Quatro pessoas são baleadas por homem durante tiroteio em Ilhéus


Imagem enviada por leitor.

 

Quatro pessoas foram baleadas durante um tiroteio em Ilhéus, cidade do sul da Bahia, no final da tarde desta sexta-feira (11).

Segundo a 68ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM), o caso ocorreu na Avenida Lindolfo Collor, ao lado da Central de Abastecimento do Malhado.De acordo com relatos, dois homens chegaram em uma moto, e um deles desceu da motocicleta e chegou atirando em frente a uma loja de confecção.

Ainda não se sabe o que motivou o crime. O suspeito fugiu.

Os feridos foram socorridos e levados para hospitais da cidade. Não há detalhes sobre o estado de saúde deles. Os nomes das vítimas não foram divulgados. (G1/Bahia)

 O Blog Agravo trouxe durante a semana, uma matéria que mostra que a guerra entre facções criminosas vem gerando preocupação aos moradores de bairros periféricos.

Ilhéus: Um dos quatro feridos em ataque a tiros é marido da secretária de Educação

Restaurante Maróstica retorna atendimento presencial com menu diversificado e segurança


O Maróstica, tradicional restaurante localizado no circuito histórico da Avenida 2 de Julho, em Ilhéus, e que há mais de 20 anos é referência na culinária italiana, já retomou o atendimento presencial no estabelecimento. Com a adoção de medidas preventivas da Covid-19 para a segurança dos consumidores, o estabelecimento apresenta uma especial carta de vinhos e cardápio que além dos pratos queridinhos da Itália, inova com sabores que conversam com as gastronomias francesa e da Bahia.

Além da tradicional gastronomia italiana com especialidades e pratos muito pedidos, como o espaguete com frutos do mar e o risoto com funghi e camarão, o Maróstica está sempre inovando ao dialogar com outras gastronomias. “Fazemos também o carré francês, que é o carré de cordeiro e que tem uma saída espetacular; um prato de polvo acompanhado com risoto de limão siciliano; um risoto normal acompanhado com banana da terra que é o acompanhamento do bife de chorizo, entre outros… Nos adequamos à nossa região, com sabores italianos e também de outras nacionalidades, inclusive alimentos nossos, da Bahia”, destacou a chefe de cozinha e sócia proprietária, Alessandra Neres dos Santos Marino.

Ambiente confortável, agradável e com preços justos, o empreendimento está de portas abertas para bem receber a todos. “Estamos aqui para atender e servir bem a todas pessoas que vierem nos procurar, da melhor maneira possível. Queremos que o momento agradável de estar no Maróstica, possa ser sentido sem nenhum tipo de preconceito. Afinal, os bons momentos devem ser vividos sempre”, declarou a sócia proprietária Alessandra Marino, ao desmistificar a ideia do Maróstica como um lugar extremamente selecionado, caro e altamente sofisticado. “Somos um restaurante que há mais de 20 anos abraçou Ilhéus, e porque fazemos parte dessa história, somos abraçados pela cidade”, disse.

Alessandra já realizou quatro consultorias ofertadas pelo Sebrae, agora avança para a quarta fase de outro curso do Sebrae com empresa especializada em medidas preventivas do coronavírus. “Nossa tarefa é fazer tudo o que for possível para a prevenção da Covid-19, para que os clientes estejam num ambiente seguro, higienizado e conscientes de que nós realmente temos cuidado. Seremos ainda mais rigorosos com novos protocolos orientados pela consultora. Estamos seguindo tudo à risca, e, por isso, vamos receber um selo de certificação”, garantiu.

Com tapete sanitizante, aferição de temperatura, distanciamento entre as mesas, disponibilidade do álcool em gel 70% e colaboradores devidamente paramentados com luvas e máscara de proteção, o Maróstica funciona de domingo a domingo. De segunda a quinta-feira, o estabelecimento está em atividade das 19h às 22h30, na sexta e no sábado das 19h às 23h, e no domingo, funciona exclusivamente o serviço delivery das 11h30 às 14h.

