Bahia registra 2.239 novos casos de Covid-19 nas últimas 24 horas


Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registrados 2.239 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +0,8%) e 2.330 curados (+0,9%). Dos 277.327 casos confirmados desde o início da pandemia, 263.814 já são considerados curados e 7.695 encontram-se ativos. A base de dados completa dos casos suspeitos, descartados, confirmados e óbitos relacionados ao coronavírus está disponível em https://bi.saude.ba.gov.br/transparencia/.

Para fins estatísticos, a vigilância epidemiológica estadual considera um paciente recuperado após 14 dias do início dos sintomas da Covid-19. Já os casos ativos são resultado do seguinte cálculo: número de casos totais, menos os óbitos, menos os recuperados. Os cálculos são realizados de modo automático.

Os casos confirmados ocorreram em 416 municípios baianos, com maior proporção em Salvador (29,29%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 100.000 habitantes foram: Ibirataia (6.093,26), Almadina (5.911,42), Itabuna (5.305,71), Dário Meira (4.976,66), Salinas da Margarida (4.793,52).

boletim epidemiológico contabiliza ainda 523.864 casos descartados e 85.558 em investigação. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA), em conjunto com os Cievs municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até as 17 horas desta quinta-feira (10).

Na Bahia, 24.204 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19. Para acessar o boletim completo, clique aqui ou acesse o Business Intelligence.

Óbitos

O boletim epidemiológico de hoje contabiliza 44 óbitos que ocorreram em diversas datas, conforme tabela abaixo. A existência de registros tardios e/ou acúmulo de casos deve-se a sobrecarga das equipes de investigação, pois há doenças de notificação compulsória para além da Covid-19. Outro motivo é o aprofundamento das investigações epidemiológicas por parte das vigilâncias municipais e estadual a fim de evitar distorções ou equívocos, como desconsiderar a causa do óbito um traumatismo craniano ou um câncer em estágio terminal, ainda que a pessoa esteja infectada pelo coronavírus.

O número total de óbitos por Covid-19 na Bahia desde o início da pandemia é de 5.818, representando uma letalidade de 2,10%. Dentre os óbitos, 55,81% ocorreram no sexo masculino e 44,19% no sexo feminino. Em relação ao quesito raça e cor, 52,53% corresponderam a parda, seguidos por branca com 16,55%, preta com 15,49%, amarela com 0,83%, indígena com 0,10% e não há informação em 14,51% dos óbitos. O percentual de casos com comorbidade foi de 75,13%, com maior percentual de doenças cardíacas e crônicas (76,28%).

Professor Reinaldo Soares se reúne com presidente nacional do PTB em Vitória da Conquista


Reinaldo Soares, Benito Gama e Roberto Jefferson.

 

Com as palavras “força e vitória, força e vitória, força e vitória!”, o presidente nacional do PTB, Roberto Jefferson, recebeu o pré-candidato a prefeito de Ilhéus, o professor Reinaldo Soares (PTB), na manhã desta quarta-feira (09), durante a Convenção Municipal do Partido, em Vitória da Conquista.

Os pré-candidato com os prefeitos de Feira de Santana, Colbert Martins (MDB), de Ilhéus, Reinaldo Soares, e de Vitória da Conquista, Herzem Gusmão (MDB).

 

Na ocasião, além do apoio à pré-candidatura do Professor Reinaldo Soares, Roberto Jefferson promoveu o encontro do pré-candidato com os prefeitos de Feira de Santana, Colbert Martins (MDB) e de Vitória da Conquista, Herzem Gusmão (MDB).

O Professor Reinaldo Soares disse, aos prefeitos, que Ilhéus tem potencial para voltar a crescer e se desenvolver, assim como Vitória da Conquista e Feira de Santana. “Ilhéus já foi uma das cidades mais desenvolvidas da Bahia, chegamos a pagar os salários de todos os servidores do estado da Bahia com a renda do nosso cacau, mas por conta das sucessivas gestões municipais desastrosas, hoje vivemos um momento difícil”, disse o pré-candidato, Reinaldo Soares.
A Convenção Municipal do PTB aconteceu no Mediterrâneo Eventos e reuniu filiados e correligionários.

