020 da Série A do Campeonato Brasileiro. No mesmo dia, às 19h30 (de Brasília), o Coritiba recebe o Internacional no Couto Pereira, enquanto às 21h (de Brasília), o Ceará visita o Sport, na Ilha do Retiro. No domingo (8), mais quatro duelos dão sequência à primeira rodada, que teve três partidas adiadas devido às finais dos Campeonatos Paulista e Baiano (confira abaixo).

O campeão nacional, porém, será conhecido apenas em 2021. Não é exatamente uma novidade na história do torneio. É a 11ª vez desde 1959 que a competição iniciará em um ano e terminará em outro, sendo a primeira em 20 anos. O motivo de agora, porém, é bem diferente dos outros.

A princípio, o torneio nacional começaria em maio, mas a pandemia do novo coronavírus (covid-19) veio e forçou o adiamento de jogos pelos campeonatos estaduais, o que, por tabela, postergou o início da Série A em cerca de três meses. Como a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) manteve o formato de pontos corridos e turno e returno, o calendário também avançou esse período, adaptando datas para Copa do Brasil e Libertadores. Ou seja, a última rodada do Brasileiro 2020 será em 24 de fevereiro de 2021.

A última edição em que o torneio iniciou em um ano e acabou em outro foi a de 2000, mas não porque isso foi planejado. A previsão era que Vasco da Gama e São Caetano (finalistas daquele campeonato, organizado de forma tumultuada e que levou o nome Copa João Havelange) decidissem o título em 30 de dezembro. Com a bola rolando, parte de um alambrado de São Januário ruiu, deixando 150 torcedores feridos. A partida foi adiada e as equipes só se reencontraram em 18 de janeiro de 2001, no Maracanã. O Cruzmaltino venceu por 3 a 1 e foi o campeão brasileiro. De 2000.

Também por causa da pandemia, as partidas serão disputadas sem público. Todos os 20 clubes terão de obedecer um protocolo sanitário rígido. O documento elaborado pela CBF tem diretrizes para jogos (acesso restrito ao campo e aos vestiários), explica o procedimento para realização de testes do novo coronavírus (que serão conduzidos e custeados pela entidade, por meio de convênio com o Hospital Albert Einstein, de São Paulo) e cita a obrigatoriedade de aferição de temperatura na chegada (com impedimento a entrada de pessoas acima dos 37,5ºC), uso constante de máscaras (exceto, claro, os atletas que estejam atuando) e higienização com álcool em gel, entre outros itens.

“A partir de agora, nas 72 horas anteriores aos jogos, jogadores e comissão serão submetidos a esse exame do nariz [PCR]. Faremos, praticamente, testes duas vezes por semana, pois jogaremos às quartas-feiras e aos domingos”, disse o médico do Atlético-MG, Rodrigo Lasmar, à TV Galo.

Os candidatos

Atual campeão, o Flamengo desponta como maior favorito. Apesar de perder o técnico português Jorge Jesus, que voltou ao Benfica (Portugal) e o zagueiro Pablo Mari, contratado pelo Arsenal (Inglaterra), o Rubro-Negro manteve a base que dominou a edição passada e se reforçou. Trouxe os zagueiros Léo Pereira e Gustavo Henrique, o meia Thiago Maia e os atacantes Pedro, Michael (eleito a revelação de 2019, pelo Goiás) e Pedro Rocha. O trio ofensivo que encabeçou a última artilharia, formado por Giorgian De Arrascaeta, Bruno Henrique e Gabriel Barbosa, segue afiado.

Apesar disso, o espanhol Domènec Torrent, contratado para substituir Jesus, disse que deseja adequar, aos poucos, o time à maneira como vê o jogo: “Acredito que as pessoas pensam que o jogador brasileiro gosta muito de tocar a bola e joga mais lento. Eu não penso assim. O jogador brasileiro pode jogar de qualquer maneira, pois tem muita qualidade. Você pode jogar aqui como na Europa, rápido, esta é minha ideia. O que quero dizer é que, se você pode jogar com dois toques, não jogue com três. Se pode jogar com três toques, não dê quatro”, declarou na entrevista coletiva na qual foi apresentado.

