PM resgata três crianças torturadas em ritual religioso contra Covid-19


De acordo com a denúncia, o ritual consistia em rezar em volta das crianças, posicionadas de pé em frente às cruzes, no quintal da casa.

Três crianças que estavam sendo torturadas em ritual religioso contra Covid-19 foram resgatadas pela Polícia Militar do Pará, na última-feira (14). O caso ocorreu na comunidade de Vila do Treme, no município de Bragança, nordeste do Pará.

De acordo com informações da polícia, a cerimônia que envolvia as crianças teria como objetivo acabar com a pandemia de Covid-19. Na prática, um grupo de pessoas rezavam em volta de crianças, que ficavam cobertas por um pano branco e posicionadas em pé em frente a uma cruz.

As crianças, que eram irmãos de 1, 8 e 11 anos, envolvidas no caso foram resgatadas pelo Conselho Tutelar e encaminhadas para cuidados em um abrigo.

A conselheira Rosa Quemel, que recebeu a denúncia de um morador da comunidade, explica que houve bastante resistência da família no momento da chegada da polícia e os moradores estavam revoltados. “Só conseguimos resgatar três crianças na hora do sufoco. Um bebê de 1 ano e três meses era o que mais estava sofrendo com essa situação. A família não queria que a gente tirasse a criança porque estavam fazendo uma espécie de reza. Só que a criança chorava muito de fome e de sede, assim como as outras”, detalhou.

A Polícia Civil está investigando o caso com maus-tratos e informou que novas diligências serão realizadas a partir dos depoimentos coletados para apurar o caso e identificar todos os envolvidos. A corporação não confirmou a prisão de nenhum dos envolvidos.

Informações do IG.

Luto : Ilhéus chora a perda de Mãe Laura


Por Emerson Silva

“ Obatalá decidiu viver com os orixás no espaço sagrado que fica entre o Aiyê (terra) , e o Orun (céu)”. A morte faz parte da vida , muda-se apenas a existência , mas o espírito persiste. Para nós candomblecistas, o bom é morrer com muitos anos de vida, assim como foi a belíssima passagem terrena de Mãe Laura , grande líder espiritual e comunitária de Ilhéus e região. Para nós , vida longa e sinal de que a pessoa viveu em sintonia com os desígnios divinos.

O luto é entendido como um rito de passagem , uma vez que a morte , é compreendida como um fato social de importância . Existem ritos e rituais no candomblé que são realizados para chegarmos próximos do entendimento dessa mudança de condição para os que ficam no Aiyê (terra) e para quem se foi de volta ao Orun (céu).

Momento de grande reflexão e silêncio, pois estamos em meio a essa trágica Pandemia do Coronavírus , daí cabem algumas indagações: como ficam as obrigações fúnebres? Como vivenciar esse luto? Como cumprir nossos ritos que é uma premissa indispensável no candomblé?

Professor Emerson Silva.

Os adeptos do candomblé assumem a doença e morte como uma decorrência da vida. Entretanto, mesmo sabendo desses fenômenos , não estamos preparados para as perdas como uma dessas da Yalorixá Mãe Laura Sandoiá, sacerdotisa, mulher negra, líder firme em seus posicionamentos , empoderada e mestra da cultura popular.

Como adepto do candomblé, falo da morte não para expurga-la, mais para restituir- lhe a leveza e reiterar nossa crença na continuidade e nos laços eternos que nos unirá sempre.

Quero trazer com essa reflexão , toda minha emoção , todo meu sentimento de fraternidade e solidariedade a toda família do Ilê Axé Guainá de Oyá. Sentiremos saudades, da nossa querida Mãe Laura , que permanecerá conosco em espírito , e estará no Orun ao lado de Obatalá, e será sempre reverenciada aqui no Aiyê, pelos seus grandes feitos ao axé, símbolo de lutas e resistências. Por isso viver de forma digna é condição fundamental para seguir o seu destino, mesmo depois da morte.

Que Oxalá, acomode a dor e o sofrimentos dos que aqui ficaram e promova a inserção de Mãe Laura Sandoiá, no mundo espiritual dos ancestrais.

