Morre Pastor Antônio Neves, irmão de Adilson Neves, diretor da Rádio Baiana de Ilhéus


Pastor Antônio (à direita) acompanhado da esposa e filho.

 

É com profundo pesar que o Site Fábio Roberto Notícias lamenta o falecimento do Pastor Antônio Oliveira Neves, aos 57 anos de idade, irmão do diretor presidente da Rádio Baiana de Ilhéus, Adilson Neves, ocorrido por volta das 08hs desse domingo (20).

O líder eclesiástico estava internado no Hospital Regional Costa do Cacau há cerca de 30 dias, após ser acometido de um aneurisma, que resultou passar por delicada cirurgia, mas não resistiu e veio a falecer.

O corpo do Pastor Antônio está sendo velado na Igreja Assembleia de Deus Comunitária, na Rua da Horta, e o sepultamento ocorrerá nesta segunda -feira (21) no cemitério municipal do Basílio, às 10hs.

Ele deixa esposa, Ivana Miranda Neves, e filho, o advogado Maicon Neves.

Com informações do site Fábio Roberto Notícias.

Nota de pesar


Kadu Castro.

 

A Prefeitura de Ilhéus manifesta profundo pesar pelo falecimento do pré candidato a prefeito de Coaraci, Kadu Castro, ocorrido neste domingo (20), vítima da Covid-19. Kadu estava internado no Hospital Calixto Midlej Filho, em Itabuna. Ele era sobrinho de Josefina Castro, ex-prefeita de Coaraci, e trabalhou como Superintendente do Fundo Municipal de Saúde da Prefeitura de Ilhéus.

Neste momento de tristeza, a Administração Municipal presta as sinceras condolências e se solidariza com a dor de seus familiares e amigos por esta inestimável perda. Que Deus, em sua infinita misericórdia, conforte todos.

Cantor da banda Chicana morre em acidente de carro


Carro em que o cantor Tay estava capotou na BR-116, trecho entre Tanquinho e Feira de Santana — Foto: Reprodução/ Redes Sociais.

 

O cantor da banda baiana Chicana, Tarcísio Freitas de Oliveira, de 36 anos, morreu em um acidente de carro, na tarde deste sábado (19), na BR-116, trecho entre as cidades de Tanquinho e Feira de Santana, a cerca de 100 km de Salvador. A morte de Tay, como era conhecido no meio artístico, foi confirmada pela família.

De acordo com Edilson Freitas, irmão mais velho do cantor, Tay voltava da cidade de Candeal, que fica a cerca de 60 km de Feira de Santana, onde o artista morava. O cantor tinha se apresentado no município e retornava para casa quando o acidente aconteceu, por volta das 17h.

Ainda segundo Edilson, Tay tentou desviar de um carro que fazia uma ultrapassagem e o veículo que ele dirigia acabou capotando e saindo da pista. Ele viajava sozinho e morreu no local do acidente.

Uma equipe da Polícia Civil esteve no local do acidente para acompanhar a perícia e o levantamento cadavérico. O corpo de Tay foi levado para Instituto Médico Legal (IML) de Feira de Santana, e foi liberado na noite deste sábado. O local e horário do sepultamento ainda não foram definidos pela família.

Momentos antes do acidente, o cantor Tay postou uma selfie nas redes sociais com a legenda “Vou ali e volto já”. Em seguida, ele postou outra foto dele com parte da letra da música “O que é, o que é”, de Gonzaguinha. O trecho usado pelo cantor diz: “E a vida, e a vida o que é, diga lá meu irmão”. Depois, o artista ainda chegou a postar um vídeo em que mostra a estrada, durante a viagem de volta para casa, e no qual ele deseja bom final de semana aos seguidores.

Informações do G1/Bahia.

Dirigente do Flamengo defende volta da torcida aos estádios


Estádio do Maracanã.

 

Neste sábado (19), em coletiva à imprensa, o vice-presidente de Futebol do Flamengo, Marcos Braz, defendeu o retorno dos torcedores aos estádios. “A mágica do futebol, de todos os esportes, é o público”, pontuou o dirigente, mas sem abrir mão das precauções diante da pandemia que continua a fazer novos casos e óbitos. “Desde que tenha segurança, tem que ter público”, enfatizou.

O governador interino do Rio de Janeiro, Claúdio Castro, decretou o prosseguimento de medidas preventivas contra a doença até 6 de outubro, entre elas a não realização de eventos esportivos com a presença de público.

O mundo do futebol brasileiro está em polvorosa com a possível volta da torcida aos estádios para 4 de outubro, precisamente, no jogo Flamengo x Athletico-PR. A Federação de Futebol do Estado do Rio (Ferj) e o próprio poder municipal acenaram positivamente para esta possibilidade na última sexta.

A notícia gerou diferentes reações e a Confederação Brasileira de Futebol ainda não se manifestou. O presidente do Corinthians, Andrés Sanchez, disse que o time dele não vai entrar em campo. Já o Vasco entende que a presença do público precisa ser autorizada em todo o território nacional, sob o risco de se criar um desequilíbrio no esportivo.

A ideia é que é os jogos possam receber 30% da capacidade permitida de pessoas nas partidas e com todos os presentes usando máscaras. O Maracanã, por exemplo, poderia ter 22 mil pagantes para o evento, mesmo ainda em meio ao novo coronavírus (covid 19).

Segundo o último boletim da Secretaria de Estado de Saúde do Rio de Janeiro, foram registrados até agora 251.261 casos confirmados e 17.634 mortes devido à covid-19. Existem ainda 403 óbitos em investigação e 228.258 pacientes recuperados.