Agora no Atlético-MG, Sampaoli tentará fazer outra boa campanha no Brasileiro – Pedro Souza/Atlético/Direitos Reservados.

 

Vice-campeão em 2019 no comando do Santos, o técnico Jorge Sampaoli está de casa nova em 2020. O argentino assumiu o Atlético-MG em março, antes da pandemia interromper o futebol no país. Durante o período sem futebol, ele pediu e o Galo contratou oito reforços, com destaque aos atacantes Keno (ex-Pyramids, do Egito) e Marrony (ex-Vasco) e ao lateral Mariano (ex-Galatasaray, da Turquia). O Alvinegro mineiro, que já encara o Flamengo na estreia deste domingo, às 16h (de Brasília) no Maracanã, investiu mais de R$ 85 milhões para conquistar um título que não vem desde 1971.

Já o Palmeiras, maior vencedor do Brasileirão, com 10 títulos, é também o time mais regular dos últimos anos. De 2016 para cá, foi campeão duas vezes (2016 e 2018), vice em 2017 e ficou em terceiro na edição passada. O Verdão, porém, está sem o principal atleta da equipe nesse período, o atacante Dudu, que foi para o Al Duhail (Catar). Outro candidato a levar a taça que perdeu um jogador importante é o Grêmio, que, na última sexta-feira (7), acertou a venda do atacante Everton para o Benfica. Pelo Tricolor, Cebolinha fez 274 partidas e 69 gols.

Caras (nem tão) novas

Se Cruzeiro, CSA, Chapecoense e Avaí se despediram da Série A no ano passado, a edição deste ano recebe quatro velhos conhecidos da elite: Red Bull Bragantino, Coritiba, Sport e Atlético-GO. Destes, dois foram campeões nacionais: o Coxa, em 1985, e o Leão pernambucano, em 1987. O Bragantino foi vice brasileiro em 1991, superado pelo São Paulo, enquanto o Dragão goiano tem como melhor campanha o sexto lugar em 1968.

O Bragantino é quem estava há mais tempo longe da primeira divisão: 22 anos. O clube de Bragança Paulista (SP) chega embalado pela conquista da Série B, na última temporada que disputou sem o prefixo Red Bull no nome e com seu escudo tradicional, o alvinegro. Para 2020, o Massa Bruta acrescentou o nome da empresa de energéticos, parceira desde abril do ano passado, e adotou o distintivo com os touros, semelhante ao dos outros times geridos pela multinacional, como o RB Leipzig (Alemanha) e o Red Bull Salzburg (Áustria).

Informações da Agência Brasil.

Caixa abre 770 agências hoje para beneficiários do auxílio emergencial


A Caixa abrirá 770 agências hoje (8), das 8h às 12h, para atendimento aos beneficiários do auxílio emergencial e do saque emergencial do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). As pessoas nascidas de janeiro a abril poderão realizar o saque em espécie do auxílio emergencial. Já os trabalhadores nascidos em janeiro e fevereiro poderão sacar o FGTS Emergencial, conforme calendário criado para evitar aglomerações em agências e unidades lotéricas.

A relação de agências que estarão abertas pode ser conferida no site do banco.

Atendimento nas agências

A Caixa garantiu  que todas as pessoas que comparecerem às agências que abrirão neste sábado (8), das 8h às 12h, serão atendidas no mesmo dia. A mesma orientação é válida para o atendimento realizado de segunda a sexta, entre 8h e 14h, em todas as agências do banco.

Pagamento do auxílio emergencial

A partir deste sábado, 3,8 milhões de beneficiários nascidos em abril e mais de 300 mil nascidos de janeiro a abril da nova leva de elegíveis, que tiveram o pedido liberado na segunda-feira (3), poderão sacar o benefício nos caixas eletrônicos, lotéricas e correspondentes Caixa Aqui, além de transferir valores para contas da Caixa ou de outros bancos.

Os ciclos de crédito em conta e saques em espécie seguem até dezembro para o pagamento das cinco parcelas definidas pelo governo federal.