Governo Federal viabiliza retomada do Exército Brasileiro às obras da FIOL


A visita de Bolsonaro marcou a assinatura de termo de parceria entre a Valec e o Exército Brasileiro para a construção do lote 6, próximo à Correntina/BA.

 

“Nós estamos retomando um trecho que estava parado. O Exército Brasileiro volta às obras ferroviárias depois de 20 anos. Nós não paramos absolutamente nada no momento da pandemia e isso foi muito importante porque mantivemos 1.200 pais de família trabalhando em um momento muito difícil”, afirmou o ministro da infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, durante visita, nesta sexta-feira (11), às obras de construção de um lote da Ferrovia de Integração Oeste-Leste (FIOL), em São Desidério/BA, ao lado do presidente Jair Bolsonaro.

A visita marcou a assinatura de termo de parceria entre a Valec e o Exército Brasileiro para a construção do lote 6, próximo à Correntina/BA. O 4º Batalhão de Engenharia de Construção, de Barreiras/BA, e o 2º Batalhão Ferroviário, de Araguari/MG, serão responsáveis pela conclusão do lote de 18 km, entre Bom Jesus da Lapa/BA e São Desidério/BA. A obra completa da FIOL terá aproximadamente 1.527 km e ligará o futuro Porto Sul, em Ilhéus/BA, à cidade de Figueirópolis, em Tocantins, com investimento previsto de R$ 8,9 bilhões.

Durante a agenda, o presidente e o ministro sobrevoaram o trecho onde o Exército vai atuar. Para Bolsonaro, a obra da ferrovia irá gerar emprego e renda para o município de São Desidério, além de trazer grande transformação ao setor ferroviário. “Nós resolvemos investir mais no modal, aproveitando obras que já estavam em andamento. O Brasil ganha. Nós temos tudo para revolucionar o meio de transporte do Brasil, no caso o ferroviário, um dos mais importantes para o país”, comemorou Bolsonaro.

FIOL – As obras da FIOL estão divididas em dois segmentos: FIOL 1, entre lhéus/BA e Caetité/BA, e FIOL 2, entre Caetité/BA e Barreiras/BA. Executada pela Valec Engenharia, Construções e Ferrovias S.A, empresa pública vinculada ao Ministério da Infraestrutura, a obra vai reduzir os custos de transporte de grãos, álcool e minérios destinados ao mercado externo. O município de São Desidério, por exemplo, é considerado o maior produtor de grãos do país – em 2019, o Produto Interno Bruto (PIB) agrícola da cidade chegou a R$ 3,63 bilhões, novo recorde para o agronegócio baiano.

A FIOL 1, com 537,2 km, deverá ser concedida à iniciativa privada ainda em 2020. O processo está em análise pelo Tribunal de Contas da União (TCU). Já a FIOL 2, com 485,4 km de extensão, conta com investimento de R$ 2,7 bilhões e encontra-se com 39% das obras executadas. Quando pronta, a ferrovia deve se tornar um importante caminho de escoamento do minério do sudoeste da Bahia (Caetité e Tanhaçu) e de grãos da região oeste do estado. Futuramente, a FIOL deverá se conectar à malha da Ferrovia Norte-Sul (FNS), o que trará vantagens competitivas e melhorias para logística nacional.

BENEFÍCIOS – Além de gerar 1.200 empregos, entre os benefícios esperados com a ferrovia, estão a redução dos custos de transporte de grãos, álcool e minérios destinados aos mercados interno e externo; a ampliação da produção agroindustrial da região; e a interligação dos estados de Tocantins, Maranhão, Goiás e Bahia aos portos de Ilhéus/BA e Itaqui/MA.

 

Republicanos realiza Convenção e lança candidatos a vereador em Ilhéus


Vereador Ivo Evangelista e o prefeito Mário Alexandre durante a convenção.

