Ilhéus: HRCC será ampliado e inauguração do Hospital da Mulher acontece em abril


Obras no Antigo Hospital Regional Luiz Viana Filho, hoje Hospital da Mulher será inaugurado em Abril.

Uma comitiva de autoridades municipais e do Estado da Bahia realizou uma vistoria nesta terça-feira (12) no primeiro Hospital da Mulher materno infantil de alta complexidade da região Sul e uma reunião no Hospital Regional Costa do Cacau (HRCC), em Ilhéus. O secretário de Saúde do Estado da Bahia, Fábio Vilas-Boas, acompanhado pelo deputado federal Paulo Magalhães, do prefeito e vice-prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre e Bebeto Galvão, e pelo prefeito de Itabuna, Augusto Castro, anunciou a ampliação de leitos do HRCC e que o Hospital da Mulher está previsto para ser inaugurado em abril próximo. A visita se estendeu para as unidades hospitalares da Santa Casa de Misericórdia e do Hospital de Base no município de Itabuna.

“O Governo do Estado vai ampliar o Hospital Costa do Cacau com mais 80 leitos para desafogar a região. Estamos trabalhando para ampliar a oferta de serviços e manter o hospital dentro da alta complexidade”, disse o secretário Fábio Vilas-Boas, ao informar que a Sesab antecipou o processo de ampliação fase 2 do HRCC para 2021, que aconteceria somente em 2022.  “Lá para o mês de abril desse ano, vamos inaugurar o hospital materno infantil, uma unidade com 100 leitos destinados ao atendimento de cirurgia pediátrica, pediatria e toda a complexidade e obstetrícia incluindo neonatal”, acrescentou o secretário de Saúde.

O prefeito Mário Alexandre demonstrou otimismo sobre a união de Ilhéus com o município de Itabuna para o fortalecimento da saúde regional. “A ampliação de leitos do Hospital Costa do Cacau vai melhorar a qualidade do atendimento da alta complexidade. Nossa região também ganha muito com o hospital da mulher em Ilhéus, sendo referência para o Sul da Bahia. Além disso, com mais 5 postos de saúde que serão construídos na nossa cidade, vamos aumentar nossa cobertura da atenção básica de 56% para 75%, o que vai melhorar a saúde do nosso povo e  ajudar a desafogar a demanda ambulatorial do HRCC”, informou.

Confira as vagas de emprego oferecidas pelo SineBahia em Ilhéus


Vagas de emprego.

O SineBahia divulgou as vagas de emprego disponíveis para esta quarta-feira (13) em Ilhéus.

Os interessados devem se apresentar a uma unidade do órgão com carteira de trabalho, RG, CPF, comprovante de residência e certificado de escolaridade e laudo médico (PCD).

O SineBahia informa que as vagas divulgadas são apenas algumas entre as disponíveis.

Em Ilhéus, a unidade do SineBahia fica no SAC sala 14, situada à Rua Eustáquio Bastos, 308 Centro.

VAGAS:

PCD AUXILIAR ADMINISTRATIVO
VAGA EXCLUSIVA PARA PCD
Ensino médio completo ou ensino superior cursando ou completo
Experiência mínima de 6 meses comprovada na carteira
01 VAGA

OPERADOR DE MÁQUINA DE EMBALAR
Ensino médio completo
Experiência mínima de 6 meses comprovada na carteira
01 VAGA

MARCENEIRO DE MÓVEIS
Ensino fundamental incompleto
Experiência mínima de 6 meses na função
01 VAGA

AUXILIAR DE TÉCNICO DE CONTROLE DE QUALIDADE
Ensino médio completo
Experiência mínima de 6 meses comprovada na carteira
01 VAGA

MANICURE
Ensino fundamental completo
Experiência mínima de 6 meses na função
01 VAGA

CABELEIREIRA
Ensino fundamental completo
Experiência mínima de 6 meses na função
01 VAGA

ANALISTA DE SUPORTE TÉCNICO
Superior Completo em Engenharia Elétrica
Experiência mínima de 06 meses na carteira
Possuir conhecimento em Sistema SAP
01 VAGA

DESENHISTA INDUSTRIAL GRÁFICO ( DESIGNE GRÁFICO )
Ensino Médio Completo
Experiência mínima de 6 meses na Função
Possuir Conhecimento em Corel Draw
01 VAGA

MONTADOR DE ESTRUTURAS METÁLICAS
Ensino Fundamental Completo
Experiência mínima de 6 meses na carteira
Possuir curso de NR35
01 VAGA

SOLDADOR
Ensino Fundamental Completo
Experiência mínima de 6 meses na carteira
01 VAGA

PINTOR DE ESTRUTURAS METÁLICAS
Ensino Fundamental Completo
Experiência mínima de 6 meses na carteira
01 VAGA

Prefeitos de Ilhéus e Itabuna se reúnem para discutir estratégias e ações de governo


Bebeto Galvão, Augusto Castro, e Mário Alexandre.