Axé! Agô.

*Os Artigos são de responsabilidade exclusiva de seus autores.

Morre em Ilhéus, em decorrência da Covid-19, a ialorixá Mãe Laura Sandoiá



Hoje é um dia que Ilhéus chora a perda de Laura Maria da Silva, muito conhecida e carinhosamente chamada de Mãe Laura Sandoiá, do Terreiro Guainia de Oiá, localizado no bairro do Pontal, em Ilhéus, em decorrência de complicações do seu quadro de saúde, pela Covid-19. O prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre expressa as suas mais sinceras condolências a todos os amigos, familiares e admiradores de Mãe Laura, nesse momento de dor e pesar.

Ilheense, viúva, Mãe Laura estava internada no Hospital de Ilhéus há 7 dias e faleceu neste 27 de marco de 2021, aos 72 anos, deixa 5 filhos – Júnior, Jurandir, Ricardo, Jaciara e Jailson -, as noras Luciana e Jéssica e sua mãe pequena, Vitória Cristina.

Mãe de Santo há 56 anos, Mãe Laura deixa um legado de devoção e fé, sobretudo muitas saudades para todos os seus seguidores e admiradores. Ela, uma referência da religião de matriz africana, organizava com muito esmero as festas de Iemanjá na Maramata. Sempre próxima da comunidade, ao longo de sua jornada ela trabalhou em favor dos pontalenses e do desenvolvimento da cidade.

Ilhéus perdeu uma grande personalidade, que será sempre lembrada por sua dedicação e amor.

Lei reconhece atividades religiosas como serviço essencial em Ilhéus



Sancionada pelo prefeito Mário Alexandre na quinta-feira (25), a Lei nº 4.107 reconhece o trabalho desenvolvido por instituições religiosas como atividade essencial em Ilhéus, permitindo a realização dos atos religiosos litúrgicos mesmo em períodos de calamidade pública. A norma estabelece ainda que a atividade poderá ser realizada com limitação do número de pessoas, de acordo com a gravidade da situação e desde que por decisão devidamente fundamentada da autoridade competente.

“Quero agradecer à Câmara Municipal, em nome dos vereadores Jerbson Moraes, Ivo Evangelista e Gurita, por colocar esse projeto de reconhecimento das igrejas da cidade de Ilhéus como serviço essencial. Isso é fundamental, pois com a fé pessoas são curadas e cuidam de outras pessoas, levando esperança nesse momento tão difícil. Eu fiz com muito bons olhos a assinatura de reconhecimento das igrejas, dos templos e de todos os tipos de religião. Também quero agradecer aos padres, pastores e dizer que estamos extremamente felizes, apesar do momento que estamos vivendo. Peço ao povo oração para que possamos superar essas dificuldades, porque somos fortes e vamos vencer”, ressaltou o prefeito.

De acordo com os dados da Secretaria Municipal de Saúde (Sesau), foi registrada uma redução de 25% da transmissibilidade da Covid-19 na cidade, com a adoção de medidas restritivas. Contudo, segundo informou o gestor, caso a situação se agrave, os templos precisarão ser fechados, assim como o funcionamento de outras atividades consideradas essenciais poderá ser suspenso.

O grupo compreendeu a gravidade da pandemia e assegurou a manutenção das medidas preventivas, com distanciamento entre os assentos, capacidade máxima de lotação de 30%, conforme o recomendado, obrigatoriedade do uso de máscara e disponibilização de álcool em gel.

“A igreja é fomentadora de esperança. Por mais que a gente enfrente dificuldades e desafios, na maioria das vezes as pessoas saem com a esperança renovada. Às vezes não é preciso dinheiro ou outro bem, a não ser uma fé, uma crença, um objetivo que nos mova em direção àquilo que precisamos construir. Eu fico muito feliz, porque o governo entende que a igreja tem esse papel importante”, destacou o pastor Pedro Chagas, líder da Igreja Batista Lindinópolis.