Funcionários dos Correios falam sobre greve geral na Câmara de Ilhéus


Representantes do Sindicato dos Trabalhadores em Correios e Telégrafos do Estado da Bahia (Sincotelba) estiveram na manhã da quarta-feira (09) no plenário da Câmara de Ilhéus para explicar o motivo da greve geral e os direitos que foram retirados dos trabalhadores.

Os trabalhadores, representados pelo carteiro Joseval Cunha, explicaram a atual situação que estão vivendo. De acordo com eles, após revogação do acordo coletivo pelo Supremo Tribunal Federal (STF), os funcionários perderam 40% dos vencimentos.

Para a classe, que cuja atuação enfrenta dificuldades diariamente no exercício da profissão em tempos normais, após a pandemia a condição ficou ainda pior e perder uma quantia razoável do salário torna insustentável a situação dos servidores.

“Não queremos aumento de salário. Nós buscamos uma solução para a liminar que cancelou um acordo que existia há 35 anos”, informou Joseval Cunha. Para o vereador Paulo Carqueija a situação vivida pelos carteiros é resultado de uma política mínima de estado, que busca enfraquecer as instituições para em seguida privatizá-las a baixo custo.

A audiência de conciliação, marcada pelo Tribunal Superior do Trabalho (TST), acontecerá no dia 11 de setembro, às 15h, entre os trabalhadores dos Correios e a direção da ECT. A intenção é chegar a uma solução negociada para o conflito que está estabelecido desde o dia 17/08, com o início da greve dos trabalhadores por manutenção dos seus direitos que chega ao 23º dia.

Governo da Bahia diz que parceria prevê produção de 50 milhões de doses da vacina russa


Imagem Ilustrativa.

 

O governo da Bahia afirmou nesta quinta-feira (10) que a parceria para testar vacinas da Rússia contra a Covid-19 prevê a produção de 50 milhões de doses.

A previsão é de que as doses da Sputnik V comecem a ser entregues em novembro deste ano, desde que haja aprovação por parte dos órgãos reguladores no Brasil. A Bahia é o segundo estado brasileiro a firmar um acordo com a Rússia para a produção de vacina. O primeiro foi o Paraná. Os testes da parceria devem começar em outubro, mas ainda dependem da Anvisa.

o Fundo de Investimento Direto Russo, (RDIF) informou que um anúncio sobre o acordo será feito na sexta-feira (11).

O acordo de confidencialidade com o governo da Rússia estabelece ainda que todas as informações científicas da vacina sejam repassadas para a Fundação Baiana de Pesquisa Científica e Desenvolvimento Tecnológico (Bahiafarma). Na prática, o acordo marca um avanço nas negociações entre o país e o estado, que a partir de agora poderá ter acesso à tecnologia usada na produção do imunizante.

De acordo com o governador Rui Costa, o próximo passo é a instituição decidir se vai dar seguimento no projeto. Primeiro, o protocolo do governo russo será submetido ao comitê de ética do Instituto Couto Maia, depois ao Conselho Nacional de Ética em Pesquisa (Conepe), em Brasília, além da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Informações do G1.

Articulação de Jabes muda composições partidárias em Ilhéus


Por Jamesson Araújo.

Ninguém imaginaria que a convergência da base do governador Rui Costa (PT) em Ilhéus seria fácil, mas a situação virou enredo, com drama e mancomunação dignos de novela mexicana.

Na última semana, o governador esteve em Ilhéus para a inauguração de uma obra na zona Sul, e de lá, para a surpresa dos aliados, foi almoçar e discutir as arrumações da base na casa do prefeito Marão. A tal reunião desagradou em cheio aliados do governador, e, principalmente, a cúpula do Partido Progressista (PP) em Ilhéus, encabeçada pelo ex-prefeito e secretário geral do PP na Bahia, Jabes Ribeiro.

Segundo informações de fontes fidedignas, o celular do ex-governador e senador Jaques Wagner não parou de tocar. Aliados ligaram se queixando da posição do governador Rui Costa em Ilhéus. Um desses aliados foi Jabes Ribeiro, que luta para fortalecer a pré-candidatura do seu pupilo Cacá Colchões, na oposição ao atual prefeito Mário Alexandre.

Nesta semana, o caldeirão político ferveu tanto em Ilhéus, como em Salvador. O PP, por intermédio do secretário estadual do partido, Jabes Ribeiro, articulou junto a Wagner e ao próprio Governador Rui Costa, o que foi suficiente para que todo desenho das composições fosse refeito em Ilhéus.

