Bahia registra 29 óbitos e 3.330 novos casos de Covid-19 nas últimas 24h


A Bahia registrou nas últimas 24 horas 3.330 novos casos de Covid-19 e mais 29 óbitos pela doença, segundo dados divulgados hoje (8) pela Secretaria de Saúde do Estado.

Dos 428.034 casos confirmados desde o início da pandemia, 408.837 já são considerados recuperados e 10.723 encontram-se ativos. O número total de óbitos por Covid-19 na Bahia desde o início da pandemia é de 8.474.

Na Bahia, 33.356 profissionais da saúde foram diagnosticados com a Covid-19. Dos 1.835 leitos disponíveis para a Covid-19, 1.219 possuem pacientes internados. A taxa de ocupação de leitos de UTI adulto no estado para pacientes com coronavírus é de 79%, o que representa um crescimento de 2% em 24h.

Para acessar o boletim completo, clique aqui ou acesse o Business Intelligence.

Anvisa faz alerta sobre superfungo detectado em hospital privado em Salvador


O fungo foi detectado na última sexta-feira (4) no cateter de um paciente internado em um hospital privado da capital baiana.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) emitiu um alerta ontem (7) sobre uma investigação do primeiro caso positivo no país de Candida auris, fungo resistente a medicamentos que representa uma séria ameaça à saúde pública em virtude da taxa de letalidade próxima a 60%.

O fungo foi detectado na última sexta-feira (4) no cateter de um paciente internado em um hospital privado da capital baiana. Foram realizadas duas contraprovas, sendo uma no Laboratório Central de Saúde Pública da Bahia (Lacen-BA) e outra na Universidade de São Paulo, que é a referência nacional do Ministério da Saúde, testando positivo em todas as ocasiões.

De acordo com o alerta da Anvisa, o fungo apresenta resistência a vários medicamentos antifúngicos comumente utilizados para tratar infecções por Candida. Ele pode causar infecção em corrente sanguínea e outras infecções invasivas, sendo fatal, sobretudo, em pacientes com comorbidades. Também há uma propensão em causar surtos em decorrência da dificuldade de identificação oportuna pelos métodos laboratoriais rotineiros e de sua eliminação do ambiente contaminado.

Difícil detecção e controle

A identificação desse fungo requer métodos laboratoriais específicos uma vez que a Candida auris pode ser facilmente confundida com outras espécies de leveduras, tais como Candida haemulonii e Saccharomyces cerevisiae. Além disso, pode permanecer viável por longos períodos no ambiente (semanas ou meses) e apresenta resistência a diversos desinfetantes, entre os quais, os que são à base de quartenário de amônio.

O fungo foi identificado pela primeira vez em 2009 no canal auditivo de uma paciente no Japão. Desde então, houve casos identificados em países como Índia, África do Sul, Venezuela, Colômbia, Estados Unidos, Israel, Paquistão, Quênia, Kuwait, Reino Unido e Espanha.

MPF tem 66 investigações em andamento sobre desvio de recursos destinados para combater à covid-19 na Bahia


Imagem: Secom/PGR.

 

Às vésperas do Dia Internacional de Combate à Corrupção, celebrado em 9 de dezembro, o Ministério Público Federal (MPF) divulgou dados que evidenciam que não só os órgãos e entidades de saúde tiveram aumento de trabalho em razão da covid-19 no ano de 2020, na Bahia. O combate à corrupção também experimentou aumento de demanda na fiscalização da aplicação dos mais de R$2,5 bilhões* em recursos públicos já repassados para que os municípios da Bahia adotem as ações exigidas durante a pandemia.

Ao todo, 159 municípios baianos são alvo de apurações conduzidas pelo MPF que acompanham a devida aplicação dos recursos federais destinados ao combate do novo coronavírus. Os dados foram levantados na última semana de novembro, quando foram contabilizadas 66 investigações em andamento, todas abertas em 2020, durante a pandemia. Outras 1.298 apurações seguem sendo conduzidas no estado, apenas na área de Combate à Corrupção.