Também participaram da reunião o vice-prefeito, Bebeto Galvão; o procurador-geral do Município, Jeferson Domingues; o subprocurador geral e coordenador do Gabinete de Crise, Régis Aragão; a coordenadora de Enfermagem do Centro de Atendimento Covid-19, Daniela Navarro; o pároco da Igreja Nossa Senhora das Vitórias, padre Zezinho; o presidente da Associação dos Ministros Evangélicos de Ilhéus (AMEI), Gilmar Bonfim; e o líder religioso da Igreja Batista Sinais, pastor Bruno Tavares.

A lei já está em vigor.

 

Sessão Solene comemora importância da única Rádio Web Evangélica de Ilhéus


Sessão Solene ocorrida hoje (25) à tarde, de forma remota, na Câmara Municipal de Ilhéus, homenageou com música, orações e depoimentos, a única rádio evangélica de Ilhéus, transmitida 24 horas pela internet. A Rádio Web “Na Onda da Palavra” é um projeto do Ministério Na Onda da Palavra e surgiu em 2016, criada pelos pastores Gilson Lago e Carlinhos Bigula. A sessão proposta pelo vereador Gurita (PSD), reuniu lideranças evangélicas que falaram sobre a importância do veículo de comunicação, que apresenta uma programação variada, com notícias, música e entretenimento, valorizando o evangelho.

O pastor Felipe Yamamoto, liderança da juventude na Igreja Batista Lindinópolis, destacou a dedicação em manter viva e atuante a rádio que prega a palavra de Deus. “Trata-se de uma missão prazerosa e edificante que é pregar o evangelho”, afirmou a pastora Marta Almeida, da Igreja Batista Moriá. Para o pastor Tadeu Sá, da Igreja Comunhão e Adoração, a grande missão da emissora está justamente em semear a palavra de Deus aos corações. Com um programa prestes a estrear na emissora, o blogueiro Chico Andrade destacou o atual momento vivido pelo mundo, “um período de transformações tecnológicas que a igreja acompanha as transformações para fazer da tecnologia uma aliada para pregar a palavra de Deus”.

Representando a direção da emissora, o fundador Gilson Lago falou sobre o desafio de manter a rádio, que não tem fins lucrativos. A missão, segundo destacou, é, através da internet, tornar possível a evangelização à distância. “Para desenvolver este projeto foi preciso empenho, perseverança”, lembrou, destacando que o resultado tem sido “espalhar o evangelho que salva, liberta e restaura”.

Representando o Poder Legislativo, o vereador Cláudio Magalhães (PCdoB) foi designado pelo presidente da sessão solene, Gurita, a falar em nome da Casa. Cláudio elogiou a iniciativa “que traz fé, alegria e satisfação em um momento difícil com a perda de amigos que faziam sentido em nossas vidas”. A sessão contou ainda com a participação musical de Marcos Meireles.

Secretaria de Administração Penitenciária suspende visitas sociais e religiosas nas unidades prisionais


Presídio Aristo Cardoso em Ilhéus.

Em consequência dos últimos Boletins Epidemiológicos emitidos pela Secretaria da Saúde do Estado da Bahia, provenientes da alta taxa de contaminação da covid-19 em nosso Estado e, por sua vez, a alta ocupação das Unidades Hospitalares existentes, a Secretaria de Administração Penitenciária e Ressocialização (Seap), atendendo aos protocolos e medidas de prevenção, controle e contenção de riscos, danos e agravos à saúde dos Servidores Penitenciários e da Comunidade Carcerária, decidiu suspender temporariamente, a partir da segunda-feira (22), as visitas sociais e religiosas nas Unidades Prisionais do Estado.

Essa medida preventiva, conforme já mencionado, visa minimizar os impactos causados por uma possível transmissibilidade da covid-19 no Sistema Penitenciário, como também, forçar a diminuição de possíveis vetores de contaminação em circulação nas ruas.

Fonte: Ascom/ Seap

Ilhéus: Vereador Kaique é eleito presidente da Comissão de defesa dos direitos da mulher, pessoas idosas e com deficiências


Na tarde desta terça-feira (9), foram oficialmente instaladas as comissões permanentes da Câmara Municipal de Ilhéus.