 

O plenário da Câmara Municipal de Ilhéus sediou a Convenção do Partido Republicanos na manhã desta quinta-feira (10). Na solenidade o diretório municipal do Republicanos lançou os nomes dos pré-candidatos a vereador do partido, além de passar orientações para as eleições deste ano. Várias autoridades participaram da convenção do Republicanos, entre elas o prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre, que destacou a contribuição da legenda para o desenvolvimento do município. “Reconhecemos no trabalho do partido Republicanos o compromisso com a cidade e com seus munícipes. Essa parceria tem sido importante para garantir obras e mais serviços para Ilhéus”, salientou o representante do Poder Executivo Municipal.

Entre os nomes lançados, foram 19 (dezenove) homens e 9 (nove) mulheres. São eles: Adir Pires Fontes de Oliveira, Augustto Leite de Araújo Júnior; Carlos Alberto Silva; Carlos José de Assis Barbosa; Eduardo Setuba dos Santos; Elifaz Pereira Anunciação; Fredson Santos Jovita; Hamilton Menezes Morais; Humberto José Andrade dos Santos; Ivo Evangelista dos Santos; José Almeida Silva; José Rodrigues dos Santos; Josenildo Jesus dos Santos; Lourival Leal Filho; Marcos Vinicius Santos Nascimento; Odailson Lelis Aranha; Porfírio Gonzaga dos Santos; Reinan Vieira dos Santos e Renildo Soares Santos. Entre as mulheres, foram apresentados os nomes de: Ana Paula Machado dos Santos Alexias, Crispina Bispo dos Santos Nascimento, Débora Palafoz Silva Santos, Eunice Jesus dos Santos Santana, Livia da Silva Santos, Maria da Glória Bigi dos Santos, Michelle Dias dos Santos, Sideildes Santos de Souza Sena e Siomara do Carmo Santos Silva.

Cai número de pessoas que estavam rigorosamente isoladas, diz IBGE


Rio de Janeiro.

 

Caiu em 2,8 milhões o número de pessoas rigorosamente isoladas da segunda para a terceira semana de agosto, passando de 44,4 milhões para 41,6 milhões, de acordo com a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad Covid-19). Desde meados de março, medidas de isolamento social foram recomendadas pelos governos estaduais e municipais para conter a propagação do novo coronavírus (covid-19).

A pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) também estimou em 4,5 milhões a população que não fez qualquer tipo de restrição na semana de 16 a 22 de agosto. O percentual representa estabilidade em relação à semana anterior.

De acordo com o IBGE, no mesmo período, aumentou em 1,9 milhão o número de pessoas que reduziram o contato, mas continuaram saindo ou recebendo visitas.

Para a coordenadora da pesquisa, Maria Lúcia Vieira, os dados apontam uma flexibilização do isolamento por parte da população. “De alguma forma, as pessoas estão flexibilizando as medidas de isolamento social, uma vez que aumenta o percentual de pessoas que estão tendo medidas menos restritivas e diminui o percentual daquelas que aplicam medidas mais restritivas de isolamento“, disse em nota.

Segundos os dados da Pnad Covid-19, o número de pessoas que estão saindo do isolamento vem aumentando pela terceira semana seguida. Da primeira para a segunda semana de agosto, 2,9 milhões de pessoas a mais afirmaram ter reduzido o contato, embora continuassem saindo ou recebendo visitas. A população que ficou em casa e só saiu por necessidade básica se manteve estável na terceira semana de agosto, com 87,6 milhões de pessoas nessa situação.

Mercado de trabalho

A Pnad Covid-19 estimou a população desocupada do país em 12,6 milhões na terceira semana de agosto, mantendo-se estável em relação à semana anterior. O número de pessoas ocupadas chegou a 82,7 milhões, o que representa estabilidade em relação à semana anterior.

“Há uma estabilidade geral nos indicadores de mercado de trabalho, mas olhando as variações, em termos de tendência, foi observada uma variação positiva na força de trabalho, que se deu em função do aumento no contingente da população ocupada”, disse a pesquisadora.