Na tarde de segunda-feira (11), o prefeito Mário Alexandre e o vice Bebeto Galvão receberam a visita do prefeito Augusto Castro, eleito em Itabuna e correligionário no Partido Social Democrático (PSD). Na ocasião, os gestores discutiram ações em prol dos municípios e estratégias voltadas para o crescimento da região Sul da Bahia, que possui as duas cidades como principais vetores de desenvolvimento econômico e social.

“Para nós é uma honra ter um colega de partido, amigo e com os mesmos interesses na reconstrução da nossa região. Buscaremos parcerias jamais vistas em vários governos que passaram”, frisou Mário Alexandre. Augusto Castro, por sua vez, destacou a importância dos investimentos angariados para Ilhéus nos últimos quatro anos, que de acordo com ele demonstram a capacidade político-administrativa do chefe do Poder Executivo local.

“Quero agradecer a recepção do prefeito Mário Alexandre e dizer da importância de Ilhéus e Itabuna se unirem num projeto de desenvolvimento regional. Estamos tratando desse alinhamento, porque Mário tem realizado muito pela saúde, educação, ação social e saúde, principalmente nesse momento de pandemia”.

O gestor ilheense acrescentou que o trabalho articulado entre municípios vai atrair um pacote expressivo de recursos do ponto de vista econômico, comercial e industrial. “Que Deus nos dê muita sabedoria e saúde para que possamos estar unidos e trazer grandes investimentos com o governador Rui Costa, um grande parceiro da nossa região, os senadores Otto Alencar e Ângelo Coronel, os nossos deputados e todos que estejam dispostos a ajudar”.

A saída da Ford do Brasil/Bahia é uma soma de incompetências


Editorial do Blog Agravo.

Já dizia minha avó: “quem tem um não tem nenhum”. A vinda da Ford foi paradigmática, à revelia do senso comum, instalou-se a primeira montadora de carro do Norte-Nordeste, mérito, à época, do velho ACM. O PT, todos sabem, votou contra. Os parlamentares do PT da Bahia votaram contra, com destaque para Jaques Wagner e seu uso frenético da tribuna do congresso contra a vinda da Ford para Bahia, anos depois Wagner viraria Governador.

O projeto Ford/BA cumpriu sua missão inicial, mudou o perfil da indústria baiana, antes atrelada a insumos, passando processo para produção de produtos de alto valor agregado, trazendo, a seu reboque, todo um segmento até então inexistente, a exemplo da indústria de pneus, autopeças, espumas, dentre outras.

Havia uma obviedade no sucesso. Para se consolidar esse novo perfil industrial, seria imperioso trazer outras indústrias automobilísticas. Eis que o governo Jaques Wagner anuncia a vinda da indústria Chinesa JAC Motors, com direito a solenidades, propaganda em TV e até “enterro de carro”. A indústria não veio e virou um grande mico do petismo baiano.

Paralelamente, sob fortes incentivos do governo Lula, Pernambuco recebe praticamente de uma só vez, 02 (duas) indústrias de automóveis, a FIAT/JEEP e a Hyundai. Pernambuco, até então “virgem”, ganhou duas indústrias.

O fato é que, a primeira incompetência nesse processo tem o DNA do PT local, que incapaz de encarar o “Coronel Lula”, deixou um nicho industrial de alta transformação reduzida a uma única empresa. Na época o Governador Jaques Wagner fazia questão de ressaltar os laços de amizade com o então presidente Lula, aparentemente, essa amizade se limitava a bons whiskies.

A segunda incompetência também tem o carimbo petista. Não se pode negar que o processo de desindustrialização do Brasil vem acontecendo há anos, fruto de uma legislação complexa e um sistema de logística ineficiente e caro, o que pode ser reduzido no denominado “custo Brasil”. Em 14 anos no poder, refém de sindicatos e surfando na popularidade de programas sociais, o PT abandonou a indústria, em especial, aquelas com alta tecnologia.

O governo do PT foi incapaz de fazer a leitura do cenário internacional no tempo certo. Não percebeu o quão competitiva a indústria ficou a partir do “fator China” (custo baixo de produção). Se negou a revisar as relações trabalhistas concebidas em 1941 e sucumbiu à incapacidade gerencial de dinamizar o custo de logística. Hoje pagamos o preço.

O terceiro fator da incompetência, sem dúvida, fica nas mãos da dupla Bolsonaro/Guedes. O primeiro pela permanente instabilidade política, timidez no avanço de projetos e reformas, resistência às práticas de sustentabilidade exigidas pelo mercado mundial, dentre outros. Já Paulo Guedes pecou aos montes. Primeiro pela incapacidade de implementação da prometida agenda liberal. Não se avançou 1 cm nas privatizações, tampouco na reforma tributária e pra piorar, o dólar simplesmente estourou as previsões mais pessimistas.