Na ocasião, o vereador Kaique Souza (Podemos) foi eleito para presidir a Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher, da Pessoa Idosa e da Pessoa com Deficiência.

Com o desafio de formular, discutir e fomentar políticas públicas destinadas ao público em questão, o parlamentar atuará em conjunto com as vereadoras Enilda Mendonça e Ivete Maria, que também compõem o colegiado. “Presidir uma comissão tão importante é uma satisfação enorme”, declarou o edil.
“Os desafios são grandes, trataremos de questões sensíveis de uma expressiva parcela da população, mas estou empenhado e darei meu melhor para cumprir com excelência mais essa missão”, completou o vereador Kaique Souza.

O parlamentar integra, ainda, a Comissão de Educação e Esporte, juntamente com o vereador Luciano Luna e a vereadora Enilda Mendonça, sendo esta eleita presidente.

De acordo com o Regimento Interno da Câmara, as comissões têm a finalidade de examinar matéria em tramitação e emitir parecer sobre a mesma, proceder estudos sobre assunto de natureza essencial ou, ainda, de investigar assuntos determinados de interesse da administração.

Aeroporto de Ilhéus registra aglomeração de passageiros


Imagens enviadas ao Blog Agravo pelo leitor Ramon Cunha, mostram filas e pontos de aglomeração no saguão do Aeroporto Jorge Amado, em Ilhéus. O vídeo feito no domingo (03) mostra várias pessoas dividindo o mesmo espaço, algo que vai contra a recomendação das autoridades de saúde em função da pandemia.

Durante esse final de ano, as companhias aéreas anunciaram novos voos para Ilhéus, para atender a demanda de lazer do verão.

Administrado pela Socicam desde o final de 2018, a fiscalização do Aeroporto de Ilhéus é de responsabilidade do Governo do Estado e da Prefeitura de Ilhéus. Segundo informações, não havia nenhuma equipe de Vigilância Sanitária para checar a temperatura dos passageiros que estavam desembarcando.

Confira o vídeo e comentário do leitor Ramon Cunha:

Natal na Praça da Vida: A solidariedade pode está à sua mesa e com sabor Supreme


A solidariedade pode estar à sua mesa. Isso mesmo! A Paróquia São João Batista vai promover um almoço no dia 6 de dezembro (domingo). O objetivo é arrecadar fundos para a compra de brinquedos que serão doados as crianças carentes da zona rural de Ilhéus, no Projeto “Natal na Praça da Vida”.

Portanto, no dia 6 de dezembro muita gente não vai precisar preparar o almoço em casa, com a opção gastronômica que, além de agradar o paladar, vai ajudar às crianças do distrito ilheense de Banco Central está disponível na Igreja São João Batista.

“Frango Supreme” é o prato que será servido. Segundo o Chef Rodrigo Ribeiro, o menu é elaborado a base de peito de frango recheado de presunto, queijo e creme de milho. O acompanhamento é farofa de feijão verde, salada coleslaw (repolho, maçã maionese) e arroz.

A idéia partiu do Chef e empresário do Bistrô Carioca Burges, Rodrigo Ribeiro e da sua esposa, Gleizy Rangel, que, sensibilizados com a iniciativa do Padre Joelson Dias e abraçada pelos fiéis, eles lançaram a proposta com o objetivo levantar dinheiro para ajudar na compra de presentes, além dos que estão sendo doados pela comunidade.

Os interessados podem comprar o bilhete, antecipadamente, através do telefone da secretaria da Paróquia, (73) 99830-0376, aberta das 14 às 17horas, de segunda a sexta. Cada prato custa R$20,00, mas é possível adquirir o combo, com três pratos, por R$50,00.

Em consequência da pandemia e do distanciamento social provocado pela Covid-19, não será realizada a festa na Praça São João Batista. Daí a iniciativa Padre Joelson Dias da Silva, para promover um momento de felicidade às crianças carentes no distrito de Banco Central, onde grande parte da população está desempregada em consequência do novo coronavírus.