Saque Emergencial do FGTS

Também a partir deste sábado (8), os trabalhadores nascidos em fevereiro que tiverem o crédito do saque emergencial do FGTS e que não movimentaram a conta poupança social digital ou que tenham saldo remanescente já poderão sacar o benefício em dinheiro. Também será possível transferir os valores, via aplicativo Caixa Tem, para outra conta, da Caixa ou de outras instituições financeiras.

Para realizar o saque, é preciso fazer o login no App, selecionar a opção “saque sem cartão” e “gerar código de saque”. Depois, o trabalhador deve inserir a senha para visualizar o código de saque na tela do celular, com validade de uma hora. O código deve ser utilizado nos caixas eletrônicos da Caixa, nas unidades lotéricas ou nos correspondentes Caixa Aqui.

Continua disponível ao trabalhador a opção de utilização dos recursos creditados na poupança social digital para a realização de compras, por meio do cartão de débito virtual e QR Code, pagamento de boletos, contas de água, luz, telefone, entre outros serviços.

Saque do FGTS para nascidos em julho

Na segunda-feira (10), a Caixa credita o saque emergencial FGTS na conta poupança social digital de aproximadamente cinco milhões de trabalhadores nascidos no mês de julho. Nessa etapa, o total de recursos liberados somam cerca de R$ 3,2 bilhões.

O saque tem como objetivo o enfrentamento do estado de calamidade pública reconhecido pelo governo federal em razão da pandemia do novo coronavírus (covid-19) e movimentará durante todo calendário cerca de R$ 37,8 bilhões para aproximadamente 60 milhões de trabalhadores.

O crédito e o saque em espécie do Saque Emergencial do FGTS ocorrem de forma escalonada, conforme mês de nascimento.

Os créditos do saque emergencial do FGTS para os nascidos entre janeiro e junho já foram realizados na poupança social digital. Os trabalhadores podem consultar o valor creditado por meio do aplicativo Caixa Tem. Os aniversariantes dos meses que não tiveram o valor creditado automaticamente em conta no dia previsto pelo calendário devem acessar o App FGTS, complementar seus dados cadastrais, solicitar a abertura da conta digital e assim receber o crédito.

Cancelamento do crédito automático

Se o trabalhador não quiser receber o Saque Emergencial do FGTS e os valores ainda não tenham sido creditados na conta, ele poderá indicar que não deseja receber os recursos até 10 dias antes do início do seu calendário. Nesse caso, se ele decidir receber o recurso, poderá solicitar pelo App FGTS até 31 de dezembro deste ano.

Caso o crédito já tenha sido realizado, o trabalhador poderá solicitar o seu desfazimento, situação em que os valores retornarão, em até 30 dias, à conta de FGTS. Nesse caso, ele não poderá solicitar posteriormente o recebimento do recurso.

Se não houver movimentação dos recursos na conta poupança social digital até 30 de novembro, o valor será devolvido à conta FGTS sem nenhum prejuízo ao trabalhador. Se, após esse prazo, o trabalhador decidir fazer o saque emergencial, poderá solicitar pelo App FGTS até 31 de dezembro 2020.

A Caixa disponibiliza os seguintes canais de atendimento para o Saque Emergencial do FGTS: App FGTS, site fgts.caixa.gov.br, Central de Atendimento Caixa 111, opção 2 e Internet Banking Caixa.

Como movimentar a poupança social digital

A conta poupança social digital é uma poupança simplificada, sem tarifas de manutenção, com limite mensal de movimentação de R$ 5 mil. A movimentação do valor dos benefícios pode, inicialmente, ser realizada por meio digital com o uso do App Caixa Tem.

Pelo aplicativo, é possível realizar compras em supermercados, padarias, farmácias e outros estabelecimentos com o cartão de débito virtual e QR Code, por meio de mais de nove milhões de maquininhas de cartão espalhadas por todo o Brasil. O trabalhador também pode pagar contas de água, luz, telefone, gás e boletos em geral.

A partir da data de disponibilização dos recursos para saque ou transferência, também de acordo com o mês de nascimento, os trabalhadores poderão transferir os recursos para contas em qualquer banco, sem custo, ou realizar o saque em terminais de autoatendimento e casas lotéricas.