Em relação ao dólar, sem dúvida, o governo Bolsonaro conseguiu o fenômeno de encontrá-lo a R $3.80, que hoje está no valor de 5.40. O real foi a moeda que mais se desvalorizou no mundo, perdendo para moedas como da falida Argentina, mesmo tendo declarado calote na dívida. A famosa frase de Paulo Guedes que o dólar só romperia a casa dos 5 reais apenas se o Governo fizesse muita besteira se confirmou… o Governo fez muita besteira.

Com dólar oscilando na casa dos R$ 5.50, a indústria de alto valor agregado foi inviabilizada, afinal, existe uma cadeia global de suprimentos, atrelada ao dólar. A disparidade da moeda norte-americana vai assim desmontando a indústria de maior complexidade tecnológica. O Brasil caminha para virar uma grande fazenda. Com dólar tão alto associado ao Custo Brasil, nosso destino será produzir e vender cana de açúcar, aço, carne … isso, se os países ainda aceitarem as idiossincrasias do relacionamento internacional do atual presidente.

MEC abre inscrições para seleção de bolsistas do ProUni


Interessados em participar da primeira seleção de bolsistas do Programa Universidade Para Todos (ProUni) podem se inscrever a partir de hoje (12), até a próxima sexta-feira (15). 

Segundo o Ministério da Educação (MEC), as instituições particulares de ensino superior que participam do programa oferecerão 162.022 bolsas de estudo, sendo 76.855 integrais e 85.167 parciais, com 50% de desconto sobre o valor do curso.

A relação das instituições e dos cursos disponíveis pode ser consultada na página do programa na internet. Também é possível pesquisar as opções ofertadas por cidades e por tipo de bolsa (integral e parcial), modalidade (presencial e a distância).

De acordo com o MEC, os estados com os maiores números de bolsas ofertadas são São Paulo, Minas Gerais, Paraná e Rio Grande do Sul.

Veja abaixo a tabela de oferta de vagas por estado:

Estado Bolsas integrais Bolsas parciais total
SP 24.564 16.773 41.337
MG 7.056 11.190 18.246
PR 5.822 8.845 14.667
RS 5.272 5.253 10.525
BA 3.993 5.929 9.922
RJ 3.090 4.979 8.069
GO 2.221 5.072 7.293
SC 3.793 2.138 5.931
MA 1.320 4.608 5.931
PE 2.298 3.013 5.311
PA 2.971 1.340 4.311
ES 1.917 2.669 4.162
CE 1.917 2.186 4.103
DF 1.498 2.480 3.978
PB 1.180 1.317 2.497
RO 959 1.348 2.307
MT 1.332 965 2.297
PI 737 1.092 1.829
MS 929 853 1.782
AC 554 792 1.346
RN 729 463 1.192
AM 1.008 147 1.155
SE 297 703 1.000
AL 513 462 975
TO 566 298 864
AP 378 132 510
RR 365 120 485
TOTAL 76.855 85.167 162.022

Para concorrer às bolsas integrais, o estudante deve comprovar que sua renda familiar bruta mensal não excede 1,5 salário mínimo (R$ 1.650) por pessoa. Para as bolsas parciais, a renda familiar bruta mensal deve ser de até três salários mínimos por pessoa (R$ 3.300). O candidato também precisa ter feito a edição mais recente do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), ter alcançado, no mínimo, 450 pontos de média das notas e não ter tirado nota zero na redação.

Além disso, o interessado deve ter cursado o ensino médio completo em escola da rede pública ou em escola da rede privada, desde que na condição de bolsista integral da respectiva instituição. Professores da rede pública de ensino também podem disputar uma bolsa – e, nesse caso, não se aplica o limite de renda exigido dos demais candidatos.

Como o resultado do Enem de 2020 só será divulgado após o término do processo seletivo, neste semestre, excepcionalmente, os interessados serão selecionados de acordo com as notas do Enem de 2019. O Enem 2020 será aplicado na versão impressa nos dias 17 e 24 de janeiro e, na versão digital, nos dias 31 de janeiro e 7 de fevereiro. Algumas entidades, no entanto, entre elas a União Nacional dos Estudantes (UNE) e a Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), tentam obter, na Justiça, o adiamento das provas em virtude dos reflexos da pandemia de covid-19.

O resultado da primeira chamada será divulgado neste mês, no dia 19. O ProUni oferece mais duas oportunidades para os candidatos concorrerem às bolsas de estudo, que são a segunda chamada e a lista de espera. O cronograma completo também pode ser consultado na página do programa.

* Com informações da assessoria de imprensa do MEC.