Vídeo: Ex- assessoras acusam vereador Luca Lima de assédio moral e sexual, e rachadinha do salários


Vereador Luca Lima é acusado por assessoras de Rachadinha, assédio Moral e Sexual.

No final desta sexta-feira (09), mais um escândalo atingiu a Câmara de Vereadores de Ilhéus, dessa vez na nova legislatura. Ex-assessoras acusam o vereador Luca Lima (PSDB), de assédio moral, sexual, desvio de funções, além de rachadinha.

A denúncia foi publicada pelo repórter Oziel Aragão, que traz depoimentos de três assessoras parlamentares, contratadas pelo edil para função parlamentar na Câmara Municipal, mas exerciam, na prática, atividades de empregadas domésticas, em imóveis diversos, sem relação com o órgão público municipal, a exemplo de clínica de reabilitação de propriedade do vereador.

Uma das assessoras relata na reportagem o assédio sexual do parlamentar “fiz a bariátrica, emagreci, mas o meu pênis está grandão, viu?”, relatou.

O vereador ficou conhecido pelo discurso moralista e ético, durante a pré-campanha. Luca Lima está no seu primeiro mandato,  há apenas quatro meses no legislativo ilheense.

O Blog Agravo apurou que a denúncia de hoje é apenas a “ponta do iceberg”, e pode trazer sérios problemas partidários ao edil.

O Blog Agravo entrou em contato na noite desta sexta-feira (09), com o presidente da executiva municipal, Alan Marinho, que afirmou estar surpreso com as denúncias contra o vereador, e classificou como graves.

“Já entramos em contato com a direção estadual do PSDB, que vai direcionar a executiva municipal em Ilhéus como proceder”, explicitou Alan Marinho.

O Blog Agravo tentou contato com o vereador, mas não houve êxito. O espaço está aberto para a defesa do vereador.

Confira a reportagem exclusiva de Oziel Aragão  no vídeo abaixo:

Aneel proíbe corte de luz de família de baixa renda; medida vale até 30 de junho


A diretoria da Agência Nacional de Energia Elétrica – ANEEL decidiu nesta sexta-feira (26/3) suspender o corte de energia dos consumidores de baixa renda, por inadimplência, em todo o Brasil.

A medida vale até 30 de junho, para os consumidores da tarifa social de energia elétrica, contemplando aproximadamente 12 milhões de famílias.

“Essa é uma contribuição do setor elétrico para o enfrentamento da pandemia, para atenuar os efeitos dela para os consumidores mais carentes”, disse o diretor-geral da ANEEL, André Pepitone.

A tarifa social é uma política pública que concede descontos na conta de luz para as famílias de baixa renda. Com ela, o consumidor recebe um abatimento mensal na conta de luz que varia de acordo com a tabela de consumo. Têm direito ao desconto as famílias inscritas no Cadastro Único com renda mensal menor ou igual a meio salário-mínimo por pessoa, ou famílias com portador de doença que precise de aparelho elétrico para o tratamento – nesse caso, com renda mensal de até três salários-mínimos. Também têm direito as famílias com integrante que receba o Benefício de Prestação Continuada. Veja um vídeo educativo sobre a tarifa social.

“A sociedade brasileira se deparou com o agravamento da pandemia, que afeta, de forma mais Intensa, a parcela mais pobre da população, para a qual a fatura de energia representa uma proporção mais significativa do orçamento familiar”, afirmou o diretor-relator da questão, Sandoval Feitosa.

A decisão de hoje da ANEEL não isenta esses consumidores do pagamento pelo serviço de energia elétrica, mas tem como objetivo garantir a continuidade do fornecimento àqueles que, neste momento de pandemia, não tem condições de pagar a sua conta.

Também está vedado o corte de energia de unidades consumidoras com equipamentos vitais à preservação da vida e dependentes de energia elétrica, além de unidades de saúde, a exemplo de hospitais e centros de produção, armazenamento e distribuição de vacinas.

Outra medida importante para as famílias de baixa renda é a manutenção dos descontos tarifários, considerando a suspensão das ações de averiguação e de revisão cadastral do Cadastro Único pelo Ministério da Cidadania.

Outro ponto que beneficia todos os consumidores e as distribuidoras é a suspensão do prazo para o corte de energia de faturas antigas. Com isso, os consumidores passam a dispor de mais tempo para quitar suas contas e as distribuidoras podem direcionar equipes para atividades mais prioritárias.