As investigações abrangem casos diversos, entre eles: aquisição superfaturada ou irregular de testes rápidos, equipamentos de proteção individuais, respiradores, e insumos para atendimentos pelo Sistema Único de Saúde; irregularidades na contratação ou superfaturamento de contratos para gestão ou reformas de unidades de saúde; pagamento a maior de diárias para profissionais da área; e fraudes em licitações com uso dos recursos emergenciais. O MPF apura, ainda, relatos de uso de recursos federais da merenda e do transporte escolar durante a pandemia, mesmo com as aulas suspensas.

Entre as apurações estão inquéritos instaurados preventivamente para acompanhar a aplicação dos recursos emergenciais pelos municípios baianos, investigações de representações enviadas por cidadãos (popularmente chamadas de denúncias) e apuração de notas técnicas emitidas por órgãos de fiscalização, que indicam indícios de irregularidades ou desvios de verbas federais destinadas às prefeituras em função da pandemia.

Dentre estas investigações, três já se tornaram ações civil públicas ajuizadas na Justiça Federal, visando a uma melhor aplicação dos recursos públicos do SUS e/ou a aplicação de sanções por ato de improbidade administrativa ao gestor público que praticou o desvio.

Informações do MPF/Bahia.

Rui e outros governadores pedem celeridade da Anvisa na aprovação de vacinas contra a Covid


Após confirmar que a Bahia vive uma segunda onda do novo coronavírus, o governador Rui Costa participou, nesta terça-feira (8), junto com gestores de outros estados, de uma reunião virtual com o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello. A principal reivindicação dos governadores é que a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprove e registre as vacinas com a maior rapidez possível.

Rui contou que o ministro confirmou que o Brasil fará a aquisição das vacinas, à medida que elas forem aprovadas e registradas pela Anvisa. “Por isso, nosso principal pleito é que esse registro seja feito com celeridade, assim que os laboratórios solicitarem, já que o Brasil, assim como outras nações, deve utilizar mais de uma vacina para imunizar a população. A Pfizer, por exemplo, acenou com a disponibilização de 70 milhões de doses para o Brasil, em um primeiro momento, sendo que cada indivíduo precisa de duas doses, e essa quantidade não cobre todos os brasileiros”, explicou o governador.

Rui também comentou que há atualmente 11 mil pessoas com vírus ativos na Bahia. “A taxa de transmissão segue crescendo e a elevação, ainda que pequena, no número de mortes, nos preocupa. A doença já está em todos os 417 municípios e uma contaminação desenfreada pode levar os serviços de saúde a um colapso. Em função disso, determinei que a Secretaria de Segurança Pública monitore propostas e convites para a realização de aglomerações, em ambientes fechados ou públicos, a fim de impedir a realização desses eventos. Além do que, também instruí o órgão a abrir processos criminais, na medida em que os responsáveis por essas aglomerações sejam identificados, não importando se são pousadas, boates ou até mesmo um cidadão com o som do carro alto ligado”, conclui.

Informações da Repórter: Renata Preza.

Vídeo: Sindpoc denuncia delegacia sem energia e trabalho à luz de vela na Bahia


Policiais Civis trabalham a luz de vela em Ipirá.

A Delegacia de Ipirá recebeu a visita do presidente do Sindicato dos Policiais Civis do Estado da Bahia (SINDPOC), Eustácio Lopes, que constatou que a unidade sofre com falta de energia.

Segundo o presidente, os policiais vêm trabalhando à luz de vela. A falta de energia e, consequentemente, de internet no local não afeta apenas os servidores, mas também os denunciantes. Três vítimas de violência doméstica não puderam ter suas medidas protetivas solicitadas.

Os presos também vivem em um ambiente totalmente escuro, correndo risco de vida e os policiais arriscam sua segurança ao precisar socorrer alguns detentos.

O SINDPOC gravou um vídeo onde pede, com urgência, que o Governo do Estado resolva esse problema tão simples, mas que afeta os policiais e a população de maneira drástica.

Vídeo:

Caminhoneiro inabilitado é detido na BR 101 transitando com CNH falsa


A Polícia Rodoviária Federal, na manhã dessa segunda-feira (7), deteve um homem em flagrante dirigindo com uma CNH falsificada. A ação aconteceu no Km 506 da BR 101, trecho do município de Itabuna, na Região Sul da Bahia.