Segundo o IBGE, a população fora da força de trabalho também ficou estatisticamente estável em 75 milhões. “Na população fora da força [de trabalho], entre aqueles que gostariam de trabalhar, mas não tinham procurado trabalho justamente alegando a pandemia como o principal motivo, houve uma redução de cerca de 582 mil pessoas”, disse Maria Lúcia.

Estudantes

A pesquisa mostra ainda que o país tinha cerca de 46 milhões de estudantes matriculados em escolas ou universidades na terceira semana de agosto. Desses, 37,7 milhões tiveram atividades escolares em seus domicílios no período, um aumento de cerca de 921 mil pessoas em comparação com a semana anterior.

Segundo a pesquisadora, 7,3 milhões de pessoas não tiveram atividades escolares para realizar no período analisado. “Esse número representa 15,9% da população de 6 a 29 anos de idade que frequentava a escola”.

Prefeitura divulga balanço do trabalho nas praias de Ilhéus durante feriado da Independência


Foto divulgação.

 

O Corpo de Salva-vidas do município de Ilhéus divulgou nesta quinta-feira (10) o balanço do trabalho realizado nas praias durante o feriado prolongado da Independência, no último final de semana. Segundo Anderson Gusmão, chefe de Divisão de Salva-vidas, as equipes atenderam 15 ocorrências, com registro de 15 resgates, sendo um realizado com assistência prestada pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu192), 275 orientações sobre medidas de prevenção aos banhistas e seis orientações sobre uso de transporte na praia.

Islayla dos Santos Barreto, de 20 anos, moradora da cidade de Coaraci, sofreu afogamento na praia dos Milionários, mas foi resgatada com vida graças à supervisão contínua do grupo que atuava no local. A jovem mandou mensagem de agradecimento via WhatsApp ao salva-vidas responsável pelo resgate. “Sentimento de gratidão, o senhor salvou a minha vida, tentou me acalmar. Sem o senhor ao meu lado eu realmente não estaria mais aqui com a minha família. Eu vi a morte, mas as suas palavras fizeram manter os meus olhos abertos. Muito obrigada, o senhor me salvou e eu nunca vou esquecer isso”, disse.

Os salva-vidas também têm a função de instruir os banhistas com relação à importância de respeitar as sinalizações de bandeiras. As equipes trabalharam, excepcionalmente, das 9h às 17h, nos postos de Mamoã; Ponta da Tulha; Joia do Atlântico; Mar e Sol; São Domingos; Rotatória; Praia da Avenida; Praia do Cristo; Praia da Concha; Vietnã; Costa do Cacau; Guarany; Soro Caseiro; Gabriela; Palmito; Cururupe; Peixe na Brasa; Batuba e Cai n’ Àgua.

Nazal propõe ação judicial contra IBGE para correção dos dados populacionais de Ilhéus


Vice- prefeito, José Nazal, durante sessão na câmara.

 

Na última quarta-feira (09), o vice-prefeito de Ilhéus, José Nazal, foi ao plenário da Câmara de para explicar os dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) na última semana de agosto.

Segundo Nazal, as informações divulgadas pelo IBGE não condizem com a realidade do município e estão com erros de contagem. O vice-prefeito afirma que desde quando assumiu o cargo vem buscando maiores informações com os órgãos competentes sobre o decréscimo de habitantes em Ilhéus, mas não obteve respostas.

Como exemplo, Nazal citou que no ano de 2000, o povoado de Maria Jape estava com 209 domicílios e 811 habitantes. Dez anos depois, o instituto informou que o local possuía 70 casas e 180 habitantes.

O objetivo de Nazal é promover uma ação judicial para que o IBGE suspenda essa divulgação com base nos erros cometidos ou que congele os dados de 2020. “Temos argumentos fortes para barrar essa divulgação. Não é apenas por uma questão de estimativa, é por uma questão financeira para o município”, informou José Nazal.