As medidas aprovadas nesta sexta terão validade até 30 de junho de 2021, podendo ser reavaliadas ou prorrogadas a depender da evolução da pandemia no país. Para viabilizar essas providências, durante esse prazo de vigência da resolução, as distribuidoras podem suspender o pagamento das compensações por eventual má qualidade do serviço. Até 31 de dezembro de 2021, as distribuidoras deverão creditar as compensações não pagas aos consumidores. O índice de correção será deliberado pela diretoria da ANEEL ainda este ano, quando for votada a consolidação das regras de atendimento ao consumidor de energia elétrica.

O funcionamento dos postos de atendimento presencial e de outros canais está mantido, bem como todas as demais regras de prestação do serviço público. As distribuidoras poderão deixar de cumprir alguma de suas obrigações somente em caso de decretação local de medidas de restrição pelo poder público competente que afetem a prestação do serviço público.

Exército vai gastar R$ 80 mil em miniaturas de bonecos tipo Rambo


O Exército brasileiro vai gastar R$ 730 mil em brindes e materiais para fotografia, segundo informações da coluna Radar, da revista Veja. Somente com bonecos de soldados em miniatura, de dois tipos, em forma de Rambo, serão gastos R$ 80 mil.

A lista ainda inclui 110 ‘kits para churrasco’, acondicionados em uma maleta de alumínio, com uma gravação a laser na tampa e com o brasão do Exército. Os kits irão custar R$ 18,4 mil. Também serão comprados outros brindes, como canetas, bonés e placas de todo o tipo.

Ainda segundo a coluna, a compra está sendo feita pelo Batalhão Mauá, de Araguari (MG), mas os produtos deverão ser distribuídos para outras unidades do Exército.

Informações da Revista Veja.

Vídeo: Deputado denuncia quadriciclos do Corpo de Bombeiros abandonados em condomínio de ex-secretário


Em um vídeo divulgado neste domingo (24) nas redes sociais, o deputado estadual, Soldado Prisco, denunciou que dois quadriciclos do Corpo de Bombeiros da Bahia estão abandonados no Condomínio Quinta de Sauípe.

Segundo Prisco, os dois quadriciclos estão abandonados há dois meses em uma residência que é de propriedade do ex- secretário de segurança pública da Bahia, Maurício Barbosa.

Exonerado em dezembro do ano passado, Maurício Barbosa é investigado na Operação Faroeste, que apura um esquema de manipulação e venda de sentenças no Tribunal de Justiça da Bahia.

Vídeo:

Vídeo: DPT reutiliza armas de outra instituição e entrega aos Peritos da Polícia Civil, denuncia o Sindpoc


Uma das muitas armas entregue aos Peritos, com o Brasão da Polícia Militar. Foto ascom da Associação.

 

O Departamento de Polícia Técnica entregou aos Peritos que atuam em perícias externas armas velhas, oxidadas, com marcas de uso,  e eficiência duvidosa, reaproveitadas da Polícia Militar. Estas armas não estão registradas no SINARM, órgão que certifica a qualidade e controla a entrega de armas aos Policiais Civis no Estado da Bahia.

Segundo o  presidente do Sindpoc, Eustácio Lopes, essa situação é esdrúxula! E a direção do DPT da Bahia precisa explicar o porquê. Pois, o armamento é essencial à atividade policial, bem como um direito dos Peritos previsto na Lei Orgânica da Polícia Civil. Porém, fornecer armamento usado, velho, oxidado, sem munição está mais para um ato punitivo, além de colocar em risco a vida dos Peritos. Agora, só resta a direção do DPT,  cumprir o que preceitua a Lei Orgânica, e de forma responsável recolher as armas distribuídas e fornecer imediatamente armas novas e munições, ao menos”.

É importante lembrar, que recentemente o DPT recebeu uma quantidade significativa de armas e munições novas, porém, não usou de critérios objetivos para distribuí-las. Já que, quase a totalidade das armas distribuídas, foram entregues aos servidores que ocupam cargos de confiança dentro do departamento, ou seja, não realizam atividades ou atuam em locais de crimes, logo não estão expostos diuturnamente ao risco de morte, inerentes à atividade policial.

Diante desse ato arbitrário e contrário ao que determina a Lei Orgânica, e por considerar um atentado contra à vida dos Peritos, o SINDPOC oficiou à recém empossada Delegada-Geral, Heloísa Brito, solicitando que a Polícia Civil seda armas disponíveis no seu paiol para estes policiais, a fim de sanar este absurdo.

Vídeo:

Família diz que bebê ‘nasceu morto’ por demora no atendimento médico


Maternidade Santa Helena.

 

A família de uma mulher que estava com 9 meses e 5 dias de gravidez, afirma que o filho dela “nasceu morto”, por causa da demora no atendimento na Maternidade Santa Helena, em Ilhéus, no sul da Bahia.