Por volta de 09h00, policiais rodoviários federais em comando de fiscalização de trânsito, deram ordem de parada para um caminhão VW/24.280 CRM, conduzido por um homem de 51 anos. Foram solicitados os documentos do veículo e a CNH do motorista.

Após realizada a consulta nos sistemas da PRF, foi verificado que a carteira apresentada pelo condutor possuía sinais de adulterações e não tinha registro no banco de dados dos órgãos de trânsito.

Tendo em vista os indícios de se tratar de documento falso, o condutor foi encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil de Itabuna (BA) e apresentado à autoridade da Polícia Judiciária, para formalização dos procedimentos cabíveis. Fazer uso de qualquer papel falsificado ou alterado é crime previsto no art. 304 do Código Penal e tem como pena de 2 a 6 anos de reclusão, e multa.

Caixa começa a pagar hoje abono do PIS em poupança digital


Os trabalhadores com carteira assinada sem conta na Caixa Econômica Federal poderão receber o abono salarial 2020/2021 sem a necessidade de ir a uma agência. A partir de hoje (8), o banco depositará o benefício do Programa de Integração Social (PIS) na conta poupança social digital.

As contas foram abertas de forma gratuita pela Caixa, sem a necessidade de apresentação de documentos. O pagamento pela poupança digital foi autorizado pela Lei 14.075/2020, sancionada no fim de outubro, que autoriza permanentemente o pagamento de diversos benefícios sociais e trabalhistas por meio eletrônico.

O trabalhador poderá movimentar o dinheiro por meio do aplicativo Caixa Tem, que permite o pagamento de boletos bancários, de contas domésticas e compras em lojas parceiras. O aplicativo também permite até três transferências gratuitas por mês para qualquer conta bancária.

Quem não tiver conta poderá gerar um token (chave eletrônica) no Caixa Tem para saques em terminais de autoatendimento, unidades lotéricas, correspondentes Caixa Aqui e agências.

Ministério da Saúde anuncia acordo com Pfizer para a compra de vacinas contra a Covid-19


O Ministério da Saúde informou na noite desta segunda-feira, 7, que entrou em acordo com a Pfizer para a compra de 70 milhões de doses da vacina contra a Covid-19 desenvolvida pela farmacêutica norte-americana e o laboratório alemão BionTech. Segundo a assessoria de imprensa da pasta, todos os termos do contrato serão finalizados até o início da próxima semana. “O governo brasileiro e a Pfizer avançam nas tratativas na intenção de compra de 70 milhões de doses da vacina da Pfizer e Biontech contra a Covid-19, a ser fornecido em 2021. Os termos já estão bem avançados e devem ser finalizados ainda no início desta semana com a assinatura do memorando de intenção.”

Nesta segunda-feira, o governo de São Paulo anunciou que começará a vacinação com o imunizante Coronavac em 25 de janeiro. Horas depois, a Anvisa informou que não recebeu os resultados da fase 3 da vacina. No Reino Unido, o imunizante da Pfizer será distribuído a partir desta terça-feira, 8, nos territórios da Inglaterra, País de Gales, Escócia e Irlanda do Norte. Na semana passada, autoridades do país aprovaram o uso emergencial do imunizante desenvolvido pela Pfizer em parceria com o laboratório BioNTech. Segundo o ministro da Saúde britânico, Matt Hancock, este será o “Dia V”, em alusão ao 8 de maio, data que marcou o fim da Segunda Guerra Mundial na Europa.

Morre aos 58 anos o ator Eduardo Galvão, em decorrência da covid-19.


Morreu na noite desta segunda-feira, aos 58 anos, o ator Eduardo Galvão. O ator estava internado havia uma semana no Hospital Unimed, na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio de Janeiro, por causa do coronavírus.

Ele deu entrada com cerca de 50% dos pulmões comprometidos,e foi intubado na última terça-feira (1).

A informação foi confirmada pela família para amigos mais próximos por volta da meia-noite.

Seu último trabalho na TV foi na novela Bom Sucesso (2019).