Nesta quarta-feira (09), o PT que era dado como certo na chapa do atual prefeito Mário Alexandre, fechou na majoritária com o PP, e vai indicar o vice de Cacá Colchões.

Quem será o vice? Aí é outra confusão, agora dentro do PT de Ilhéus.

O Blog Agravo apurou que na noite da quarta-feira (9), depois da notícia da composição PP e PT, o pré-candidato do PT, Nilton Cruz reuniu seu grupo político para decidir os rumos de sua pré-candidatura. Mas sem a presença dos caciques do PT ilheense, diga-se do presidente Ednei Mendonça. A situação gerou ruídos.

Ouvimos de uma liderança do PT, fortes críticas ao comportamento de Nilton Cruz, afirmando que o pré-candidato não tem voz dentro do partido para decidir o caminho que a legenda vai seguir. O clima está pesado dentro do partido de Lulinha!

“Quem vai indicar o vice é quem tem voto no diretório, que é do grupo do deputado Josias Gomes”, salientou uma fonte do Blog Agravo.

Conversamos na manhã desta quinta-feira (10), com o pré-candidato a prefeito do PP, Cacá Colchões, que confirmou a aliança. Ao ser questionado sobre a indicação do vice, explicitou: “Agora é com o PT. Cabe somente ao PT”.

Por outro lado, a da conjuntura do prefeito Marão, o movimento de ida do PT para o PP é comemorado por muitos correligionários e integrantes do grupo político. O sentimento é de que a chegada do PT traria uma enorme rejeição para a reeleição de Mário Alexandre, e que a sigla – já que os principais nomes, a exemplo de Enilda Mendonça, Makrisi, Augustão, entre outros – não iriam com Marão.

No entanto, o prefeito Mário Alexandre não entende dessa forma e vem tentando reverter a situação da aliança do PT com o PP, de olho no apoio explícito do governador Rui Costa à sua reeleição. O Blog Agravou ouviu de uma figura muito próxima ao senador Wagner, que é quase impossível que o prefeito consiga desfazer essa aliança do PT e PP.

O Partido Socialista Brasileiro (PSB), do ex-deputado e suplente de senador, Bebeto Galvão, e de três vereadores do legislativo ilheense, deve indicar o vice de Marão. Nomes da linha de frente do PSB não agradam ao grupo do Partido Social Democrático (PSD), que busca na lista de filiados alguém ligado ao prefeito, que seria o advogado e ex-vereador Marcos Flávio.

Outro partido que fez parte de toda essa celeuma, foi o Partido Social Liberal (PSL), mas apenas como expectador. Um membro da direção municipal, confessou que caso o PT entrasse na majoritária do prefeito, sairia da base. Agora com essa ida do PT para o PP, o PSL sonha em indicar Rúbia Carvalho para a vice de Marão.

Como se pode ver, a novela está nos últimos episódios, mas sem uma decisão final. Toda essa celeuma só será equacionada no último dia das convenções municipais.

Vamos aguardar.

Supermercado Rondelli vai fechar as portas em Ilhéus


Por meio de mensagem via redes sociais, a direção do Supermercado Rondelli anunciou o fechamento de sua loja em Ilhéus. Entramos em contato com o gerente do Rondelli em Ilhéus, Carlos Antônio, que confirmou a informação.

Segundo o gerente, uma nova rede de supermercado vai ocupar o imóvel, onde funciona atualmente o Rondelli, no bairro do Malhado, e vai absorver todos os trabalhadores.

“Graças a Deus ninguém ficará desempregado. O novo mercado deve funcionar em breve”, afirmou ao Agravo.

Ainda segundo o gerente, o supermercado Rondelli, vai ficar pouco tempo de portas fechadas em Ilhéus. Deve se instalar um novo endereço na Zona Sul, em imóvel próprio, que ainda será construído, nas proximidades do Hotel Opaba, a beira da Rodovia BA 001.

Ilhéus recebe R$ 780 mil para fortalecimento e compra de alimentos da agricultura familiar


Vinícius Briglia, titular da SDE. Foto do site O Tabuleiro.