De acordo com o esposo da vítima, que preferiu não revelar a identidade, a gestante foi encaminhada para maternidade o dia 30 de dezembro, mas os médicos a mandaram de volta para casa.

Dois dias depois, de acordo com a família da gestante, a mulher se sentiu mal e voltou para a maternidade, só que ao chegar na unidade foi descoberto que o bebê já estava morto dentro da barriga.

Então, a família entrou em contato com a secretario de saúde, Geraldo Magela, e conseguiu a internação da gestante na manhã do dia 1° de janeiro.

A mãe passou por um processo de indução para expulsar o bebê na sexta-feira (8). O filho só foi retirado na manhã deste sábado (9). A família fez um boletim de ocorrência por omissão de socorro.

Segundo o secretário de saúde de Ilhéus, Geraldo Magela, o procedimento de indução e tempo de espera é uma decisão médica, que pode durar até quatro dias. Só após esse prazo é recomendado a cirurgia.

Magela também disse que o caso da gestante está sendo acompanhado pelo Ministério Público (MP), porque existe uma acusação de omissão de socorro pela Santa Casa, que não recebeu ela nos dias 30 e 31 de dezembro.

Informações da TV Santa Cruz/G1.

Trinta cães e gatos são resgatados após serem mantidos presos, acorrentados e quase sem alimentação em Ilhéus


Trinta cães e gatos são resgatados após serem mantidos presos, acorrentados e quase sem alimentação — Foto: Reprodução / TV Santa Cruz.

 

Trinta cães e gatos que estavam sendo mantidos presos, acorrentados e quase sem alimentação, em barracos, na cidade de Ilhéus, sul da Bahia, foram resgatados nesta quinta-feira (10), por equipes da Polícia Ambiental e da Unidade de Vigilância em Zoonoses. A mulher que mantinha os animais em situação de maus-tratos foi levada para a delegacia.

O caso aconteceu na localidade conhecida como Alto do Iraque, no Banco da Vitória. Dentro dos barracos, os policiais encontraram 13 cachorros amontoados e acorrentados. Todos os animais estavam magros e com sinais de estresse.

De acordo com a Comissão de Defesa dos Animais da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Subseção Ilhéus, que denunciou o caso, 30 animais foram encontrados em situação de maus-tratos, nove deles eram gatos que estavam presos dentro de caixas.

Os 30 animais viviam em dois barracos com pouca estrutura e com pouca alimentação. Um deles era uma cadela, que tinha acabado de dar à luz cinco filhotes. Ela estava bastante magra e precisa de alimentação para se fortalecer e dar alimento aos filhos.

A Vigilância em Zoonoses comunicou a denuncia de maus-tratos à Secretaria de Meio Ambiente de ilhéus, que é responsável pela proteção e defesa dos animais. Essa comunicação foi feita dia 26 de novembro, mas até o momento, o órgão municipal não deu resposta.

Na quarta-feira (9), um novo ofício foi encaminhado pela unidade informando a falta de um abrigo municipal para receber os animais domésticos e a superlotação das associações protetoras dos animais.

O secretário de meio ambiente de Ilhéus, Mozart Aragão, disse que os animais domésticos não são de responsabilidade da secretaria, apenas os silvestres, mas que está tentando conseguir um lugar para abrigar os cães e gatos.

A mulher que foi levada pela Polícia Ambiental e os representantes dos órgãos responsáveis pelo resgate foram até a delegacia prestar depoimento. Os animais também foram levados para o local.

Matéria do G1/Bahia e TV Santa Cruz.

Sem sanitário, policiais civis de Itabuna são obrigados a usar muros para fazer xixi


O presidente do Sindicato dos Policiais Civis da Bahia, Eustácio Lopes, gravou vídeo, onde mostra mais um descaso do governo do PT/Rui Costa com os policiais civis. De acordo com Eustácio, os policiais são obrigados a fazer suas necessidades básicas no muro da 6ª Coorpin/Itabuna, por falta de banheiros.

No vídeo, o presidente afirma que só os delegados dispõe de banheiro privativo em seus gabinetes, enquanto os investigadores e escrivães são submetidos a exposição, constrangimento e humilhação.

O Sindpoc solicita da gestão da Polícia Civil providências imediatas.

Vídeo: 


Ascom Sindpoc

Golpistas exploram pré-cadastro no Pix para roubar credenciais, alerta Kaspersky


Especialistas identificaram uma campanha de phishing com objetivo de coletar possíveis senhas de acesso das vítimas.