As doações dos brinquedos novos devem ser feitas na Secretaria da Igreja São João Batista (Pontal), ou através do (zap) (73) 99830-0378 ou ainda, na própria Igreja durante as missas. Quem desejar fazer a doação em dinheiro pode depositar o valor da doação no Banco do Brasil, em nome da Diocese de Ilhéus/Paróquia São João Batista, Agência 19-1, Conta Corrente 13834-7 (CNPJ: 13.628.433/0004-80. Um print do comprovante deve ser enviado via Zap para secretaria da Igreja. A entrega dos presentes será feita no distrito, pela equipe da Paróquia do Pontal, no dia 20 de dezembro.

Setor da Construção Civil denuncia elevação no preço dos insumos da indústria


Sinduscon alertou à SDE sobre possível desabastecimento e desemprego no segmento.

 

O setor da Construção Civil, que gera atualmente 45 mil empregos formais na Bahia, apresentou ao vice-governador João Leão, secretário de Desenvolvimento Econômico (SDE), na terça-feira (22), um manifesto constando a preocupação dos empresários diante dos aumentos, que consideram abusivos, nos preços dos insumos para construção civil, que podem gerar grave desabastecimento e ameaça a manutenção dos postos de trabalho. Cimento, aço e PVC são os itens que mais tiveram elevação de preço.

“Vamos analisar uma forma adequada e eficaz de ajudar a equacionar esta questão, no sentido de proteger a sobrevivência das indústrias da construção civil, as empresas de todos os portes, com vistas, sobretudo, na manutenção dos empregos e no crescimento deste estratégico setor produtivo. Vamos buscar um diálogo também com as indústrias que fornecem os insumos, pois ambos os segmentos são importantes para o desenvolvimento da Bahia”, declara Leão.

O segmento foi representado no encontro pelo Sindicato da Indústria da Construção do Estado da Bahia (Sinduscon-BA), pela Associação de Dirigentes de Empresas do Mercado Imobiliário da Bahia (Ademi-BA), Associação Comercial da Bahia (ACB) e pelo Sindicato Nacional da Indústria de Produtos de Cimento (Sinaprocim). O movimento conta ainda com o apoio da Associação Nacional das Empresas de Obras Rodoviárias (Aneor).

“No momento da retomada da economia, fomos surpreendidos com o desabastecimento dos insumos da cadeia produtiva, com destaque para o aço. Veio a seguir o cimento e por último o PVC, que subiu tremendamente, mesmo com produção na Bahia. A situação ameaça atividades na produção do imóvel residencial para baixa renda, afetando toda a cadeia, inclusive a de obras públicas, cujos contratos não se sustentam se não repassarmos esses custos, essa é a grande preocupação do nosso setor”, afirma o presidente do Sinduscon, Carlos Marden do Valle Passos.

“Nosso pleito envolve a construção civil, setor imobiliário e de pré-fabricados de concreto que são estratégicos na geração de emprego e renda, abarcando as obras habitacionais e de infraestrutura. Estamos vivenciando um aumento abusivo e um desabastecimento de importantes insumos e não encontramos justificativa para tais fatos. O aço chegou a aproximadamente 40% de aumento entre janeiro e setembro deste ano, o cimento em torno de 10%. Importante lembrar que o aço tem impacto de 50% no custo do produto pré-fabricado de concreto”, relata o vice-presidente da ACB, Carlos Henrique Jorge Gantois.

“A ADEMI-BA vem ao encontro do vice-governador e secretário da SDE transmitir a preocupação dos seus associados em relação ao aumento súbito de preços e desabastecimento de insumos, o que está desestabilizando o planejamento das empresas sobre lançamentos e execução de suas construções, logo num momento de retomada pós pandemia e expectativa de reaquecimento do mercado imobiliário baiano. Quando as expectativas frustram o planejamento, o empresário adia a tomada de decisão e gera desemprego no curto prazo”, diz Pedro Mendonça diretor técnico da Ademi-BA.