 

A Prefeitura de Ilhéus pactuou com o Governo Federal novas metas para extensão do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA). De acordo com a portaria de nº 91, de 2 de setembro de 2020, publicada no Diário Oficial da União (DOU), o montante destinado à cidade no valor de R$ 780 mil é o maior da Bahia e o segundo do Brasil em volume de recursos.

Conforme a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico (SDE), a iniciativa beneficia 25 entidades certificadas pelo Conselho Municipal de Assistência Social e cerca de 250 agricultores familiares e pescadores cadastrados.

“Mesmo com a pandemia, a Prefeitura aporta recursos visando garantir a manutenção das atividades produtivas na agricultura e o atendimento às famílias em situação de insegurança alimentar”, destacou Vinícius Briglia, titular da SDE. O recurso é disponibilizado pelo Ministério da Cidadania e somente neste ano foi destinado à cidade aproximadamente R$ 1,4 milhão, sendo o primeiro repasse no valor de R$ 600 mil e o segundo no valor de R$ 780 mil para a compra de gêneros alimentícios produzidos pela agricultura familiar.

A continuidade do programa foi possível graças ao esforço da gestão municipal, que possui uma proposta vigente com mais de 70% de execução e conseguiu uma nova pactuação, prevendo a não descontinuidade do programa. Por meio da compra, a Prefeitura ajuda a fixar o homem no campo e garante o escoamento da produção familiar, transferindo renda para os agricultores que também tiveram o trabalho atingido pela crise causada pela pandemia do novo coronavírus.

OMS alerta: Suicídio é a 3ª causa de mortes de jovens brasileiros entre 15 e 29 anos


 

 

Imagem ilustrativa.

 

O suicídio não é um fenômeno recente, mas os números têm impactado tão fortemente os órgãos internacionais de saúde que não há dúvidas: estamos diante de um grave problema de saúde pública. No Brasil, cerca de 12 milhões de pessoas tiram a própria vida por ano, quase 6% da população. No mundo são cerca de 322 milhões de suicídios anuais. O Brasil só perde para os EUA.

Não por acaso, desde 2003, o dia 10 de setembro foi escolhido como o Dia Mundial de Prevenção do Suicídio. No Brasil, a campanha Setembro Amarelo foi iniciada há 5 anos.

No mundo, as notificações apontam para 1 suicídio a cada 35 segundos. No Brasil, a cada 46 minutos uma pessoa tira a própria vida. Uma realidade devastadora quando se identifica o perfil das vítimas brasileiras: a maioria é homem, negro, com idades entre 10 e 29 anos, segundo dados do Ministério da Saúde avaliados nos últimos quatro anos e divulgados numa pesquisa no ano passado.

Suicídios e transtornos mentais 

Segundo o psiquiatra Rodrigo de Almeida Ramos, os índices apontam que em mais de 90% dos pacientes que se suicidaram havia uma doença mental relacionada. “Na grande maioria dos casos, o diagnóstico associado era de depressão”, ressalta o médico.

Principalmente entre os jovens, cerca de 96,8% dos casos de suicídio estavam relacionados a transtornos mentais. Em primeiro lugar está a depressão, seguida do transtorno bipolar e abuso de drogas. Também são fatores de risco para o suicídio situações como desemprego, sensações de vergonha, desonra, desilusões amorosas, além de antecedentes de doenças mentais.

Mas a notícia mais impactante é: a OMS também afirma que o suicídio tem prevenção em 90% dos casos. O Estado da Bahia está alinhada com a lei

10.216/2001 que estimula a permanência do doente mental em casa, recebendo tratamento nos Centros de Atenção Psicossocial, Caps.

Nos últimos dois anos, a SESAB construiu 10 CAPS em 10 municípios baianos, num investimento total de R$ 21 milhões de reais. São eles: Salvador, Candeias, São Francisco do Conde, Simões Filho, Camaçari, São Sebastião do Passé, Itaparica, Lauro de Freitas, Dias D´ávila e Madre de Deus.

Bolsonaro vem à Bahia para entrega de trecho da Fiol ao Exército


O presidente Jair Bolsonaro.

 

O presidente Jair Bolsonaro deve vir à Bahia, nesta sexta-feira (11), para uma solenidade em que entregará ao Exército Brasileiro a responsabilidade pela obra de um trecho de cerca de 20 Km da Ferrovia de Integração Oeste-Leste (Fiol). De acordo com a Valec, empresa estatal que cuida da construção de ferrovias no país, a cerimônia acontecerá na cidade de São Desidério e na ocasião deve ser assinado o Termo de Execução de Serviço (Ted).