 

O Pix – sistema de pagamentos eletrônicos do Banco Central – sequer começou a funcionar e os cibercriminosos já se aproveitaram do anúncio da ferramenta para lançar iscas pela internet. Especialistas da Kaspersky identificaram, nesta semana, uma campanha de phishing solicitando o pré-cadastro para o sistema. De acordo com Fabio Assolini, analista da empresa de cibersegurança, o objetivo seria coletar dados bancários e pessoais (como senhas de conta, celular e CPF), para que os golpistas possam ter acesso a uma futura conta Pix da vítima e, assim, efetuar transações em seu nome.

“O e-mail que identificamos usava o nome de um banco popular e trazia um link para que o usuário fizesse o cadastro na conta Pix. O link em questão era direcionado a um site falso que simulava o banco e pedia que a vítima inserisse a sua senha bancária, além do número do celular e do CPF, que serão usados como chaves de identificação dentro do PIX”, explica o analista sênior de cibersegurança da Kaspersky .

Com previsão de entrar em funcionamento a partir do final de outubro, a nova ferramenta de pagamentos do BC tem o objetivo de trazer mais agilidade nas transações bancárias. Para isso, permitirá que clientes dos principais bancos do País utilizem chaves para pagamentos e transferências (não sendo mais necessário informar números do banco, da agência e da conta, por exemplo). Entre as chaves possíveis estão o CPF (ou CNPJ) e o número de telefone. Por isso, o interesse dos criminosos em coletar os dados.

“Recomendamos que as pessoas que queiram cadastrar as suas chaves procurem diretamente a página da instituição. Tenham cuidado com os convites de pré-cadastro recebidos, pois eles podem ser falsos”, alerta Assolini.

Brasileiros entre as maiores vítimas de phishing

De acordo com o relatório recente publicado pela Kaspersky, os brasileiros estão entre os principais alvos de phishing no mundo. Cerca de um a cada oito usuários de internet do País (13%) acessaram, de abril a junho deste ano, ao menos um link que direcionava a páginas maliciosas. O índice está bem acima da média mundial – 8,26%, no mesmo período – e coloca o Brasil como o quinto país com maior proporção de usuários atacados.

Para se proteger dos ataques de phishing financeiros, os especialistas da Kaspersky aconselham que os usuários tomem algumas precauções:

• Sempre verifiquem o endereço do site para onde foi redirecionado, endereço do link e o e-mail do remetente para garantir que são genuínos antes de clicar neles, além de verificar se o nome do link na mensagem não aponta para outro hyperlink;

• Não cliquem em links contidos em e-mails, SMS, mensagens instantâneas ou postagens em mídias sociais vindos de pessoas ou organizações desconhecidos, que têm endereços suspeitos ou estranhos. Verifiquem ainda se são legítimos e, mesmo que comecem com ‘https‘, é necessário duvidar, pois muitos sites falsos podem exibir o cadeado de segurança;

• Se não tiver certeza de que o site da empresa é real e seguro, não inserir informações pessoais;

• Analisem cuidadosamente as URLs das páginas com formulários que solicitam dados confidenciais. Se o endereço consiste em um conjunto de caracteres sem sentido ou a URL parece suspeita, não finalizar o pagamento.

• Usem uma solução de segurança comprovada com tecnologias antiphishing baseadas em comportamento. Ela permitirá a identificação até dos golpes de phishing mais recentes, que ainda não foram incluídos nos bancos de dados antiphishing.

Para mais informações sobre ataques de phishing, acesse o blog da Kaspersky.

Sobre a Kaspersky

A Kaspersky é uma empresa internacional de cibersegurança fundada em 1997. Seu conhecimento detalhado de Threat Intelligence e especialização em segurança se transformam continuamente em soluções e serviços de segurança inovadores para proteger empresas, infraestruturas industriais, governos e consumidores finais do mundo inteiro. O abrangente portfólio de segurança da empresa inclui excelentes soluções de proteção de endpoints e muitas soluções e serviços de segurança especializada para combater ameaças digitais sofisticadas e em evolução. Mais de 400 milhões de usuários são protegidos pelas tecnologias da Kaspersky e ela ajuda 250.000 clientes corporativos a proteger o que é mais importante para eles. Saiba mais em http://www.kaspersky.com.br.

Ilhéus: Moradores da Rua 15 de Agosto pedem socorro ao poder público


Em contato com a redação do Blog Agravo, moradores da Rua 15 de agosto, bairro Nossa Senhora da Vitória, pedem socorro à Prefeitura de Ilhéus, para intervir e melhorar a situação da trafegabilidade na vida da localidade.

Segundo os moradores, quando chove, ninguém consegue sair de casa, e os carros ficam impedidos de entrar na localidade.

“Sou morador há mais de 10 anos e toda vez que chove fica assim”, explicitou um morador.

Confira vídeo feito por um morador e encaminhado a nossa redação.