Os militares devem assumir um trabalho experimental no trecho II da ferrovia, numa área limitada ao município de Santa Maria da Vitória. O pedaço é considerado o mais atrasado, já que o consórcio que faz parte do lote pediu reparação judicial. O Exército fará a obra praticamente do zero, iniciando desde a terraplanagem, e a previsão é de que a execução da construção dure dois anos, com um investimento inicial de R$ 110 milhões.

Na cerimônia de assinatura do contrato entre a Valec e o Exército está prevista ainda a presença do ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, e de André Kuhn, presidente da estatal. Procurado, o Governo do Estado da Bahia disse que não recebeu comunicado oficial da visita do presidente Bolsonaro e preferiu não emitir posicionamento sobre a agenda.

Com a parceria, o Exército voltará a fazer parte da construção de uma grande ferrovia no Brasil após 25 anos. A última participação ocorreu na construção da Ferroeste, entre os anos de 1993 a 1995.

O status atual da Fiol na Bahia

A obra completa da Fiol terá aproximadamente 1.527 km e ligará o futuro Porto Sul, em Ilhéus, à cidade de Figueirópolis, no Tocantins, com um investimento previsto de R$ 8,9 bilhões. Quando estiver concluída, a ferrovia atravessará, ao todo, 32 municípios baianos.

O trecho I da ferrovia, que vai de Ilhéus a Caetité, tem pouco mais de 530 km, sendo que quase 80% das obras já foram concluídas. A ideia do governo federal é conceder o trecho para a iniciativa privada. No entanto, a liberação do processo de licitação está travada nas mãos do Tribunal de Contas da União (TCU), que não comenta a análise em andamento.

Como as contas estão em análise para futura concessão, embora não esteja concluído, o trecho I não pode ter novas obras porque alteraria os cálculos de valores. A área será levada à iniciativa do jeito que está atualmente e a expectativa do governo é de que a licitação possa acontecer ainda este ano.

Agora, o esforço da Valec é concentrado na conclusão do trecho II, que vai de Caetité a Barreiras, com 485,4 km de extensão. De acordo com a estatal, a meta é que essa parte chegue a pelo menos 80% das obras concluídas até o final de 2022 para também ir à concessão. Hoje, o trecho está em 40% de avanço nas construções. Na primeira semana de setembro, o presidente da Valec, André Kuhn, anunciou que há uma sinalização de que o trecho II possa receber R$ 150 milhões a mais, o que pode acelerar as obras.

RESUMO DO STATUS:

Fiol 1 – Trecho de Ilhéus a Caetité
530 Km – 80% concluído
Aguardando análise do TCU para ir à iniciativa privada

Fiol 2 – Trecho de Caetité a Barreiras
485 Km – 40% concluído
Expectativa de chegar a 80% de avanço em 2022

Fiol 3 –  Trecho de Barreiras a Figueirópolis (TO)
512 Km – Não iniciado
Ainda em fase de estudo técnico

Informações do Correio da Bahia.

Prefeitura de Ilhéus publica novo decreto sobre transporte público e esportes


Foi publicado na noite desta quarta-feira (9) no Diário Oficial do Município de Ilhéus um novo decreto sobre a circulação de transporte público coletivo, práticas de atividades esportivas coletivas e o funcionamento de museus.

Foi autorizada a liberação do funcionamento regular de 100% da frota dos ônibus do transporte público coletivo urbano para que não haja lotação no interior dos veículos acima do permitido e nem aglomeração nos pontos. Os passes livres para a gratuidade dos idosos e deficientes também foi restabelecida sem restrições de horários, sendo retomadas ainda as rotas diárias para as zonas rurais.

Já no quesito prática de esportes, estão autorizadas as atividades esportivas coletivas como basquete, vôlei, handebol, futsal, futebol de campo e de salão. Torcida ou qualquer agrupamento de pessoas nos locais onde haja a prática dos esportes continua proibida por ocasionar aglomeração.

Museus estão autorizados a reabrir e retomar o funcionamento. O decreto já está em vigor desde o momento da publicação e, por isso, as novas disposições já estão valendo.